Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Decreto autoriza aulas 100% presenciais para todos os estudantes em Santa Catarina

Foto Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

Foi publicado nesta quarta-feira, 12, o decreto oficial nº 1.669, do Governo do Estado, que estabelece o retorno de 100% dos estudantes às atividades presenciais nas instituições públicas e privadas de ensino de Santa Catarina. A mudança, que vinha sendo estruturada desde dezembro, será possível com o fim da exigência de distanciamento mínimo entre os alunos nas salas de aula.

Válida para todas as instituições de ensino do território catarinense, a medida foi decidida em conjunto por representantes das 14 entidades que formam o Comitê Estratégico de Retomada das Aulas Presenciais, entre elas a Secretaria do Estado da Educação (SED), Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Defesa Civil de Santa Catarina.

As demais exigências e medidas sanitárias de segurança para evitar o contágio pela Covid-19, como o uso de álcool gel nas escolas e o uso de máscaras nos estabelecimentos de ensino, serão mantidas, enquanto a necessidade de garantir ventilação cruzada nos ambientes escolares será reforçada. A vacinação para profissionais da educação também segue sendo obrigatória, e a impossibilidade de se submeter à vacinação deve ser comprovada por laudo médico. A exceção são as gestantes, que podem continuar trabalhando de forma remota.

Após a assinatura do decreto, todas as instituições de ensino, públicas e privadas, devem fazer as adequações necessárias até o próximo dia 1 de fevereiro. Na rede estadual, as novas regras passam a valer a partir do dia 7 de fevereiro, quando terão início as aulas do ano letivo de 2022. Caso o estudante não possa retornar às aulas presenciais por motivos de saúde, ele poderá ser atendido em modelo alternativo, desde que apresente laudo médico comprobatório.

As aulas presenciais em escolas de Santa Catarina estão autorizadas desde o início do ano letivo de 2021, que na rede estadual teve início em 18 de fevereiro. Desde então, o índice de contágio entre alunos esteve sempre abaixo de 0,2%, enquanto entre professores o número nunca ultrapassou a marca de 1%. O acompanhamento de casos suspeitos e confirmados é realizado por meio de um painel digital atualizado pelas próprias escolas da rede.

Posts Relacionados

Homem é preso durante furto de fiação da avenida Panorâmica

Ocupação na UTI-COVID é de 66% em Balneário Camboriú

Procon/BC divulga variação de preços de material escolar e alerta os pais

Secretário de Estado de Saúde esteve em Camboriú discutindo projeto do Hospital Regional

Barra FC enfrenta o Figueirense nesta quarta

Pacientes podem atualizar cadastro nas UBS através de formulário on-line

Procuradoria Especial da Mulher planeja ação nos bairros de BC

Lançado em Santa Catarina, novo sistema impede fraudes por clonagem de veículos novos

Minha Quitandinha inaugura primeiro minimercado autônomo para o público em geral em Balneário Camboriú

O sol e o forte calor continuam até a próxima quarta-feira

57º Campeonato de Futebol de Praia estreia neste sábado na Arena Viva Verão

PM e GM encerram festa regada a drogas com cerca de 70 pessoas no Estaleirinho

Homem descumprindo prisão domiciliar é flagrado usando droga na Av. Atlântica

Homem é detido por populares após furtar bolsa na faixa de areia da Praia Central

Vacinação de crianças e adolescentes com CoronaVac começa segunda-feira em BC

Em Balneário Camboriú, 681 crianças já receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19

Camboriú FC estreia com vitória no Campeonato Catarinense Série A

Barra FC perde para a Chapecoense na estreia da Série A do Campeonato Catarinense

Porto de Itajaí recebe segunda maior embarcação da Marinha do Brasil

Diário da Cidade

Plano 1000: Itajaí terá grandes obras de mobilidade nos próximos cinco anos

Diário da Cidade