Integrantes do Plano Emergencial recebem certificado de reconhecimento

220
Parceiros:

Todos os envolvidos foram homenageados em cerimônia na prefeitura de Itajaí

Gratidão pela solidariedade e humildade. Estes foram os principais aspectos destacados pelo prefeito Volnei Morastoni ao agradecer a todos envolvidos no Plano Emergencial do Transporte Público. Em cerimônia na tarde desta quarta-feira (17), proprietários de veículos particulares e táxis receberam certificado de reconhecimento pela participação na força-tarefa entre os dias 08 e 13 de maio, durante a greve dos trabalhadores da empresa Coletivo Itajaí.

“Estamos aqui para agradecer o que foi um gesto de solidariedade e de humildade. Os proprietários dos veículos atenderam prontamente o nosso chamado e não quiseram saber de valores. O espírito público e de cooperação prevaleceram. Esse é o espírito do povo da nossa cidade”, destacou o prefeito Volnei Morastoni aos presentes.

Embora tenham trabalhado incansavelmente durante a força-tarefa, os proprietários de ônibus, micro-ônibus e vans carregavam o mesmo sentimento de satisfação. “Ficamos surpresos e satisfeitos com o chamado da prefeitura. Unidos, não medimos esforços para atender a população e estamos prontos para uma nova missão”, destacou Gilson Rogério Nazário, representante dos ônibus.

Igualmente as outras categorias representadas agradeceram por participar de uma ação tão importante e que beneficiou toda a cidade. Também fizeram uso da palavra o senhor Luiz Carlos Lapa da Silva, representante dos taxistas, e Bento Garcia, representante do transporte escolar. “Se acontecer novamente, a prefeitura pode contar conosco”, avisou Lapa.

Além dos proprietários de veículos, os servidores do Município de Itajaí também foram homenageados. Em regime de plantão, executaram o plano emergencial com excelência. “O que nós vimos foi muito vontade para que tudo desse certo. Isso só foi possível porque todos os aqui presentes atenderam ao nosso pedido e ajudaram a nossa cidade”, reforçou a Procuradora Geral, Silvia Wanderlinde Benvenutti.

O prefeito Volnei aproveitou para relembrar que o edital de licitação para nova empresa de transporte está em elaboração. Será elaborado um estudo do sistema viário de Itajaí que respaldará o novo edital e garantirá um sistema eficiente aos usuários.

Além disso, o Município de Itajaí mantém as tratativas com a Coletivo Itajaí para que ela encontre uma forma de regularizar os serviços até o resultado da disputa pública. Uma das possibilidades apresentadas pela empresa é a venda da Coletivo para terceiros. Outras empresas de transporte também têm procurado o poder público, interessadas em tocar o serviço emergencialmente.

Como funcionou o Plano Emergencial

A força-tarefa contou com 160 veículos envolvidos, sendo 58 vans, 32 ônibus, 14 micro-ônibus e 56 táxis. A cada profissional, será entregue um certificado como reconhecimento pelos serviços prestados neste momento de crise. “Vivemos algo inédito na nossa cidade. Uma cooperação mútua entre o poder público e a iniciativa privada em prol da população. Com empenho e dedicação de cada um, conseguimos passar por este momento de crise sofrendo o menor prejuízo possível”, desta o prefeito.

O sistema emergencial tinha capacidade de atender 3,6 mil usuários por hora, sendo 260 com gratuidade. Com 11 linhas circulares e 08 especiais, toda a cidade foi assistida. As operações emergenciais iniciavam às 4h e encerravam às 23h, com ronda pelos pontos de ônibus para garantir que ninguém ficasse sem transporte.

A operação emergencial, que durou de 08 a 13 de maio, não gerou nenhum custo aos cofres públicos. Cada veículo cadastrado arcava com os próprios custos da operação, podendo cobrar R$ 4 (ônibus e táxis) e R$ 5 (vans e micros) pelo serviço de lotação.

_________________________________
Informações adicionais:
Secretaria de Comunicação
Karine Mendonça
(47) 3341-6121