Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Empresas devem avaliar planejamento estratégico para os próximos 6 meses em decorrência da crise de Covid-19

Especialista em Gestão Empresarial orienta empresas a pensarem a médio prazo para evitar falência. Empresários devem também priorizar contato com clientes e motivar público interno, além de estudar possíveis linhas de créditos

Os empresários brasileiros devem reavaliar todo o planejamento estratégico para que negócios superem os próximos seis meses da crise decorrente do novo Coronavírus (Covid-19), que requer isolamento social como principal forma de combate. Esta é a análise do especialista em Gestão Empresarial, Diego Martins, que orienta os empreendedores a pensar em negociações e cortes de gastos, além de manter a calma e buscar por empréstimos ou linhas de créditos.

“O primeiro passo é repensar a empresa como um todo, desde a questão financeira até o atendimento aos clientes, para que ela não vá a falência. Preciso atender no escritório que alugo no momento? Meu caixa suporta a crise por quanto tempo? Tenho disponibilidade de crédito no mercado? Esses são questionamentos que os empreendedores devem fazer, pensando em daqui a seis meses, período previsto para que a situação econômica estabilize e volte ao fluxo normal. Vai ser um retorno gradativo e lento, mas com um olhar estruturado os empresários irão conseguir adotar medidas assertivas”, pontua o especialista.

Recuperação será desigual para os setores

Um estudo da Bain & Company, divulgado no início de abril, aponta que empresas de diferentes setores terão recuperação desigual após a crise. A pandemia do novo Coronavírus fez com que as prioridades das pessoas mudasse para aquisição de bens e produtos. Empresas de ensino a distância, entretenimento online, nutrição e saúde, planos de saúde e seguros de vida estão com alta demanda e devem se manter em alta a longo prazo. Em contrapartida, academias de ginástica, cinemas, teatros, hotéis, restaurantes e agências de viagem ou turismo estão em queda no cenário atual e tendem a ter uma recuperação lenta. Para o especialista, alguns dos negócios em baixa terão que reconquistar posição no mercado e demonstrar que oferecem serviços mais seguros após esse período.

Os empresários nacionais também devem focar nos consumidores. Este é o momento para entrar em contato com os clientes e mostrar-se preocupado com a situação deles. Assim, quando houver a retomada da economia, as empresas que pensaram no lado humano terão de volta a fiel clientela. “Algumas grandes marcas, com olhar só na economia, estão sendo esquecidas pelo mercado e pelos clientes neste momento de crise. Quando falamos de venda, estamos abordando comportamento de consumo, que vai ser alterado de forma significativa a partir de agora. Os empreendedores devem dar suporte ao consumidor agora nas suas necessidades humanas. Lá na frente, a presença e o atendimento da necessidade de consumo serão outros diferenciais”, explica Martins.

Alternativas para captar ou reter dinheiro


Empresários que realizarem o planejamento estratégico e acreditarem que não terão caixa para enfrentar o próximo semestre podem optar por empréstimos ou linhas de créditos. Muitos bancos e cooperativas oferecem auxílio neste período de crise, mas a atenção deve ser redobrada. “O momento requer uma análise criteriosa. O empreendedor deve analisar qual o histórico do banco, verificar as linhas possíveis e os benefícios para, assim, escolher a melhor entre elas. Se possível, contar com um especialista para encontrar as melhores opções de crédito com os menores juros possíveis”, pontua.

Os governos também auxiliam os empresários neste período com a suspensão ou prorrogação de impostos, adiamentos de obrigações fiscais, entre outros benefícios fiscais. A plataforma “Vamos Vencer” (www.gov.br/vamosvencer) elenca todas os auxílios viabilizados durante a crise para as pessoas jurídicas. As medidas são divididas entre indústria de médio e grande porte, indústria de pequeno porte, comércio de médio e grande porte, comércio de pequeno porte, serviços de médio e grande porte, e serviços de pequeno porte. Entre as possibilidades para captar ou segurar o dinheiro da empresa, estão as linhas de crédito, seguro e garantia; prorrogação de prazos; flexibilização trabalhista; fluxo de caixa; e manutenção da oferta de bens e serviços.

Motivação dos funcionários


Ainda segundo o especialista Diego Martins, é importante que os gestores das empresas sejam agentes de motivação e fontes de informações de qualidade ao público interno no momento atual, que é estressante para muitos. Para isso, a transparência deve ser palavra de ordem, assim como diálogo franco – inclusive sobre a situação financeira da empresa. “Não adianta estimular grito de guerra ou preparar café da manhã especial. As pessoas não estão com ânimo para isso. Muitas pessoas estão perdendo o controle emocional, com medo do amanhã. Um aporte psicológico especializado é uma alternativa para que os servidores enfrentem isso de forma tranquila. As empresas devem ser coerentes com suas missões e valores”, finaliza Martins.

Posts Relacionados

Saneamento: entre a lei e a realidade, por Luiz Pladevall

Lu, do Magalu, se aproxima dos clientes e registra 8,5 milhões de interações ao mês com inteligência artificial de IBM Watson

Chegada da primavera acende alerta para aumento de casos de catapora

Estudo clínico da vacina AZD1222 é reiniciado no Brasil

ESET alerta sobre roubo de dados bancários de jogadores de Fortnite e outros games online

Vencedores do 2º Desafio COLETIVO de inovação no transporte público serão escolhidos nesta sexta-feira

Diário da Cidade

Pesquisa aponta que 85% dos pais brasileiros não acreditam que escolas estão preparadas para ensino remoto

Coca-Cola FEMSA Brasil transforma seu edital ‘Ideais para um mundo melhor’ em instrumento de apoio ao combate da Covid-19

Agosto Branco: a importância da conscientização do câncer de pulmão

Ambev abre inscrições para Programa de Estágio em todo o Brasil

Empresas do segmento de mobilidade discutem impactos da Covid-19

Volta às aulas exigirá cuidado com emocional de alunos e professores

Correios negocia Acordo Coletivo de Trabalho em meio à pandemia

Uber inclui categoria de táxi no aplicativo para ampliar opções da plataforma

Procurações para Prova de Vida ao INSS agora podem ser feitas online nos Cartórios de Notas

Agência A+ realiza campanha de arrecadação em prol da causa do câncer infantojuvenil

Taurus doa 5 mil testes rápidos de COVID-19 para São Leopoldo

Diário da Cidade

Align Technology Doa 32 mil Protetores Faciais para Hospitais do Brasil

Diário da Cidade

Exposição de casos de assédio em escolas não resolve problema

Diário da Cidade

DFL cria Comitê de Ação Social para ações com foco no auxílio e bem-estar da comunidade

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: