Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Dia Mundial do Câncer: Campanha “Eu sou e eu vou” dá luz à importância do compromisso de agir e investir em causas sociais

Movimento abraçado pelo Instituto Ronald McDonald tem o objetivo de dar ênfase ao câncer infantojuvenil no Brasil, enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 01 a 19 anos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca)

Você já pensou o quanto planejamos, idealizamos e pouco concretizamos? A importância do agir é fundamental para que ações e mudanças ocorram. A Daniela Barra, voluntária da Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro há 6 anos, é um exemplo de como podemos fazer a diferença. “Eu ajudo a causa do câncer infantojuvenil como voluntária, e vou continuar ajudando a expandir essa missão e propósito. ” É por meio da inspiração de pessoas com propósito e compromisso de agir como ela, que a campanha “Eu Sou e Eu Vou” celebra o Dia Mundial do Câncer, comemorado em 4 de fevereiro, com foco em estimular ações em prol da causa.

O movimento global é uma iniciativa da Union for International Cancer Control (UICC) e foi abraçada pelo Instituto Ronald McDonald no Brasil para dar foco ao câncer infantojuvenil. “Vamos celebrar os avanços em prol do câncer em crianças e adolescentes e olhar para o futuro pensando cada vez mais em agir. Seja quem for, suas ações – grandes ou pequenas – farão mudanças duradouras e positivas com compromisso para criar um mundo sem essa doença. Eu sou apoiador da causa do câncer infantojuvenil e vou continuar lutando pelos nossos pequenos pacientes oncológicos para elevar as chances de cura do câncer no país”, afirma Francisco Neves, Superintendente do Instituto Ronald McDonald.

No Brasil, o câncer infantojuvenil é a enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 01 a 19 anos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Por isso, o Instituto Ronald McDonald, que há quase 22 anos atua para aproximar famílias da cura da doença no Brasil, tem o propósito de promover saúde e qualidade de vida para crianças e adolescentes antes, durante e após o tratamento.

O pequeno Erlon Pietro Pereira Batista tem apenas 3 anos e 9 meses, e é uma das crianças beneficiadas pelos projetos do Instituto Ronald McDonald. O pequeno foi diagnosticado com câncer e atualmente está hospedado na Casa Ronald McDonalds de Moema, em São Paulo. “Ver o sorriso e a vontade de vencer dos nossos pequenos pacientes oncológicos nos move a continuar lutando para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil. “, completa Chico Neves.

Apenas em 2019, a organização sem fins lucrativos, que depende exclusivamente de doações de pessoas físicas e empresas, realizou cerca de 95 mil atendimentos a crianças e adolescentes com câncer em tratamento e seus familiares. Só pelo programa Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil, o Instituto Ronald já capacitou mais de 27 mil profissionais e estudantes da área de saúde, sensibilizando os participantes sobre a importância dos sinais e sintomas da doença em crianças e adolescentes como auxílio para o aumento das chances de cura. Em 2020, o programa, em versão totalmente digital, capacitou 742 estudantes de enfermagem e medicina e residentes em pediatria. Ainda em 2020, o Instituto Ronald McDonald, por meio de suas ações e campanhas, beneficiou 68 projetos, de 59 instituições em 43 municípios de 21 estados mais o Distrito Federal.

“O cenário da pandemia trouxe diversos desafios para o setor oncológico e para a filantropia, mas também reforçou o poder da solidariedade e a união das pessoas, principalmente em ajudar o próximo. A união é cada vez mais notória como forma de enfrentar e superar crises e situações de necessidade, e mais do que nunca precisamos de doações”, enfatiza Chico Neves.

Como importante articulador da rede da oncologia pediátrica no Brasil, o Instituto Ronald McDonald busca mais do que nunca apoio de empresas e pessoas físicas para manter seus projetos e ajudar as crianças e adolescentes com câncer, que apresentam um quadro de imunidade muito frágil devido ao tratamento oncológico, sendo mais um perfil no grupo de risco para a Covid-19.

Live Dia Mundial do Câncer

Para celebrar o Dia Mundial do Câncer, o Instituto Ronald McDonald promove, na próxima quinta-feira (04), às 18h10, uma live especial em seu canal do YouTube. O encontro virtual tem como objetivo criar um debate entre organizações que atuam com câncer em diversas áreas e especialistas em oncologia para fazer um balanço sobre o cenário nacional da doença, os desafios e as conquistas de cada organização. O encontro, mediado pelo superintendente do Instituto Chico Neves, contará com representantes da Abrale (Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia), Fundação Laço Rosa (Câncer de Mama), Oncoguia (que atua com vários tipos de câncer) e com os oncologistas pediátricos Dr. Vicente Odone, a Dra. Sima Ferman e Sérgio Petrilli, do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer). Você é nosso convidado pera esse encontro. Participe e comente este encontro: https://www.youtube.com/user/institutoronald .

As chances de cura

A chance média de sobrevivência à doença é estimada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) em 64%. Porém, as chances não são as mesmas em todas as regiões do país. Conforme o levantamento feito pelo Inca, enquanto as chances médias de sobrevivência nas regiões Sul são 75% e na região Sudeste são 70%, nas Região Centro-Oeste, Nordeste e Norte elas são 65%, 60% e 50% respectivamente.

Aliado a isso, nesse momento em que a Pandemia da Covid-19 assola o mundo e o país, os hospitais necessitam de Equipamentos de Proteção individual (máscaras cirúrgicas e de proteção respiratória, luvas, proteção ocular), respiradores e termômetros digitais, além de produtos de higiene e as Casas e Grupos de apoio também demandam materiais e kits de higiene e cestas básicas para distribuição às famílias sem renda.

Sobre o Instituto Ronald McDonald

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Ronald McDonald (IRM) há mais de 21 anos atua para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil e aumentar as chances de cura da doença. Para atingir esse objetivo, o Instituto Ronald McDonald trabalha promovendo a estruturação de hospitais especializados, a hospedagem para famílias que residem longe dos hospitais, a capacita profissionais de saúde para realizarem o diagnóstico precoce, incentiva a adesão a protocolos clínicos e promove disseminação de conhecimento sobre a causa. A ONG faz parte do sistema beneficente global Ronald McDonald House Charities (RMHC), presente em mais de 60 países, coordenando os programas globais: Casa Ronald McDonald, voltado para a hospedagem, transporte e alimentação dos pacientes; e o Programa Espaço da Família Ronald McDonald, que torna menos desgastante o dia a dia das famílias durante o tratamento. No Brasil, há ainda outros dois programas locais: Atenção Integral e Diagnóstico Precoce, com ações específicas de combate ao câncer infantojuvenil. O Instituto conta com o apoio de diversas empresas e pessoas físicas para desenvolver e manter seus programas. Saiba mais sobre os programas e as instituições beneficiadas em www.institutoronald.org.br.

Posts Relacionados

MPF é favorável a pedidos do Procon-SC em ação contra reajuste da tarifa de energia elétrica

Maior canal infantojuvenil do YouTube no país doará renda para apoiar crianças e adolescentes com câncer

DadoBier apresenta The Legends Vida Marinha 2021 desembarca em Itajaí(SC)

Clientes da Celesc podem parcelar faturas em atraso no cartão de crédito

Diário da Cidade

Fevereiro laranja: Você sabia que o hemograma pode auxiliar na investigação da leucemia?

Diário da Cidade

Câmara de Tijucas aprova indicação para criação de um Centro de Reabilitação Pós-Covid19 na cidade

Diário da Cidade

Fundação Lemann lança campanha “Toda Mulher é uma potência” para dar visibilidade às mulheres na pandemia

Balneário Camboriú confirma 50 positivos e 1 óbito por covid em 24 horas

Balneário Camboriú será sede de maior evento de FootVolley do Brasil

Guarda Municipal de Balneário Camboriú resgata cão que estava sendo espancado

Vakinha para ajudar a Ísis Soares Botelhos de 1 ano e 4 meses

IBGE abre mais de 7,5 mil vagas temporárias para o Censo 2021 em SC

Camboriú abre edital para inscrições de estágios remunerados nas mais diversas áreas

Programa Telessaúde: Balneário Camboriú adere a método para reduzir filas de espera

Uso de tecnologias pelo Semasa será apresentado em congresso global sobre saneamento

Alcoolismo pode ser uma resposta à sensação de perigo

“Professores estão sendo levados a exaustão na pandemia”, diz especialista

Hacker, mais uma vez, zomba da falta de segurança de site do Governo

SIME de Balneário Camboriú tem 49 vagas de emprego disponíveis

Ex-prefeito de Irati (SC) e outras três pessoas são condenadas a quatro anos de reclusão

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: