Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

Cuidados simples evitam a entrada de escorpiões em casa

Infestação de peçonhentos que podem causar a morte de humanos acende o alerta para medidas de prevenção. Vedar ralos é uma das indicações para que os escorpiões não se abriguem dentro de casa
 

O sul do país não é o habitat natural do escorpião-amarelo, considerado o mais perigoso da América Latina, mas o animal tem sido encontrado com frequência na região. O animal peçonhento, de hábitos noturnos e adepto de ambientes quentes e úmidos, se prolifera com mais intensidade durante o verão – mas é na época chuvosa que ele busca novos locais para se abrigar.

Em Joinville, dados divulgados pela Vigilância Ambiental no fim de julho, de 2013 (quando o primeiro escorpião-amarelo foi localizado na cidade) até este ano foram encontrados 447 exemplares do animal em 18 bairros do município, embora sem registros de acidentes com humanos. Segundo o Ministério da Saúde, em 2018 foram registrados 141,4 mil casos de acidentes com escorpiões em todo o país. Para minimizar a incidência de picadas, as orientações de especialistas são medidas simples.

Em ambientes externos, como jardins e quintais, deve-se evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas e lixo doméstico – que atraem baratas, o principal alimento do escorpião. Dentro de casa, medidas como vedar frestas nas paredes, colocar soleira nas portas, vistoriar roupas e calçados antes de vestir e usar telas em ralos de chão, tanques e pias podem evitar a entrada dos peçonhentos.

“Os encanamentos são locais bastante procurados por escorpiões. Por isso, o uso de equipamentos abertos em ralos facilita a presença deles no interior das residências. Como medida de prevenção e segurança aos moradores, já existem no mercado dispositivos que impedem a entrada de bichos e insetos pela tubulação”, explica Regina Montandon do Grupo Linear, referência no desenvolvimento de soluções de escoamento no país.

Tampas para ralos sem furos ou peças que possibilitam o fechamento da caixa sifonada são algumas das alternativas. O Fecha Ralo, por exemplo, uma exclusividade do Grupo Linear, é um equipamento que possui um sistema que abre e fecha conforme a vazão da água e, assim, evita a passagem dos escorpiões, baratas e insetos que causam danos à saúde humana. “A tampa móvel do ralo é acionada conforme a água precisa ser escoada. Quando esse processo finaliza, a válvula se fecha. É um sistema bastante simples, mas que oferece uma eficácia significativa, pois não compromete a vazão de água e inibe a presença de bichos indesejáveis e mosquitos nos ambientes fechados”, explica Regina Montandon, diretora-executiva do Grupo Linear. Aqui está um vídeo que mostra como o dispositivo funciona.

Posts Relacionados

Vereador pede que Estado antecipe vacinação dos profissionais da Educação

Círculo S/A comemora 83 anos de fundação

Costa Esmeralda recebeu de forma positiva a campanha “Você está de férias, mas o coronavírus não!”

MPF, Polícia Federal, Receita Federal e MP de Contas/SC deflagram 2ª fase da Operação Alcatraz

MPF pede avaliação laboratorial dos glicosímetros vendidos no Brasil

Perda auditiva prejudica o cérebro e pode causar demência

Aurora desembolsa mais de R$ 100 mi para proteger trabalhadores do coronavírus

Verão gera alerta para combate à dengue e pragas, como ratos, baratas e cupins

Anjo Tintas investe R$ 50 milhões em obras de expansão em Santa Catarina

Ano letivo de 2021 traz desafios para professores e alunos

Projeto social de Santa Catarina recebe apoio da Fundação Cargill

UsuCampeão já ajudou mais de 50 mil famílias brasileiras a regularizarem seus imóveis

ONG Bairro da Juventude forma rede de apoio em Criciúma durante a pandemia

Campanha “Você está de férias, mas o Coronavírus não!” busca sensibilizar visitantes da Costa Verde & Mar (SC)

De Vw Voyage a imóveis no litoral: veja os bens dos candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú.

Diário da Cidade

Agência Nacional de Águas inclui Santa Catarina no projeto Monitor de Secas

História em quadrinhos valoriza cultura italiana do sul do Brasil

Prazo para inscrições no Programa de Pesquisa Universal termina dia 23 de setembro

Recicla Xanxerê coleta mais de 6 toneladas de produtos

Setembro amarelo e o tabu com o tema

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: