Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

800 mil toneladas de embalagens foram recuperadas pelo programa “Dê a Mão para o Futuro- Reciclagem, Trabalho e Renda”

Na data em que se comemora o Dia Internacional da Reciclagem, o Programa de logística reversa “Dê a Mão para o Futuro” celebra seu maior volume anual de recuperação de materiais, 147.183 mil toneladas de embalagens em 2021 – a maior marca da série histórica iniciada em 2013

O programa de logística reversa “Dê a Mão para o Futuro — Reciclagem, Trabalho e Renda” celebra o Dia Internacional da Reciclagem (17 de maio), compartilhando seus resultados positivos de 2021, ao atingir um volume de recuperação de resíduos recorde, de 147.183 mil toneladas de embalagens recicláveis, a maior marca desde que teve início a série histórica em 2013. O marco ultrapassa a meta de 22% da massa global de embalagens inseridas no mercado nacional.

 

Idealizado e coordenado há 16 anos pela ABIHPEC — Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Programa “é realizado em parceria com a ABIMAPI — Associação Brasileira de Biscoitos, Massas Alimentícias e Bolos Industrializados e a ABIPLA – Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes de Uso Doméstico e de Uso Profissional.

 

O número expressivo foi alcançado em meio ao segundo ano pandêmico no Brasil, quando aumentou a flexibilização das medidas restritivas, o que permitiu impulsionar a concretização de parcerias com novas cooperativas, redes e organizações de reciclagem de materiais recicláveis, integrando milhares de catadores.

 

Além disso, o “Dê a Mão para o Futuro” adotou estratégias para expandir sua abrangência geográfica, estando presente agora nas 27 Unidades Federativas do país, via 179 cooperativas, localizadas em 125 municípios.

 

De 2013 a 2021, o Programa “Dê a Mão para o Futuro”, somou um total de 802.500 toneladas de massa recuperada e encaminhada para reciclagem, fruto de um investimento total de mais de R$ 100 milhões, feito sempre com base em relações formais com cada uma das cooperativas ou redes participantes do Programa, o que inclui desde o início, a elaboração de um planejamento estratégico participativo dos investimentos a serem realizados e assim, estabelecendo e mantendo a confiança e a transparência com tais organizações parceiras.

 

Em 2021, foram mais de R$ 18 milhões destinados à compra de equipamentos, adequação de infraestrutura, capacitação e assessoria técnica – entre outros investimentos – que beneficiaram o trabalho de 6.074 mil catadores.

 

O Programa “Dê a Mão para o Futuro” é uma iniciativa que não só valoriza as pessoas, como impacta positivamente a vida delas. O programa apresentou uma evolução expressiva na renda média mensal dos catadores em relação ao ano anterior. Em 2020, 52% recebiam acima de um salário mínimo mensal. Em 2021, esse índice subiu para 77%. Vale ressaltar que a maioria dos catadores impactados pelo Programa são mulheres 56% e 44% são homens.

 

Indicadores de Sustentabilidade

Em 2021, o Programa “Dê a Mão para o Futuro” foi selecionado pela segunda vez pela Comissão Econômica para América Latina e o Caribe -CEPAL (ONU), como um exemplo de iniciativa sustentável pelos resultados alcançados e ainda, considerando-se o modelo estruturante de trabalho com as cooperativas, o programa hoje, atende a sete dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

 

O CEPAL (ONU) analisou as iniciativas do programa e concluiu que a atuação do Programa “Dê a Mão para o Futuro” criou impactos positivos na geração de emprego e renda, além da promoção do desenvolvimento local e redução das desigualdades de gênero, de raça e geracionais.

 

Confira a íntegra do relatório 2021 do programa “Dê a Mão para o Futuro”: 

 

Sobre o Programa Dê a Mão Para o Futuro – DAMF

Unir ações que viabilizem a reciclagem de resíduos sólidos urbanos, reduzindo assim o volume de materiais que seriam destinados aos aterros e, em paralelo, criar oportunidades para a melhoria das condições de trabalho, qualidade de vida e renda dos catadores de materiais recicláveis. Em síntese, esta é a proposta do programa “Dê a Mão para o Futuro” Reciclagem, Trabalho e Renda, desenvolvido pela ABIHPEC, em 2006, como uma alternativa viável para suas associadas no gerenciamento de resíduos sólidos pós-consumo.

 

Sobre a ABIHPEC

A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) é uma entidade privada que tem como finalidade representar nacional e internacionalmente as indústrias desse setor, de todos os portes e instaladas em todo o país, promovendo e defendendo os seus legítimos interesses, por meio de ações e instrumentos que contribuam para o seu desenvolvimento, buscando fomentar a competitividade, a credibilidade, a ética e a evolução contínua de toda a cadeia produtiva.

 

Sobre o Dia Internacional da Reciclagem

O Dia Internacional da Reciclagem, celebrado em 17 de maio, foi instituído pela organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A data tem o propósito de estimular a reflexão sobre a importância de fazer o descarte correto dos itens consumidos pela sociedade. A reciclagem é o processo em que há a transformação do resíduo sólido que não seria aproveitado, com mudanças em seus estados físico, físico-químico ou biológico, de modo a atribuir características ao resíduo para que ele se torne novamente matéria-prima ou produto, segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Posts Relacionados

Brasil vai na contramão com o contínuo aumento no valor dos combustíveis

Dores de Inverno: Professora de fisioterapia da UniSul explica como tratar os desconfortos musculares típicos da estação

Pesquisa revela que mais de 50% das modelos de OnlyFans trabalham sem a família e amigos saberem

Cardiopatia congênita afeta 30 mil crianças por ano no Brasil

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026

Barcelona FC e ACNUR iniciam parceria com a nova camisa de futebol em apoio às crianças refugiadas

Presidente do UFC define data de retorno da Charles Do Bronx ao octógono

Maioria da população do Sul sente que inflação subiu muito, afetando principalmente consumo de alimentos, revela RADAR FEBRABAN

Dupla sertaneja Maiara e Maraisa é proibida de usar a marca “As Patroas”

Diário da Cidade

Mulheres caem em golpes financeiros mascarados de romance