Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Casal chapecoense atinge teto de faturamento do MEI em nove meses

Desempregados, Francieli e Jorge enfrentaram cenário econômico incerto e investiram no negócio próprio

Adaptação e aprendizado são conceitos unânimes que marcaram 2020. Um ano histórico que mudou os planos pessoais e profissionais de muitos brasileiros. A professora Francieli Dickel, de 37 anos, retornaria da licença-maternidade no início de março do ano passado, contudo seu planejamento foi interrompido em virtude da pandemia. Para contribuir com a mudança de rotina da família seu marido Jorge Luiz Chaves, de 50 anos, foi desligado da empresa em que atuava como técnico em instrumentação. O casal chapecoense, pais da Isadora (10) e da Luisa (1 ano e 4 meses), precisou de novos projetos.

“Ficamos bem assustados e preocupados no início tanto pela crise sanitária quanto pela incerteza sobre o futuro financeiro de nossa família. Com isso, surgiu a ideia de termos nosso próprio negócio, o que era um sonho antigo do Jorge. Nos primeiros dias os serviços foram pequenos e escassos, mas com o passar do tempo as empresas começaram a procurá-lo e aumentou a demanda. Então, buscamos informações sobre o processo de abertura de uma empresa porque atenderíamos grandes indústrias e precisaríamos estar com toda a documentação correta e organizada”, relembra Francieli.

Para esclarecer as dúvidas sobre os processos burocráticos e jurídicos do microempreendedor individual (MEI) o casal buscou auxílio do Sebrae/SC. Francieli recorda que entre as orientações da entidade estiveram aspectos sobre recolhimento dos impostos, de como seria a arrecadação conforme o faturamento e de como emitir nota fiscal de serviço ou de compra. “Era algo totalmente novo e bem diferente da minha formação profissional. Compreendi rapidamente que ao abrirmos o MEI precisávamos ir atrás das informações para realizar tudo como preconiza a legislação. Além disso, não teríamos tempo para aprender com nossos erros”, afirma.

O suporte do Sebrae/SC, segundo Francieli, foi de extrema valia para o desenvolvimento da empresa J.F. Instrumentação. “Desde o primeiro contato, quando levei alguns dados sobre o negócio, os funcionários da entidade se mostraram otimistas com a proposta. Todo esse processo foi muito interessante, eles nos conduziram da melhor maneira possível, além disso os profissionais dominam o assunto e explicam com segurança e muita tranquilidade. Mesmo caminhando pelo desconhecido deu tudo certo. Sobrevivemos a um ano desafiador e com muitas dificuldades e nos adaptamos em todos os sentidos”, enaltece o casal.

“Quando percebemos já estávamos estourando o limite de faturamento e precisávamos alterar a modalidade jurídica. Isso ocorreu nove meses após a abertura do MEI. Atualmente somos a J.F. Instrumentação e Calibração LTDA, que realiza assistência, manutenção e calibração em equipamentos industriais”, comemora Jorge. De acordo com Francieli, no decorrer desse tempo eles receberam assessoria e consultoria do Sebrae/SC tanto pessoalmente quanto remotamente. “Estamos novamente aprendendo, agora com a empresa registrada pelo Simples Nacional. Seguimos com incertezas, porque o ano começou e ninguém sabe como será, mesmo assim estamos otimistas com a decisão que tomamos”, destaca a empresária.

Posts Relacionados

Não há mais vagas de UTI para Covid em Balneário Camboriú

Diário da Cidade

Círculo S/A promove campanha que exalta a beleza natural das mulheres

Corpo de pescador desaparecido no RJ é encontrado em praia de SC

Balneário Camboriú registra ocorrências devido às chuvas

Governo de SC não acata recomendação para lockdown de 14 dias

Balneário Camboriú vacinou 1041 idosos com mais de 80 anos neste final de semana

Startup lança aplicativo para melhorar a qualidade do sono

Diário da Cidade

Iniciativas colocam mulheres em cargos e atividades até então desempenhadas somente por homens

Diário da Cidade

Vereador pede aumento do número de sessões na Câmara de Tijucas

Diário da Cidade

MPF é favorável a pedidos do Procon-SC em ação contra reajuste da tarifa de energia elétrica

Maior canal infantojuvenil do YouTube no país doará renda para apoiar crianças e adolescentes com câncer

DadoBier apresenta The Legends Vida Marinha 2021 desembarca em Itajaí(SC)

Clientes da Celesc podem parcelar faturas em atraso no cartão de crédito

Diário da Cidade

Fevereiro laranja: Você sabia que o hemograma pode auxiliar na investigação da leucemia?

Diário da Cidade

Câmara de Tijucas aprova indicação para criação de um Centro de Reabilitação Pós-Covid19 na cidade

Diário da Cidade

Fundação Lemann lança campanha “Toda Mulher é uma potência” para dar visibilidade às mulheres na pandemia

Balneário Camboriú confirma 50 positivos e 1 óbito por covid em 24 horas

Balneário Camboriú será sede de maior evento de FootVolley do Brasil

Guarda Municipal de Balneário Camboriú resgata cão que estava sendo espancado

Vakinha para ajudar a Ísis Soares Botelhos de 1 ano e 4 meses

%d blogueiros gostam disto: