Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

A pandemia e a saúde mental: como este e outros temas podem aparecer nas redações de vestibular?

Junto com a chegada da pandemia de COVID-19 e o isolamento social, vieram também algumas pressões e efeitos colaterais e indiretos oriundos da pandemia.

 

A irritabilidade, a falta de paciência, a ansiedade, a solidão são todos sinais de que a pandemia e o isolamento estão afetando de maneira significativa a saúde mental da população como um todo.

 

O que por muitos anos foi considerado um grande tabu, exceto dentro da comunidade científica e acadêmica da área da saúde, atualmente é encarado de maneira séria 

 

Ainda, estamos nos aproximando cada vez mais do final do ano e, junto com essa aproximação, as provas de vestibular também estão cada vez mais próximas.

 

E, certamente, um tema que poderá ter muita relevância nas provas de redação de diversos vestibulares são os efeitos colaterais da pandemia do novo coronavírus.

 

Logo, é essencial saber como começar uma redação neste tema e em alguns outros que também se relacionam com a pandemia.

 

Pensando nisso, na reportagem de hoje iremos ver alguns temas que podem aparecer nas provas de redação de final de ano e como explorar estes temas.

 

O impacto da pandemia na saúde mental

Como dito anteriormente, hoje em dia, mais do que nunca, a importância da saúde mental vem sendo valorizada, sobretudo em um contexto de pandemia.

 

De acordo com uma reportagem publicada na revista Veja Saúde, a resiliência das pessoas tem limite e o impacto que as notícias e os efeitos da pandemia têm nesta resiliência se mostra forte.

 

Como consta em estudos de universidades extremamente renomadas, como a Universidade de São Paulo e também em revistas internacionais como a Psychological Medicine, a pandemia apresentou sim um impacto no bem-estar das pessoas, porém, isso não necessariamente se traduz em um aumento nos casos de doenças psiquiátricas.

 

Porém, não é possível que se ignore o fato de que ao longo do período de isolamento social, sintomas de transtornos de ansiedade foram intensificados durante a pandemia.

 

No Brasil, segundo diversos pesquisadores e institutos, também não houve um aumento significativo nos casos de transtornos de ansiedade e depressão.

 

Contudo, também é consenso de que os sintomas em pessoas que já apresentavam este quadro e, no contexto de pandemia estão mais estressadas e preocupadas, se intensificou.

 

Logo, ao se deparar com um tema de redação que traz a relação entre pandemia e saúde mental, é essencial mostrar que a pandemia não é responsável pelo aumento nos casos de doenças mentais e psiquiátricas, porém que há sim uma pressão no bem-estar da população.

 

A acessibilidade à educação remota

Outro tema oriundo da pandemia que pode aparecer nas redações de vestibular é a acessibilidade a educação remota e o modelo de educação remota empregado ao longo da pandemia.

 

Muitas críticas ao modelo de educação remota foram tecidas por especialistas e estudiosos no assunto. 

 

Contudo, o cerne dessas críticas foi a falta de acesso que alunos vulneráveis socioeconomicamente teriam às aulas. Se as aulas foram continuadas de maneira digital, como os alunos que não possuem acesso à Internet ficam? 

 

Logo, desta forma a pandemia também expôs mais uma vez o abismo social existente entre a população pobre e vulnerável do país em relação à classe média e à classe alta.

Além disso, a educação remota apresenta alguns contras que são citados por defensores das aulas presenciais, como por exemplo:

  • Problemas para focar e fácil dispersão
  • Problemas e imprevistos com a tecnologia
  • Isolamento
  • Falta de preparo de professores
  • Eficiência do aprendizado

Crises sanitárias e epidemiológicas e sua relação com o meio-ambiente

Há várias décadas já que a comunidade científica internacional bate na tecla do descaso ambiental, do aquecimento global e da degradação do meio-ambiente e as consequências destes atos.

 

Há estudos de meados de 2008, por exemplo, onde revistas científicas renomadas, pesquisadores e a comunidade científica como um todo avisam sobre a descoberta de um coronavírus que poderia contaminar humanos.

 

Antes da pandemia de coronavírus, também, o que não faltam são exemplos para ilustrar como a degradação ambiental está relacionada com o surgimento de novas doenças e reaparecimento de doenças já erradicadas.

 

Ainda, diversos estudos apontam para o risco de aumento de doenças causadas por vetores insetos em decorrência do aquecimento global e desmatamento.

 

Nos últimos anos, houve no Brasil um surto de febre amarela, em partes relacionado com desastres ambientais e o descaso da população frente ao meio-ambiente.

 

Logo, é necessário que o ser humano reveja seu relacionamento com o meio-ambiente que o cerca de maneira imediata, a fim de evitar e prevenir o surgimento e reaparecimento de possíveis pandemias.

 

Considerações finais

 

A pandemia de COVID-19 apresentou vários efeitos colaterais além da mortalidade da população.

 

Como foi possível ver ao longo da reportagem, a saúde mental, a economia, a educação e o meio-ambiente estão totalmente relacionados e inseridos nesta discussão.

 

Obviamente há mais temas relacionados à pandemia, contudo, a chave é se inteirar no assunto através de fontes confiáveis e garantir seu sucesso na hora da redação!

Posts Relacionados

No Dia Mundial da Limpeza, neste sábado (18), Fort Atacadista patrocina mutirão de limpeza em Balneário Camboriú

Fort Atacadista sorteia 22 carros 0km neste sábado (18)

Ri Happy oferece vagas de empregos temporárias em Balneário Camboriú

Camboriú fará parte do roteiro de observação de aves da Costa Verde e Mar

BC amplia para 83+ o reforço da vacina contra Covid-19 nesta sexta-feira

BC amplia para 15+ a vacinação contra Covid-19 em adolescentes nesta quinta-feira

Professoras da Rede Municipal lançam livro sobre experiências na alfabetização

Atletismo de Balneário Camboriú recebe homenagem por desempenho internacional

Diminuição de casos graves de Covid-19 permite redução de leitos de UTI

Educação de Balneário Camboriú divulga 31° Chamada do Fila Única

Censo Populacional dos Animais termina dia 27 de setembro

Handebol de Balneário Camboriú vence Etapa Sul da Liga Nacional Cadete

Estão proibidos novos empreendimentos que façam sombra na Praia Brava, em Itajaí (SC)

Campanha da FEMAMA convoca população a aumentar possibilidades de tratamento de câncer de mama no SUS

Ansiedade atinge 9,3% da população brasileira e traz prejuízos também para crianças e adolescentes

Próteses auditivas discretas e tecnológicas ajudam a derrubar o preconceito contra a surdez

Médico Perito explica detalhes sobre a aposentadoria por invalidez

Conscientização e fiscalização: palavras-chave para diminuir a mortalidade de animais marinhos

Loja da Águas de Camboriú tem novo horário de atendimento ao público

Prefeitura de Camboriú abre inscrições para contratação temporária de operário braçal