Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Doações com indícios de irregularidades totalizam R$ 266 milhões, aponta TSE

– Um dos casos mostra que 114 funcionários de uma mesma prefeitura doaram R$ 230 mil para diretório municipal de um partido –

Brasília – Levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou indícios de irregularidade em doações que totalizam cerca de R$ 266 milhões. Entre os volumes mais expressivos colocados sob suspeita estão os de doações de pessoas com indícios de falta de capacidade econômica (R$ 168,3 milhões), doações feitas por sócios de empresas que receberam recursos públicos (R$ 66,2 milhões) e doações feitas por grupos (R$ 14,2 milhões), como o caso de 114 funcionários de uma mesma prefeitura que doaram R$ 230 mil para diretório municipal de um partido.

O TSE também identificou doações em que houve cessão temporária de veículos por doador que não é proprietário do veículo – foram 3.028 casos desse tipo, que totalizam R$ 7,1 milhões. No caso de beneficiários do Bolsa Família, o grupo de trabalho que fez um pente fino nas doações encontrou indícios de irregularidades envolvendo 4.630 pessoas atendidas pelo programa – inclusive um beneficiário que doou R$ 67 mil para uma campanha.

O grupo de trabalho também identificou uma produtora de filme com apenas dois funcionários que foi contratada no valor de R$ 100 mil. O caso se enquadra em uma situação de empresas com indícios de falta de capacidade. Ao todo, foram encontrados 241 casos desse tipo, que representam um valor de R$ 2 milhões do total de R$ 266 milhões sob suspeita de irregularidade.

Técnicos encontraram indícios de irregularidades em um de cada três doadores, a partir do cruzamento de informações prestadas pelas campanhas dos candidatos e o banco de dados do governo federal, como o Sistema de Controle de Óbitos (Sisob) e o Cadastro Único.

A nova legislação eleitoral não permite mais a possibilidade de doações de empresas para campanhas eleitorais. No caso das pessoas físicas, a doação é limitada a 10% dos rendimentos brutos conforme declaração do imposto de renda do doador referente ao ano anterior à eleição.

Mesmo assim, há 21.072 pessoas que fizeram doações significativas, ainda que haja indícios de falta de capacidade econômica. Dez pessoas, por exemplo, doaram mais de R$ 1 milhão, mas a renda conhecida não é compatível com o valor doado. Um outro doador contribuiu para uma campanha com R$ 93 mil, porém sua última renda conhecida é do ano de 2010, o que acendeu o “sinal amarelo” quanto a uma eventual irregularidade.

Também chamou a atenção dos técnicos o fato de sócios de empresas que recebem recursos públicos terem feito doações expressivas, com gestores de recursos públicos realizando doações de valores superiores a R$ 1 milhão. O valor de doações que se enquadram nesse tipo de caso chega a R$ 66,2 milhões.

Os nomes dos doadores e beneficiários não serão divulgados pelo TSE.

Pente-fino

Na última quinta-feira, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, formalizaram uma parceria para aprofundar a verificação de irregularidades nas contas.

A Receita receberá uma lista completa de candidatos, fornecedores, partidos políticos e prestadores de serviços que entraram na mira do TCU e do TSE depois de serem identificados indícios de irregularidade. “Depois das eleições, imaginamos que podemos fazer um balanço rigoroso da situação. É necessário que a prestação de contas deixe de ser um faz de contas”, disse Gilmar Mendes.

Uma fonte ouvida pela reportagem acredita que o banco de dados da Receita Federal fortalecerá a operação pente-fino, já que as informações do órgão são robustas, mais completas e constantemente atualizadas – no caso do Sisob, por exemplo, há a possibilidade de um homônimo ter sido registrado como morto.

O TSE já repassou as informações coletadas ao Ministério Público Eleitoral e aos juízes eleitorais. Caso as irregularidades sejam confirmadas, elas podem eventualmente levar à impugnação de candidaturas.

Fonte: O Dia

Posts Relacionados

Volta às aulas exigirá cuidado com emocional de alunos e professores

Correios negocia Acordo Coletivo de Trabalho em meio à pandemia

Uber inclui categoria de táxi no aplicativo para ampliar opções da plataforma

Procurações para Prova de Vida ao INSS agora podem ser feitas online nos Cartórios de Notas

Agência A+ realiza campanha de arrecadação em prol da causa do câncer infantojuvenil

Taurus doa 5 mil testes rápidos de COVID-19 para São Leopoldo

Diário da Cidade

Align Technology Doa 32 mil Protetores Faciais para Hospitais do Brasil

Diário da Cidade

Exposição de casos de assédio em escolas não resolve problema

Diário da Cidade

DFL cria Comitê de Ação Social para ações com foco no auxílio e bem-estar da comunidade

BR distribui quase meio milhão de máscaras para frentistas

DJs e produtores Pizzolo e CNTR lançam parceria “All Of You Tonight”

ANVISA aprova autoinjetor automático para diminuir exposição hospitalar de pacientes em tratamento com câncer

diariodacidade

Divórcios crescem 18,7% no Brasil após início de atos online pelos Cartórios de Notas na pandemia

diariodacidade

Intensivão gratuito: preparação para o concurso da Receita Federal

diariodacidade

TIM lança desafio para startups com soluções de IoT voltadas ao agronegócio

diariodacidade

BR Distribuidora retoma comercialização de gasolina de aviação

diariodacidade

Milhas viram possibilidade de boa ação na pandemia

diariodacidade

Mês de conscientização sobre o Câncer de Bexiga

diariodacidade

Coronavírus: Saiba como economizar gás de cozinha durante período de isolamento

diariodacidade

Empresas de ônibus no Brasil e no exterior adotam inovações da Marcopolo para evitarem contaminações por coronavírus

diariodacidade

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: