Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

Com investimentos de mais de R$ 15 milhões fabricante de papéis inaugura primeira indústria verticalizada de produtos biodegradáveis da América Latina e projeta triplicar o faturamento em 2024

A Bonet Madeiras e Papéis, uma das mais tradicionais produtoras de papéis sustentáveis  do país com 80 anos de história, acaba de anunciar o início das atividades da primeira fábrica verticalizada de produtos biodegradáveis da América Latina e, dependendo do volume, com potencial de reduzir em até 70% o custo da produção . 

Novembro, 2023 – A Bonet Madeiras e Papéis, uma das mais tradicionais produtoras de papéis  do país com 80 anos de história e foco em sustentabilidade, acaba de anunciar o início das atividades da primeira fábrica verticalizada para produção de embalagens biodegradáveis da América Latina, com inauguração oficial prevista para a primeira quinzena de novembro. Com investimento de mais de R$ 15 milhões, o novo parque fabril de quase 2 mil m² instalados em Caçador/SC, no meio-oeste de Santa Catarina, começa a fase de adaptação e implementação das novas tecnologias.

A capacidade inicial da fábrica é de resinar 3 mil toneladas de papéis e, dessas, 200 toneladas serão convertidas em copos, o que representa um potencial de produzir cerca de 50 milhões de unidades de copos por mês e dependendo do volume, com um custo que pode chegar até 70% menor com outras indústrias que não adotam o processo de verticalização. Ao agregar valor ao papel que já produz, a empresa acredita que o investimento poderá triplicar o faturamento no próximo ano. Atualmente, a Bonet Madeiras e Papéis possui receita mensal em torno de R$ 20 milhões e quadro de funcionários com mais 700 colaboradores, entre diretos e indiretos.

“Com a inauguração do novo parque fabril vamos ter 100% de controle sobre a produção de embalagens biodegradáveis, e isso garante uma redução significativa do custo final ao cliente e também a certeza que todo processo é sustentável. Existe ainda no mercado brasileiro uma carência em termos de fornecimento de copos e embalagens sustentáveis, e de uma empresa que atenda essa demanda com alta capacidade de produção. Além disso, o preço não é competitivo. Por isso,  nosso objetivo é atender esses clientes, como indústrias, redes de “fast foods” e deliveries nacionais e internacionais, e contribuir para trazer cada vez mais a consciência de utilizar produtos que respeitem o meio ambiente. Apenas como exemplo, o custo da produção de uma embalagem de plástico é, de fato, menor, porém, além de impactar no meio, existe um custo de 2,5 a mais em relação ao valor da embalagem de plástico só para direcionar ao aterro”, explica o presidente da Bonet Madeiras e Papéis, Paulo Bonet.

“Na Bonet nós produzimos a própria energia, por meio de recursos hídricos, o papel é feito com matéria-prima renovável, a resina aplicada é uma solução sustentável para substituir o uso do polietileno (PE) e a impressão será feita com polímeros que não agridem o meio ambiente. Vamos iniciar a produção com sete máquinas importadas, mas há previsão de um novo investimento no próximo ano e com isso podemos aumentar ainda mais a capacidade produtiva, tudo vai depender da resposta do mercado”,  complementa o executivo que também é especialista em sustentabilidade..

Mercado em ascensão no mundo

O mercado global de embalagens biodegradáveis faturou em 2022  cerca de US$ 99,3 bilhões e deve ultrapassar US$ 132, bilhões até 2028, segundo relatório divulgado pela Mordor Intelligence. O crescimento do setor é reflexo da preocupação ambiental por parte de vários países em eliminar a utilização de embalagens plásticas descartáveis. A Inglaterra, por exemplo, proibiu que estabelecimentos ofereçam ou comprem plásticos descartáveis a partir de outubro deste ano.

No Brasil, ainda não há uma regulação por parte do governo, mas muitas empresas já têm adotado produtos biodegradáveis para eliminar a produção de resíduos e também atender uma demanda cada vez maior de consumidores atentos às questões de sustentabilidade.

“O planeta pede socorro e por isso o uso de plástico descartável é inadmissível.  Já estamos em contato com grandes players do ramo de fast food e até plataformas de delivery para a produção de embalagens biodegradáveis para os mais variados produtos. Os copos serão nosso carro-chefe, mas vamos produzir também embalagens para alimentos. A simples troca de plástico descartável por produtos biodegradáveis impactam o futuro do planeta com a redução drástica da geração de resíduos que poluem, principalmente, nossos oceanos”, finaliza Bonet.

Sobre a Bonet Madeiras e Papéis

A Bonet Madeiras e Papéis,  uma das mais tradicionais produtoras de papel cartão do país com 80 anos de história e foco em sustentabilidade,  possui dois parques fabris. Em Timbó Grande/SC, onde está instalada a fábrica de papéis que possui certificação ISO 9001-2015 referente ao sistema de gestão de qualidade e também a FSC®, que garante que a madeira utilizada é oriunda de reflorestamento. Já em Santa Cecília/SC é feita a produção de Bondor, produto sustentável  único no mercado para preenchimento de portas de madeira. A empresa possui ativo florestal com 12 mil hectares de plantio efetivo e área total de 24 mil hectares, além de quatro centrais hidrelétricas (PCH) com potência de 5,8 megawatts(MW) que garantem autossuficiência ao processo industrial.

Posts Relacionados

Portas Abertas para Inclusão

Mais1.Café une o tradicional pão com carne e queijo e lança o sanduíche Saboroso

Mercadão de Coqueiros recebe feira de adoção de cães

Diário da Cidade

Exposuper 2024: Fruki Bebidas apresenta aos supermercadistas de SC as novidades mais recentes de seu portfólio

Tirol lança produtos em estande interativo na Exposuper

Conectada com o consumidor, Baly lança o sabor Cereja na ExpoSuper 2024, em Balneário Camboriú

Piloto catarinense corre na mesma pista onde Ayrton Senna teve a primeira vitória na F1 e leva bandeira de SC

Inverno 2024: saiba as texturas e cores que dominarão o guarda-roupa na estação

EQI Investimentos recebe Certificação GPTW

Fundação Aury Luiz Bodanese divulga vencedores do concurso fotográfico