*** ATUALIZADO: Paulo se rendeu e peritos do IML estão no local para a liberação do corpo de Lucimara.

Um homem chamado Paulo de Carvalho Souza de 42 anos é suspeito de matar Lucimara Stasiak de 29 anos a facadas há cerca de 6 dias, e manter o corpo dentro do apartamento com gelo supostamente para disfarçar o cheiro,  no edifício Ilha de Paquetá, rua 3150 no centro de Balneário Camboriú.

Paulo é advogado, assim como Lucimara.

Os vizinhos teriam suspeitado de Paulo pois ouviram uma briga entre o casal na última quinta-feira, e após isso Lucimara não foi mais vista, além disso os vizinhos notaram a entrada de Paulo com sacos plásticos e gelo, e acionaram a polícia.

O negociador do BOPE conseguiu entrar no apartamento e confirmou a morte de Lucimara, porém, Paulo está trancado na sacada, e pede para que ninguém se aproxime, caso contrário irá se jogar do sétimo andar.

O corpo de Lucimara permanece no apartamento pelo menos até o fim da ocorrência, para a perícia poder fazer o procedimento padrão.

Paulo disse aos policias que teve surto psicótico e achou que esfaqueava aranhas e não Lucimara.

De acordo com a PM, um amigo de Paulo afirmou que o advogado tem um histórico de crises, já foi internado e atualmente toma remédios controlados.

A negociação já dura 20 horas e neste momento Paulo está sentado no parapeito da sacada do apartamento e ameaça se matar, policiais do BOPE estão no local negociando com Paulo para que ele se entregue.

Segundo informações Paulo descarta completamente a possibilidade de se entregar, e a todo momento fala que vai se jogar da sacada do apartamento.

Paulo já aparenta muito cansaço no final desta tarde.

A região está isolada para evitar interferências de populares.

Novas informações a qualquer momento.