Cormier: “Se esse é o novo Jon Jones, ele não me venceria de jeito nenhum”

236

Campeão linear dos pesos-meio-pesados do UFC não engole justificativa de rival para atuação abaixo das expectativas contra OSP: “Ele lutou o melhor que pôde”

Após ser forçado a desistir da luta contra Jon Jones no UFC 197 devido a uma lesão, o campeão linear dos pesos-meio-pesados do Ultimate, Daniel Cormier, assistiu de perto ao rival enfrentar Ovince St-Preux em seu lugar: ele esteve ao lado do octógono, como comentarista na transmissão televisiva nos EUA. Desta posição, pode estudar minuciosamente como o homem que lhe impôs sua primeira derrota no MMA, em janeiro de 2015, está lutando após 15 meses afastado do cage devido a problemas com a Justiça americana. E “DC” não só não ficou impressionado, como também garantiu que não perderá novamente para o desafeto.

– Ele fez seu papel. Muitas vezes, os caras não têm suas melhores performances (quando voltam), eles perdem, não fazem seu trabalho. Então isso mostra o quão especial o Jon é. Isso dito, (fiquei) muito decepcionado que não pude competir hoje (sábado), porque acredito que, se ele aparecesse na forma que apareceu hoje ou se esse é o novo Jon Jones, não tem jeito nenhum que esse cara me venceria – afirmou o campeão linear durante a transmissão.

Jon Jones admitiu, logo após ser anunciado vencedor por decisão unânime dos jurados, que estava um pouco frustrado com sua atuação, e justificou seu desempenho no receio de se arriscar contra um adversário de características bem diferentes à de seu oponente original – St-Preux, um lutador canhoto e atlético com poder de nocaute, foi escalado para enfrentá-lo cerca de três semanas antes do confronto, após meses de preparação para a revanche contra Cormier, um wrestler destro e parrudo. O atual campeão linear, contudo, não engole o discurso do arquirrival.

– Acho que ele lutou o melhor que pôde. Ele esteve afastado por muito tempo, teve muitos problemas fora do octógono, e Ovince St-Preux fez um bom trabalho. Você não pode descontar isso do Ovince. Ele lutou duro, mostrou algumas coisas a ele (Jones) que ele não havia visto antes, e o próprio Jon disse, ele não lutou bem hoje. Jon, ele não se conteve. Isso foi o máximo que ele podia fazer. Quando ele sair daqui, vão haver perguntas sobre por que ele lutou desse jeito hoje. Quando ele estiver em casa se questionando, isso só vai me beneficiar – comentou DC.

A luta valeu um cinturão interino para Jones, e ele deve enfrentar Cormier para unificar o título da divisão em breve. O combate será no UFC 200, em 9 de julho em Las Vegas, caso Cormier seja liberado após exame médico nesta semana.