Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

99 reduz 62% das ocorrências contra motoristas da plataforma em Santa Catarina

  • Nacionalmente, a queda dos crimes contra os condutores foi de 37,5%
  • App também registrou, na região, diminuição no número total de casos envolvendo condutores e passageiros
  • Resultado foi alcançado após investimento de R$ 70 milhões em segurança

São Paulo, 17 de janeiro de 2022 – O aplicativo 99 fechou 2021 com redução de 62%, por milhão de corridas, nas ocorrências graves contra motoristas parceiros em Santa Catarina. O estado também registrou queda em todos os incidentes de segurança envolvendo condutores e passageiros da plataforma e fechou o ano com contração de 16%. O levantamento realizado pela empresa considera casos como roubo, sequestros e agressões.

Em âmbito nacional, a redução do número total de casos envolvendo passageiros e motoristas foi de 23% e do número de crimes contra os condutores foi de 37,5%.

O resultado foi atribuído ao investimento de R$ 70 milhões em segurança nos últimos dois anos. De acordo com a 99, a plataforma possui um ecossistema de proteção dividido em dois eixos principais: desenvolvimento de tecnologias e profissionais especializados, que em conjunto oferecem proteção antes, durante e depois das viagens. Entre as iniciativas, estão os recursos lançados como verificações adicionais de passageiros, expansão das câmeras embarcadas nos carros, aprimoramento do monitoramento de corridas via GPS e a gravação de áudio.

“Escutar ativamente os motoristas parceiros e passageiros, por meio de pesquisas e rodas de conversas, foi essencial para o desenvolvimento, implementação e aprimoramento delas”, afirma Tatiana Scatena, Diretora de Segurança da 99. “Entendemos também que a segurança é um trabalho contínuo e nunca finalizado, por isso, seguiremos investindo para aperfeiçoar os nossos sistemas”, completa.

Conheça as tecnologias da 99

Em 2021, foram implementados recursos como a Validação de Acesso, que utiliza uma solução de prevenção de fraude da Serasa Experian para verificar se os passageiros são os donos do documento informado por meio de um questionário; Digitalização do RG, com checagem instantânea do documento de identidade; Mapeamento Dinâmico de Áreas de Risco, que permite aos motoristas parceiros colaborar com a identificação dessas regiões; além de Inteligências Artificiais, que analisam potenciais riscos e adicionam camadas de segurança para passageiros e motoristas, do início ao fim das viagens.

A empresa também lançou o Assistente de Segurança, que melhora a experiência e ativação de ferramentas de proteção no próprio app. Localizada no escudo azul, os usuários podem ter acesso rápido a informações do motorista e passageiro, ou ativar algum recurso quando um comportamento anormal é identificado durante ou depois da corrida, como gravação de áudio ou compartilhamento de rota.

 

Outra iniciativa é o Mapeamento de área de risco ampliado, que funciona de forma dinâmica e colaborativa. Sem que haja o bloqueio de zonas específicas da cidade, a plataforma conta com os dados coletados junto às Secretarias de Segurança Pública, informações do app, classificação realizada pelos motoristas parceiros para realizar o bloqueio temporário de alguma região que possa apresentar algum risco de segurança à corrida.

 

Ainda foram implementadas Inteligências Artificiais que protegem os usuários antes, durante e depois da corrida. Antes das corridas, a IA Hércules verifica padrões de comportamentos de risco, bloqueia a chamada e só a libera após validação de dados do passageiro.

 

Já a ferramenta Cubo age para evitar que motoristas sejam direcionados para áreas com indícios de violência. Para as passageiras mulheres, Pítia Atena analisam os algoritmos para direcionar a elas somente motoristas mulheres ou mais bem avaliados. Durante a corrida, as viagens são monitoradas em tempo real, por meio de inteligência artificial que detecta paradas longas ou com trajetos com tempo acima do previsto para tomar medidas de segurança adicionais. Ao final da corrida, a IA Ártemis, desenvolvida em parceria com a consultoria Think Eva, rastreia comentários com denúncias de assédio para bloquear agressores e direcionar vítimas para atendimento humanizado.

 

São disponibilizadas ainda câmeras de segurança, embarcadas no veículo, com lente “olho de peixe” e visão noturna, além de acompanhar um botão de pânico para casos de necessidade. Todos os usuários contam também com gravação de áudio, compartilhamento de rotas com contatos de confiança, botão para ligar direto para a polícia e uma Central de Segurança que funciona 24h e oferece atendimento humanizado e apoio imediato.

 

SOBRE A 99

A 99 é uma empresa de tecnologia que oferece conveniência e soluções para as necessidades dos brasileiros. O aplicativo faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”) e no Brasil conecta milhões de pessoas a serviços de mobilidade, pagamentos e entregas.

Posts Relacionados

Atletas de Florianópolis estão confirmados no Panamericano de Taekwondo, que volta à capital catarinense em setembro

Aplicativo criado por startup de Florianópolis democratiza o acesso à saúde

Diretoria da ACATE é reeleita para gestão 2022-2024

OBMEP promove encontro matemático em Florianópolis (SC) para alunos de todo Brasil

Programa ajuda micro e pequenos empresários na gestão de seus negócios

Balanço positivo: Instituto Guga Kuerten atende mais de 100 mil pessoas em 21 anos

Senar/SC oferece mais de 380 cursos gratuitos para o meio rural em junho

UniSul está entre as universidades brasileiras que mais contribui com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Programa Qualifica SC capacitará 5 mil trabalhadores para o mercado formal

Primeiro round do Arena CELTA dá a largada para formação de novas startups catarinenses