Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

Estudantes de Joinville vencem etapa nacional de competição da Microsoft

Um grupo de estudantes de Joinville venceu a Imagine Cup Brasil, competição da Microsoft. Eles participaram da cerimônia de premiação no dia 28 de abril, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Agora, o grupo concorre com outras duas equipes para saber quem vai representar o Brasil na etapa internacional em agosto, nos Estados Unidos.

Os estudantes da Unisociesc, Lucas Casagrande, de 22 anos,Alexandre Viebrantz, de 26, e Eduardo Garcia de 18, desenvolveram o WITBox, protótipo que funciona como uma verdadeira “caixa-preta veicular”, colaborando para o esclarecimento de roubos de carros e principalmente de acidentes automobilísticos.

Os alunos contaram com a orientação do professor Paulo Manseira e o apoio da coordenadora Edicarsia Barbiero Pillon, do Microsoft Innovation Center, da Sociesc de Joinville, sob a coordenação do professor Luiz Camargo e da professora Rita de Cassia Amorim, responsável pelo projeto SUPERA, no incentivo ao empreendedorismo do projeto.

– Nosso objetivo é servir a um ecossistema formado por pessoas, governo, seguradoras, montadoras e locadoras de veículos, fornecendo não só mais um meio a ser utilizado em reconstituição de acidentes, mas também um novo meio pelo qual a sociedade possa ter mais controle sobre seu veículo e sobre as pessoas que o utilizam – disse Alexandre, o único estudante de Sistemas de Informação. Os outros dois cursam Engenharia da Computação.

Pela avaliação dos professores, WITBox é o melhor projeto para classificar-se para a etapa internacional, que passa pela avaliação da Microsoft, nos Estados Unidos. As outras duas equipes são de Minas Gerais e de São Paulo, que venceram nas categorias Games e Cidadania. O resultado sai em junho.

Quando voltaram para Joinville na semana passada, os estudantes e os professores foram surpreendidos por familiares no Aeroporto. Depois, foram direto para auniversidade, onde os colegas haviam acompanhado ao vivo a transmissão da cerimônia.

– Eu não esperava aquele pessoal todo lá – disse Eduardo, o único calouro da equipe.

Agora os garotos estão verificando o processo de patente, para transformar o projeto numa startup. Lucas, um dos idealizadores, está fazendo intercâmbio na Espanha, mas continua a tocar o projeto de lá.

– Isso é muito legal, é uma coisa que a gente queria que acontecesse com todos os alunos. Pra que isso aconteça, tem um preço. Os professores têm que pagar um preço, os alunos têm que pagar um preço. Eles pagaram, passaram algumas noites em claro, não foram poucas. Tá aí, tá sendo reconhecido, isso é muito legal – disse o professor Paulo.

– Agora sim eles vão trabalhar. Eles vão levar adiante, eles decidiram por isso, eu acho que é uma decisão acertada – completa o professor Luiz Camargo. Ele revela ainda que foi a primeira vez que a Sociesc participou da competição. No ano passado, quando o evento foi realizado em Curitiba, o grupo foi conhecer a competição e voltaram para Joinville certos de que eram capazes de emplacar um projeto.

O que é o WITBox?

O WITBox funciona de modo similar aos dispositivos instalados em aeronaves, registrando áudio e os dados do carro durante o seu uso, como velocidade, posição do volante e outros dados de telemetria, que podem ajudar na solução de investigações sobre acidentes. Também conta com sistema de rastreamento, bastante útil em casos de roubo e monitoramento de frota, por exemplo. Além disso, os dados anônimos podem ajudar a indústria automotiva a identificar falhas em seus veículos, tornando-os mais seguros. Os principais diferenciais do projeto, quando comparados com soluções similares, são uma coleta maior de dados o que permite mais assertividade em caso de acidentes, além da segurança e facilidade de uso, pois nenhum conhecimento técnico é necessário.

Os dados são exibidos em uma timeline que lembra o painel do carro, com dados como velocidade, RPM do motor e pressão no pedal de aceleração, o que possibilita o entendimento instantâneo de tudo o que acontece e aconteceu no carro. Segundo Alexandre, em breve o WITBox terá o recurso de exibir o carro em 3D, onde o usuário poderá visualizar o exterior do automóvel para saber, nos casos de obstáculo, colisão ou capotamento, a quantidade de vezes e em qual direção foi o acidente.

Posts Relacionados

Em Joinville, governador anuncia abertura de novos leitos de UTI e meta para dobrar cirurgias eletivas

Felipe Hansen recebe a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina

Guaramirim comemora inauguração do trecho estadualizado da BR-280 e confirmação de novos investimentos

Formado em Medicina no exterior garante na justiça o direito de exercer a profissão no Brasil

IOS abre 50 vagas para curso gratuito de Programação para jovens em Joinville

Expedição Ondas Limpas na Estrada, chega a Florianópolis neste final de semana

No Sul do estado, revitalização da Rodovia Jorge Lacerda traz mais segurança a moradores e motoristas

Estado repassa R$ 40 milhões ao Hospital São Donato de Içara e autoriza obras do Plano 1000 no município

Contador Juarez Domingues Carneiro é o novo presidente da Jucesc

Programa gratuito de aceleração do crescimento de pequenos negócios segue até novembro