Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Do topo ao fundo: 11 times que já estiveram em alta, mas estão sem divisão nacional em 2024

Algumas equipes de muita tradição estão sem divisão nacional em 2024 – e você pode nem imaginar. Confira quais são.

O que é mais difícil: chegar ao topo ou manter-se lá? Nenhum dos dois caminhos é fácil, mas enquanto alguns conseguem conquistar a primeira opção, continuar com a segunda é realmente uma tarefa para poucos – e ainda há aqueles que chegam ao pódio ou perto dele, mas depois passam por uma verdadeira derrocada.

 

É comum ver a mídia falar muito sobre clubes que foram campeões ou estavam brigando por grandes títulos em um determinado ano. Porém, se para estes os louros da vitória estão na conquista de um título, para outros a consagração pode ser estar em uma divisão nacional, algo que antes foi seu lugar.

 

Separamos para este conteúdo 11 equipes que não conseguiram se manter em nenhuma divisão e, por isso, terão em seus calendários de 2024 apenas as competições estaduais e, eventualmente, a Copa do Brasil. Veja quais são!

 

11 times que estão abaixo sem divisão nacional em 2024 e já foram bem-sucedidos no futebol

 

Vale já compartilhar este conteúdo naquele grupo de futebol com os amigos. É bem provável que muitos deles nem saibam dos destinos que essas equipes seguiram!

 

#01 – Paulista (SP)

 

O Paulista, da cidade de Jundiaí (SP), abre a lista por ser o time que teve a maior conquista entre todos os participantes que estão aqui. O Galo da Japi Tricolor foi campeão da Copa do Brasil em 2005, em cima do Fluminense (RJ), em uma conquista gigantesca para a equipe paulistana.

 

O primeiro jogo, disputado no Jaime Cintra, em Jundiaí, terminou em 2 a 0 para a equipe local. O segundo jogo, no São Januário (RJ), terminou com um empate sem gols, consolidando o Paulista como campeão do torneio – foi o terceiro time na história da competição a vencer a Copa do Brasil estando na segunda divisão do Brasileirão.

O técnico do Paulista era Vagner Mancini, que depois disso passou a ser mais conhecido no cenário nacional, tendo treinado equipes como Grêmio, Santos, São Paulo, Corinthians, Atlético-MG, Náutico e Sport. Hoje, é técnico do Ceará.

 

O Paulista caiu para a quinta divisão do Campeonato Paulista e não disputa competições nacionais em 2024.

 

#02 – Joinville (SC)

 

O JEC esteve na Série A do Campeonato Brasileiro há não muito tempo, em 2015, mas decaiu muito desde então. A equipe, que já foi campeã da Série B em 2014 e da Série C em 2011, além de ter 12 títulos do Catarinense, também está sem divisão nacional em 2024.

 

Em 2023, inclusive, a equipe perigou de cair no campeonato regional, mostrando como passa por um momento difícil.

 

#03 – São Caetano (SP)

 

O Azulão já passou por dias de glória, mas atualmente enfrenta dias de luta. O time já foi vice-campeão da Libertadores da América em 2002, e também do Campeonato Brasileiro da Série A por dois anos seguidos, em 2000 e 2001, mas foi rebaixado para a 3ª divisão do Campeonato Paulista em 2023.

 

O São Caetano até disputou a Copa Paulista em 2023, que poderia garantir a ele uma vaga na Série D de 2024, mas teve uma campanha muito ruim e saiu logo na primeira fase do torneio.

 

#04 – Uberlândia (MG)

 

A equipe mineira já foi campeã da Série B do Campeonato Brasileiro em 1984 e estava na 2ª divisão do Campeonato Mineiro em 2023. Conseguiu o acesso para a 1ª divisão regional em 2024, mas também não tem vaga para competições nacionais no ano.

#05 – Santa Cruz (PE)

 

O Santinha tem uma das torcidas mais apaixonadas do Nordeste e do Brasil, mas infelizmente a equipe não tem passado por bons bocados nos últimos anos. O time estava na Série A do Brasileirão em 2016, tal qual o Sport, protagonizando o Clássico das Multidões na 1ª divisão nacional.

 

O Santa Cruz disputou a Série D em 2023, mas foi eliminado logo na primeira fase. Para 2024, a participação em uma divisão nacional também está fora do calendário.

 

#06 – Portuguesa (SP)

 

A Lusa, equipe tradicionalíssima do estado de São Paulo, teve como um ponto de virada negativo o que aconteceu no Brasileirão de 2013, quando acabou rebaixada devido a uma grande confusão no torneio.

 

Em resumo, a Portuguesa escalou o jogador Héverton de maneira irregular na última rodada do campeonato, dado que este havia sido suspenso pelo STJD dois dias antes da partida. Com isso, somado a uma punição dada ao Flamengo pela escalação também irregular de André Santos, a Lusa acabou rebaixada.

 

Desde o ano de 2018, o time paulista esteve em uma divisão nacional apenas uma vez, na Série D de 2021, quando ficou na 23ª posição. Para 2024, o que restou é a disputa da Série A1 do Paulista, que é a 2ª divisão do torneio estadual.

 

#07 – Gama (DF)

 

O Gama, do Distrito Federal, foi o campeão da Série B de 1998, neste que foi o maior título da história do clube. 26 anos depois, porém, a realidade é totalmente diferente para os torcedores, já que o Gamão não tem divisão nacional para 2024.

 

#08 – União São João de Araras (SP)

 

O Verdão de Araras tem uma história bastante interessante. O clube foi fundado em 1981 e, logo em 1988, com apenas 7 anos de existência, foi o campeão da Série C. Depois de 8 anos, com 15 de “idade”, conquistou um torneio ainda mais difícil, a Série B.

 

Outra curiosidade é que o clube foi responsável por revelar ninguém menos que Roberto Carlos, lateral esquerdo que fez história pela Seleção Brasileira e pelo Real Madrid, além de também ter defendido as cores do Palmeiras e do Corinthians, entre outros clubes.

 

Na atualidade, infelizmente, o União São João de Araras está sem divisão nacional para 2024 também.

 

#09 – Campo Grande (RJ)

 

O Campo Grande, do Rio de Janeiro, é outro clube que já foi campeão da Série B (1982), mas que não tem divisão nacional para 2024. O Campusca, cujo maior rival histórico é o Bangu (RJ), também tem dois títulos do Campeonato Carioca da Segunda Divisão, em 1985 e 1993.

 

#10 – Boa Esporte (MG)

 

O Boa Esporte Clube, originalmente fundado como Ituiutaba Esporte Clube, é um time mineiro que já levantou a taça do Campeonato Brasileiro da Série C em 2016, mas que não disputará divisões nacionais neste ano. Os torcedores do Estrelão Vermelho terão que esperar para ver se 2025 trará uma melhor situação ao clube.

 

#11 – Tuna Luso (PA)

 

Para fechar a lista, temos a Tuna Luso Brasileira, time de Belém, capital do Pará. Super tradicional, o clube foi fundado em 1903, tendo como principais conquistas o Campeonato Brasileiro da Série B em 1985 e da Série C em 1992, além de 10 Campeonatos Paraenses. Em 2024, também não disputará divisões nacionais.

 

Futebol: um esporte dinâmico, de altos e baixos

 

Se a “gangorra da bola” surpreende até mesmo os clubes com maior investimento financeiro, quanto mais aqueles que não possuem tantos recursos à disposição, os quais ficam muito mais suscetíveis a apresentar dificuldades.

 

Quando estiver pesquisando por dicas sobre apostas esportivas, você não encontrará nenhum dos times sobre os quais falamos aqui em 2024. Porém, como o futebol é dinâmico, pode ser que eles voltem nos próximos anos, construindo histórias tão grandiosas e emocionantes quanto as que já protagonizaram ao longo de sua história.

Posts Relacionados

O que é a Síndrome da Cabana?

Dor de cabeça pode ter relação com a coluna, entenda

Fort Atacadista inaugura 58ª loja com investimento de R$ 120 milhões

Embora e-commerce tenha perdido tráfego em dezembro, segmento turístico continua aquecido

Primeiro dia da 6ª Conferência Distrital de Cultura reúne agentes culturais para apresentação de demandas da classe

Revisão da vida toda: STF reinicia deliberações em uma nova etapa de análises

Capacitismo: atletas colegas de Vinicius Rodrigues explicam como evitar o preconceito que atinge pessoas com deficiência

Tecnologia na gestão escolar: quais as vantagens para a administração de instituições de ensino

O que é necessário para empreender em 2024?

Declarar empréstimos no Imposto de Renda: uma necessidade ou uma opção?