Dicas para entender a alta demanda no Pronto Socorro do Hospital Marieta

Dicas para entender a alta demanda no Pronto Socorro do Hospital Marieta

A alta demanda de turistas que procuram o Litoral Catarinense para as férias, associado ao forte calor, tem feito com que os hospitais da região estejam passando por períodos de muita procura. No Hospital Marieta, o Pronto-Socorro vem registrando quantidade de atendimento acima da média, o que resulta naturalmente em maior tempo de espera e filas. Segundo os profissionais que ali atuam, há um trabalho intenso na busca pela qualidade e boa assistência. Entretanto é fato a grande procura pela unidade que é porta aberta para a população de Itajaí e região. A população pode contribuir ao seguir dicas e orientações dadas pelo Hospital Marieta.

 

1) O Pronto-Socorro dá prioridade a casos de urgência e emergência com Classificação de Risco

Há um protocolo internacional que é aplicado para identificação de casos de urgência e emergência em todas as unidades hospitalares de atendimento. Acidentes como politraumatismos, tiros, facadas, infartos, problemas respiratórios e outros que causem lesões graves, com risco de morte, são atendidos na frente. Estes pacientes recebem prioridade assim que é feita a triagem pelos profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Primeiramente são atendidos casos gravíssimos diferentemente de outros em situações menos críticas.

 

2) O Marieta atende todas as pessoas que forem ao Pronto-Socorro

Dependendo do número de pessoas, no entanto, o tempo de espera pode aumentar. Os profissionais que atuam no dia a dia estão acostumados com as várias situações e sabem quem tem prioridade. Sabendo disso, você pode buscar atendimento em outros locais da rede básica, como postos de saúde ou UPA’s. Em Itajaí, há atendimento 24h na UPA do bairro Cordeiros e na UPA do Centro Integrado de Saúde (CIS), no São Vivente, ambos possuem excelente atendimento e profissionais capacitados.

 

3) É importante se auto avaliar sobre os casos imediatos

Não há ferimentos no corpo? Não está sangrando? Não sofreu nenhum acidente, queimadura ou afins? Procure sempre primeiro os postos de saúde mais próximo de sua casa. Eles estão preparados para este atendimento inicial. Havendo risco maior, os próprios profissionais que atuam nestes lugares farão o encaminhamento ao Hospital Marieta.

 

Além dessas dicas – que a direção do Hospital Marieta acredita que já ajudariam a sanar os problemas de capacidade de atendimento – estão ocorrendo ajustes internos para suprir as necessidades da população. Segundo a direção técnica, o mais importante é a comunidade estar atenta e entender que geralmente quando se procura um atendimento hospitalar é para atendimento grave.