Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Corpo de pescador desaparecido no RJ é encontrado em praia de SC

Marcelo da Silva Barbosa foi visto pela última vez em embarcação com mais dois amigos.

O corpo de Marcelo da Silva Barbosa foi encontrado preso a uma boia em Florianópolis (SC) — Foto: Redes Sociais/Reprodução

O corpo de um dos três pescadores que desapareceram no Rio de Janeiro foi localizado pelos bombeiros na Praia Mole, em Florianópolis, na quinta-feira (25). Marcelo da Silva Barbosa, de 38 anos, foi sepultado nesta segunda-feira (1º) no Cemitério Xavier, no Rio de Janeiro, informou a Associação de Moradores da Muzema.

De acordo com os bombeiros catarinenses, o corpo de Marcelo foi avistado em alto mar por pescadores, por volta das 7h, e estava preso a uma boia. A equipe de busca e salvamento foi acionada e retirou a vítima da água. Segundo o Instituto Geral de Perícias (IGP), a identificação foi feita pela arcada dentária e o corpo dele foi liberado no sábado (27).

O corpo de Marcelo foi identificado através de um exame de radiografia odontológico enviado pela família — Foto: Redes Sociais/Reprodução

O corpo de Marcelo foi identificado através de um exame de radiografia odontológico enviado pela família — Foto: Redes Sociais/Reprodução

De acordo com o perito odontolegista do Instituto Médico Legal (IML) de Florianópolis, Paulo Miamoto, o método utilizado para a identificação tem o mesmo grau de precisão das impressões digitais e do DNA. Segundo ele, a família enviou radiografias da arcada dentária de Marcelo e, após 24 horas, a confirmação foi concluída.

“O método foi aplicado neste caso em função de o exame de impressões digitais não ter sido viável, uma vez que o corpo já se encontrava em estado avançado de decomposição, com perda de qualidade das impressões digitais presentes. O exame de arcada dentária é uma alternativa para estas situações”, disse o perito.

Marcelo e mais dois amigos teriam saído da Praia dos Amores para o alto mar e foram vistos pela última vez às 15h de 13 de janeiro. Segundo familiares, eles são moradores das comunidades da Tijuquinha e da Muzema, no Itanhangá.

Por meio de nota, no domingo (28), o Comando do 1º Distrito Naval da Marinha do Brasil confirmou que o corpo encontrado em Santa Catarina é de um dos pescadores desaparecidos a bordo da embarcação “Ressaca I”, no sul do Rio de Janeiro no dia 13 de janeiro.

Na última foto publicada em uma rede social, em dezembro de 2020, Marcelo aparece pescando — Foto: Redes Sociais/Divulgação

Na última foto publicada em uma rede social, em dezembro de 2020, Marcelo aparece pescando — Foto: Redes Sociais/Divulgação

Posts Relacionados

Expocentro Balneário Camboriú Júlio Tedesco faz visita técnica e prospecções em Brasília

EMASA é acionada judicialmente para adequar estação de tratamento de esgoto às normas ambientais

Mirage Circus traz a Balneário Camboriú ‘Tributo ao Rei do Pop’, com Rodrigo Teaser

Colapso rodoviário afeta agroindústria de SC

Mãe e filho presos por furto de celular durante o Carnaval de Balneário Camboriú

Festival gratuito em Navegantes: Dazaranha, Chimarruts, Maskavo e muito mais

Homem “pede informação” para menina de 11 anos enquanto se masturbava no carro em Balneário Camboriú

Últimas semanas do Mirage Circus em Balneário Camboriú

Idosa é vítima de roubo de corrente de ouro no Centro de Balneário Camboriú

Empresa é escolhida para a implantação de estacionamento rotativo em Navegantes