Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Explorando as vantagens do investimento em energia solar para o agronegócio

A integração da energia solar no agronegócio não apenas impulsiona a economia, mas também promove aumento na produção e sustentabilidade ambiental

A energia solar está surgindo cada vez mais como uma alternativa sustentável e vantajosa para o mercado do agronegócio. Embora o agro seja um mercado extremamente vasto e amplo, o uso da energia solar neste tipo de negócio só traz vantagens e características positivas, principalmente no que diz respeito à redução significativa nos custos de energia.

 

Por ser alimentada exclusivamente pelo sol, a energia solar é uma fonte limpa e inesgotável de energia, contribuindo para um futuro sustentável e renovável. Isso tem um impacto direto para quem trabalha com agronegócio, visto que esse mercado necessita de recursos como água e luz em abundância.

 

Quais os benefícios da energia solar para o agronegócio?

 

A implantação deste tipo de energia está se tornando uma das grandes tendências do agro. De acordo com dados divulgados pela Forbes, desde 2012, agricultores e produtores rurais já investiram cerca de R$ 3,4 bilhões em energia solar, gerando mais de 21 mil empregos.

 

Trata-se de uma fonte de energia muito mais independente, visto que pode ser implementada por meio de fazendas solares ou sistemas próprios. Com essa instalação, a energia pode ser utilizada para diversas atividades, como irrigação de culturas, bombeamento de água, secagem e armazenamento de produtos, além de abastecer residências rurais.

 

De acordo com projeções da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a geração distribuída tem o potencial de atrair cerca de R$ 140 bilhões em investimentos adicionais para o Brasil até 2050.  Isso pode resultar em uma economia de aproximadamente R$ 150 bilhões em custos associados às termelétricas.

 

Além disso, as atividades do agronegócio geram custos altos para o produtor rural. Sendo assim, a energia solar se torna um investimento a longo prazo, visto que ocasiona uma redução de gastos com a geração da própria energia. O sistema fotovoltaico também dá um diferencial para as produções do agro. Isso porque, atualmente, investir em práticas sustentáveis é uma vantagem competitiva, dando ao produtor a oportunidade de se destacar de forma positiva no mercado.

 

Como funciona um sistema de energia solar?

 

O funcionamento da energia solar nestes casos é feito por meio de sistemas fotovoltaicos, que convertem a luz solar em eletricidade. Estes sistemas solares começam a gerar energia quando expostos à luz solar. Uma grande vantagem é que a energia produzida durante o dia e a exposição pode ser armazenada e utilizada, por exemplo, em dias em que os raios não estão tão fortes.

 

Estes sistemas fotovoltaicos podem ser instalados diretamente nas áreas do agronegócio. Além disso, também possível obter energia solar por meio de uma fazenda solar, surgindo como uma alternativa viável e eficiente para aumentar a disponibilidade da fonte energética.

 

Desta forma, a energia solar, ao caminhar ao lado do agronegócio, oferece uma série de benefícios. Além do custo-benefício e da preocupação ambiental, este tipo de tecnologia também é capaz de aumentar a eficiência operacional do negócio.

Créditos: Jenson/iStock

Posts Relacionados

Feira da Louça em Campo Largo já tem data marcada

Planejamento de aposentadoria: quais os benefícios e como fazer

Cães braquicefálicos: conheça os cuidados básicos com as raças que possuem focinho achatado

Pizza no food service: 3 curiosidades sobre a refeição mais adorada do mundo

Vai viajar de carro nestas férias de meio de ano? thyssenkrupp destaca a importância da revisão do automóvel

Empresa deve ter atenção ao adotar participação nos lucros e resultados

Cinco orientações essenciais para a limpeza de casas atingidas por enchentes

Lipedema: entenda o que é, quais são os sintomas e como tratar a doença

Rede de produtos de R$20,00 planeja alcançar R$ 300 milhões de faturamento em 2024

30% dos brasileiros pretendem utilizar restituição do Imposto de Renda para quitar dívidas