Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
NOTÍCIAS SANTA CATARINA

Emoções são o principal obstáculo para perder peso

Emoções são o principal obstáculo para perder peso

A má gestão das emoções é antiga aliada da obesidade.

 

Por Camila Custódio*

Quando o assunto é a perda de peso, a resposta do que é necessário fazer para emagrecer está na ponta da língua da maioria das pessoas: comer menos, seguir a dieta do (a) nutricionista e se exercitar mais. Porém, muitos ignoram um fator que favorece ou dificulta o processo de emagrecimento: a gestão da emoção.

A relação entre emoções e perda de peso fica mais clara em tempos de instabilidade emocional, como no final do ano, período que as pessoas estão ansiosas, tensas, sob pressão ou estressadas, e acabam descontando na comida, aumentando as medidas, fazendo o ponteiro da balança subir.

Muitos confundem a fome física com a fome emocional; é o famoso “comer emoções”. Sendo assim, a gestão da emoção é fundamental para quem quer perder peso, já que a maioria das dietas falham ao considerar apenas o aspecto racional, ignorando a gestão da emoção.

Pessoas bem resolvidas emocionalmente têm melhores resultados quando tentam emagrecer, pois desenvolvem o autoconhecimento, fortalecem a autoestima e lidam com seus momentos sabotadores: comer em excesso nos momentos de ansiedade; faltar a academia por estar desmotivado, ou até mesmo iniciar um tratamento estético e abandoná-lo no meio do caminho, seja por achar que o mesmo não está funcionando rapidamente ou por desejar que o tratamento sozinho apresente resultado.

Todos passamos por momentos de autossabotagem, e eles são sempre doloridos. Mas quando aprendemos a nos nutrir emocionalmente, nos damos uma chance de recomeçar sem culpa, sem aquela sensação de fracasso e com uma chance maior de sucesso.

O processo de emagrecimento saudável alia a reeducação alimentar, a prática de exercícios físicos, os tratamentos estéticos, sem ignorar a gestão emocional. É necessário coordenar as emoções para que seja possível fazer escolhas conscientes quando atravessar momentos que demandem mais equilíbrio emocional.

Cada vez mais os especialistas em cuidados com o corpo estão dedicando atenção a fatores psicológicos (motivação, gestão emocional, expectativas realistas, crenças sobre si mesmo, etc.), a fim de entender melhor o quanto os padrões de vida emocional interferem na realização dos objetivos dos clientes que vão em busca de corpos bonitos e saudáveis.

Evidências científicas comprovam: gestão da emoção é determinante para perda de peso

Mas não apenas os especialistas em atividade física que estão de olho nas variáveis emocionais que afetam o sucesso na perda de peso. Os cientistas também se interessaram pela relação entre as emoções e o alcance da meta do processo de emagrecimento.

Um estudo realizado pelo Consumer Reports National Research Center, que envolveu 1.300 pesquisadores das emoções sobre atendimentos a clientes que tiveram problemas para perder peso, concluiu que os aspectos emocionais podem dificultar o plano de emagrecimento.

44% dos profissionais disseram que usaram a estratégia de “entender e administrar comportamentos e emoções relacionadas ao controle de peso”, porque funcionou muito bem para perder peso e manter a forma. 43% dos pesquisadores também citaram “o comer emocional” como uma barreira para perda de peso.

Há, sim, relação entre inteligência e gerência emocional e motivação para perder peso.”
Camila Custódio.

O fato é que o gerenciamento das emoções e o comprometimento com o exercício físico são os desafios mais comuns enfrentados por pessoas que querem perder peso. Muitas pessoas podem destruir muitos dos esforços que fizeram por um longo tempo devido a problemas puramente emocionais. Quando essas pessoas combinam a gestão emocional com a mudança de estilo de vida, os resultados vêm. Com a gestão da emoção o processo de emagrecimento se torna mais leve antes mesmo de dar aquela conferida básica na balança.

*Camila Custódio é Terapeuta, Palestrante e Coach.
 
Formação em Serviço Social, com especialização em Terapia de Família e Casal, Pós-graduada em Psicologia Transpessoal, Mastercoach em Mauêutica Socrática, Especialista em Inteligência Emocional pela Academia da Inteligência do Dr. Augusto Cury.

Related posts

Associação Brasileira de Reciclagem Animal está com inscrições abertas para Capacitação

IPM Sistemas abre mais de 50 vagas em vários municípios do Sul do Brasil

OSSCA + XEI & Sons In Black

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: