Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Em clima pós Jogos Olímpicos, atletas lançam carta aberta ao Esporte brasileiro

Após resultado recorde em Tóquio, o setor esportivo mobilizou as redes sociais em prol de uma Agenda para superar os obstáculos que ainda persistem

No primeiro dia útil pós Olimpíadas, relevantes nomes do esporte brasileiro se pronunciaram em suas redes sociais enaltecendo e parabenizando o ecossistema esportivo brasileiro por meio de uma carta aberta. Elaborada pela Atletas pelo Brasil, o material também apontou a importância de priorizar o esporte nas escolas e propôs uma Agenda para o segmento, com medidas a serem adotadas urgentemente.

“Apesar dos avanços dos últimos anos, especialmente para o alto rendimento, ainda temos muito a fazer para garantir o acesso e estimular a prática esportiva, da infância à fase adulta, para os mais de 200 milhões de brasileiros”, expuseram figuras públicas como Magic Paula, Flávio Canto, Gustavo Borges e Pamela Rosa, em seus respectivos perfis no Instagram.

O principal caminho apontado para minimizar o cenário de defasagem esportiva do país é a implementação do Plano Nacional do Desporto – política que estabelece diretrizes, objetivos e metas para o desenvolvimento nacional do Esporte e prioriza o esporte educacional.

Segundo Daiane dos Santos, ex-ginasta brasileira que conquistou nove medalhas de ouro em campeonatos mundiais, “O PND é capaz de direcionar os recursos públicos para o setor de maneira planejada entre Governo Federal, Estados e Municípios.”

Sem esse documento, os recursos públicos referentes ao Esporte não são aplicados estrategicamente, os agentes integrantes do sistema esportivo ficam sem atribuições claras e um país inteiro é prejudicado.

“O projeto de Lei está parado há 23 anos no Governo Federal. O Esporte precisa de uma política de Estado. Cansamos de esperar!” comenta Hortência, ex-jogadora de basquetebol brasileira.

O Esporte, além de ser um direito previsto em Constituição, é um instrumento de cidadania capaz de promover a inclusão social, igualdade e qualidade de vida.

A esportista finaliza “A prática esportiva transforma não apenas o indivíduo, mas toda uma nação!”

Sobre a Atletas pelo Brasil – A Atletas é uma organização sem fins lucrativos que trabalha por políticas públicas no segmento esportivo. Reúne, em uma iniciativa inédita no mundo, atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades, pela melhoria do esporte e, por meio do esporte, pelos avanços sociais do país.

Conheça mais sobre a organização em www.atletas.org.br

Posts Relacionados

Na ONU, Itaipu anuncia compromissos para avanço da energia limpa e acessível no Brasil e no Paraguai

Diário da Cidade

Psicóloga gaúcha explica novas normas de segurança e saúde no trabalho

Processo contra a alemã TÜV SÜD sobre o desastre de Brumadinho tem primeira audiência em Munique

Apenas 1 em cada 4 jovens brasileiros da geração Z poupa pensando na aposentadoria

Astronauta faz primeira aposta esportiva diretamente do espaço sideral

Diário da Cidade

Aumento do desemprego, queda do poder de compra e a recuperação do orçamento familiar preocupam na região Sul

Maior evento de geotecnologia acontece esse mês e mostra quem está na liderança da transformação no país

Vida de 35 milhões de brasileiros está em risco por falta de saneamento básico

Setembro Amarelo: ansiedade e estresse deixam trânsito brasileiro mais violento

Diário da Cidade

‘Golpe da novinha’, a nova modalidade de cibercrime no Brasil

Familiares e infectados pela Covid-19 têm direito a benefícios do INSS

Pela primeira vez, aplicativo de comida brasileiro atenderá uruguaios na fronteira

Mandar prints de conversas do WhatsApp pode gerar indenização

Agosto encerra com a média da gasolina próxima dos R$ 6 na Região Sul, aponta Ticket Log

Venda de passagens rodoviárias dobra no feriado de 7 de setembro

“Passaporte da vacina está em conformidade com a Constituição Federal e não há impedimento à sua aplicação”

Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (FENAERT) repudia o ataque feito à imprensa nesta quarta-feira (08/09)

Mitos e verdades sobre a mamografia

Estes são os top 10 países mais felizes do mundo

Dia mundial de Duchenne: PTC apoia campanha “Esse menino sou eu” para conscientização sobre doença rara