Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Chuva de meteoros Líridas é registrada no Sul do Rio de Janeiro

A chuva de meteoros Líridas foi registrada na madrugada desta quinta-feira (21), por um morador de Porto Real, no Sul do Rio de Janeiro. O publicitário e fotógrafo Leonardo Pires, explicou que para fotografar o evento usou uma câmera DSLR semi-profissional com lente 18mm, com longo tempo de exposição e ISO alto, que permite capturar maior quantidade de luz e assim registrar a passagem dos meteoros, popularmente conhecidos como “estrelas cadentes”.

O evento astronômico, que pode ser observado em todo o Brasil, acontece todos os anos na segunda quinzena de abril, e nos dias 21 e 22 que acontece o pico — quando a quantidade de riscos no céu é maior. A chuva de meteoros Líridas é resultado da passagem da Terra pelos rastros de detritos deixados pelo cometa Thatcher (C/1861 G1).

Leonardo contou que no final de uma hora, foram feitas mais de 150 fotos e após escolha das que captaram o fenômeno, foi feito o tratamento digital para eliminar ruídos, e combinando as melhores, foi possível chegar no resultado — como visto na foto acima — em uma única fotografia.

Para quem quiser tentar observar os meteoros, que poderá ser visto ainda na madrugada de sexta-feira (22), com o pico de 2h às 5h, o publicitário passou algumas orientações. “A dica é olhar para Noroeste, na constelação de Lira, e escolher uma região com pouca iluminação. Mas como a Lua está cheia, o brilho dela pode acabar ofuscando os meteoros menos luminosos. Porém a partir das 4h é o melhor horário para se observar, pois a região está mais centralizada no céu e a Lua mais baixa.”

Para facilitar a localização da constelação de Lira —, onde está a estrela Vega, que é a quinta estrela mais brilhante no céu noturno —, Leonardo disse que bússolas podem ajudar, “Há diversos aplicativos para celular que utilizam do sistema de GPS e localizam facilmente a posição da constelação”, finalizou.

Meteoros em maio
Nos dias 5 e 6 de maio, ocorrerá a chuva de meteoros Eta Aquáridas, na constelação de Aquarius. O fotógrafo alertou que no mês que vem também será possível observar o fenômeno em todo Brasil. “A média de meteoros será ainda mais intensa e a Lua nova vai proporcionar uma experiência de visualização ideal este ano com o céu escuro. A melhor visualização geralmente é para o leste após a meia-noite, longe das luzes da cidade”, explicou.

Os meteoros Eta Aquáridas são flocos de poeira do cometa Halley, que visitou pela última vez o sistema solar e a órbita da Terra em 1986. Embora o cometa agora esteja além da órbita de Urano, ele deixou para trás um fluxo de poeira e detritos. “O ‘radiante’ – como é chamado o ponto de maior concentração do fenômeno – surge ao longo do horizonte leste, próximo à estrela Eta, entre 3 e 5 da manhã”, concluiu Leonardo.

Posts Relacionados

O que é a Síndrome da Cabana?

Dor de cabeça pode ter relação com a coluna, entenda

Fort Atacadista inaugura 58ª loja com investimento de R$ 120 milhões

Do topo ao fundo: 11 times que já estiveram em alta, mas estão sem divisão nacional em 2024

Embora e-commerce tenha perdido tráfego em dezembro, segmento turístico continua aquecido

Primeiro dia da 6ª Conferência Distrital de Cultura reúne agentes culturais para apresentação de demandas da classe

Revisão da vida toda: STF reinicia deliberações em uma nova etapa de análises

Capacitismo: atletas colegas de Vinicius Rodrigues explicam como evitar o preconceito que atinge pessoas com deficiência

Tecnologia na gestão escolar: quais as vantagens para a administração de instituições de ensino

O que é necessário para empreender em 2024?