Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Feedback, check out, business: ranking revela os termos do vocabulário corporativo mais pesquisados pelos internautas

Você já reparou como, principalmente durante a última década, o mercado de trabalho tem se rendido às expressões estrangeiras, com palavras em português sendo cada vez mais substituídas por termos importados do inglês, espanhol e muitas outras línguas?

 

Dentro de alguns segmentos, por exemplo, já não tem feito tanto sentido dizer que alguém precisa de um “retorno”, mas, sim, um “feedback”. Em outros, em especial nas áreas de Marketing e Comunicação, termos como “brainstorming” vêm sendo usados para se referir ao processo de gerar e compartilhar ideias. Até mesmo as reuniões diárias ou mensais de um time, por sua vez, têm sido comumente chamadas de “daily” e “monthly” — o que, convenhamos, costuma gerar dúvidas em muitos profissionais.

 

Se você é um deles, não se preocupe: durante o mais novo levantamento da Preply, a plataforma de idiomas descobriu não só o quão populares são algumas expressões internacionais no ambiente de trabalho, mas como, a cada novo mês, a definição de palavras como “workshop”, “business” e “coffee break’ vêm gerando milhares de buscas online entre os internautas. Confira as mais pesquisadas e descubra o significado de cada uma a seguir:

Feedback

Finalizou aquele projeto e descobriu que gostariam de te dar um “feedback” sobre ele? Não se preocupe: isso apenas significa que alguém pretende manifestar uma opinião ou ponto de vista acerca da sua iniciativa — seja por meio de críticas, elogios ou sugestões de melhoria.

Isso porque a palavrinha em questão, que vem da língua inglesa, quer dizer basicamente  “retorno”, por esse motivo sendo bastante utilizada no mercado de trabalho quando o assunto é compartilhar comentários sobre o desempenho, comportamento ou trabalho do colega. Simples, não?

MVP

Para compreender o significado de MVP é preciso, antes, entender a palavra que origina essa sigla tão comum nos ambientes profissionais: “Minimum Viable Product”, que, na tradução para o portugués, seria literalmente “Produto Mínimo Viável”.

De forma geral, estamos falando de uma estratégia de desenvolvimento de produtos ou serviços que consiste em lançar no mercado uma versão simplificada do projeto, apenas com os recursos essenciais para atender às necessidades básicas dos usuários. O objetivo, nesse sentido, seria validar a ideia do produto com o mínimo de esforço e investimento possível, permitindo que a equipe colete feedback e ajuste possíveis problemas iniciais.

Gap

Do inglês “lacuna”, “vão” ou, ainda, “intervalo”, esse simples termo tem sido utilizado dentro das empresas para se referir a uma discrepância, diferença ou falta de algo, seja em termos de desempenho, expectativas, habilidades, conhecimento ou recursos.

Para que fique mais claro, aqui vai um exemplo: dizer que um profissional vem analisando possíveis “gaps” dentro de uma companhia seria o mesmo que dizer que ele está identificando diferenças entre o estado desejado da organização e aquele que de fato se manifesta na prática.

PR

Embora, fora do ambiente de trabalho, a sigla PR geralmente diga respeito a diversas palavras diferentes (essa é a abreviação do nome da ilha de Porto Rico e o estado do Paraná, por exemplo), quando citada corporativamente, há grandes chances de estar relacionada à função de “Public Relations” — o equivalente em inglês para o nosso “Relações Públicas”, esse profissional cujo maior objetivo é promover e fortalecer a reputação da empresa com clientes, investidores, comunidades e um público em especial: a imprensa.

Workshop

Se você sente que tem ouvido cada vez mais essa palavra nos últimos anos, talvez seja porque “workshop” é, sem dúvidas, uma das palavras mais assimiladas pelas equipes brasileiras nos últimos anos — com ainda mais força dentro de setores como o de Negócios, Empreendedorismo e Treinamento Pessoal.

Para aqueles que ainda têm dúvida, tal termo inglês, que poderia ser traduzido por algo como “oficina” ou “seminário”, normalmente designa um tipo de evento bastante comum no mercado profissional ou acadêmico: encontros nos quais, mais do que aprenderem teoricamente sobre um assunto, os interessados têm a oportunidade de tirar suas dúvidas e praticá-lo de forma interativa com os demais ouvintes.

Justamente por isso, trata-se de uma excelente forma não só de desenvolver as competências dentro de um determinado negócio, mas engajar os colaboradores no dia a dia!

Business

“Negócio”, “empresa” ou, ainda, “comércio”: essas são algumas das muitas palavras em português equivalentes a “business”, outro termo coringa no mundo do trabalho… e que geralmente é utilizada para descrever simplesmente quaisquer organizações — de pequenas redes locais até grandes corporações multinacionais.

Coffee Break

Sabe aquele intervalo despretensioso no qual, em geral entre reuniões ou eventos internos, os colaboradores se reúnem para tomar um cafezinho servido com outras delícias? Pois é exatamente o que residentes de países de língua inglesa tendem a chamar de “coffee break”, expressão equivalente à nossa amada “pausa para o café”… e cujo sentido, por falar nisso, vem da junção das palavras “coffee” (“café”) e “break” (“pausa”).

Então já sabe: da próxima vez em que receber o convite para se juntar a outras pessoas em um “coffee break”, vá sabendo que provavelmente encontrará um banquete com itens de dar água na boca, como frutas, sucos e pequenos lanches quentes ou frios.

Layout… e slogan

Mesmo se tratando de componentes distintos da identidade de uma marca, tanto a palavra “layout” quanto “slogan” definem elementos que não raramente se encontram juntos quando o assunto é transmitir a mensagem de uma companhia ao seu público.

No caso da primeira palavra, facilmente traduzida como “arranjo” ou “disposição”, estamos nos referindo à organização visual do texto, imagens, cores e outros atributos de uma página impressa ou digital, cartaz ou folheto. Falar que se está cuidando do “layout de um site”, por exemplo, seria o mesmo que dizer que se preocupa com a forma como funcionalidades como menus de navegação, botões e rodapés estão posicionados, de forma a criar uma experiência de navegação eficiente e agradável.

Já o “slogan” (“bordão”, “lema”), por sua vez, está muito mais relacionado às famosas frases curtas usadas para representar a essência de uma marca, produto ou campanha publicitária. Na dúvida, basta se lembrar dos tradicionais “amo muito tudo isso”, da McDonalds, e “todo mundo usa”, da Havaianas — presentes na memória de muitos consumidores.

Check Out

“Sair”, “finalizar”, “concluir”… “check out” é mais um desses casos em que um mesmo termo significará coisas diferentes de acordo com o contexto.

Dentro do setor de compras e varejo, por exemplo, a palavra se refere ao processo final de uma transação de compra, onde o cliente finaliza a aquisição e faz o pagamento. No segmento de hotelaria, por outro lado, ele é usado para caracterizar o processo de saída de um hotel, pousada ou outro tipo de alojamento. É quando os hóspedes deixam seus quartos e concluem sua estadia, geralmente devolvendo as chaves e pagando eventuais despesas adicionais.

FYI

Tão logo os primeiros sistemas de mensagens eletrônicas começaram a ser inseridos no ambiente corporativo, seus usuários popularizaram o uso de uma sigla específica durante o envio de certos e-mails, que indicaria ao destinatário algo como: “este conteúdo que te encaminhei é apenas algo para seu conhecimento, não sentido necessária uma resposta ou ação imediata em relação a ele”.

Assim surgia a popular “FYI”, abreviação para “For Your Information” — e o equivalente ao nosso “PSC”, adicionado ao assunto ou corpo de um e-mail para sintetizar a expressão “Para Seu Conhecimento”. Prático, não?

Follow Up

Entre os dominadores do corporativês, quem utiliza o termo “follow up” geralmente o faz para enfatizar que se está dando continuidade a um contato anterior, quer seja no contexto de uma ligação de vendas, negociação via e-mail, alinhamento com a própria equipe ou reunião entre outros times.

A escolha da palavra, aliás, não acontece por acaso: trata-se de uma expressão em inglês que traz em si mesma a noção de “prosseguimento” ou “acompanhamento”, o que a torna bastante popular entre vendedores, recrutadores, profissionais de Relações Públicas e demais profissionais de atendimento ao cliente. Ou seja: se você recebeu o aviso de “follow up” em alguma mensagem, é provável que alguém esteja querendo retomar uma conversa ainda não concluída.

Metodologia

Para desvendar os termos estrangeiros que mais geram dúvidas nos internautas, a pesquisa da Preply teve como ponto de partida as palavras em ascensão relacionadas ao mercado corporativo na ferramenta Google Ads, abarcando pesquisas realizadas nos últimos 12 meses. Compreendidos os termos de maior relevância, uma segunda análise girou em torno da quantidade total de buscas de cada expressão no período — o que possibilitou a criação de um ranking com base no comportamento digital dos brasileiros no período.

Sobre a Preply

A Preply é uma plataforma online de aprendizagem de idiomas que conecta professores a centenas de milhares de alunos em 180 países em todo o mundo. Atualmente, mais de 40.000 tutores ensinam mais de 50 idiomas, impulsionados por um algoritmo de aprendizado de máquina que recomenda os melhores professores para cada aluno. Fundada nos Estados Unidos, em 2012, por três ucranianos, Kirill Bigai, Serge Lukyanov e Dmytro Voloshyn, a Preply cresceu de uma equipe de três pessoas para uma empresa com mais de 600 funcionários de 62 nacionalidades diferentes, com escritórios em Barcelona, Nova York e Kiev.

Foto: Divulgação

Posts Relacionados

Feira da Louça em Campo Largo já tem data marcada

Planejamento de aposentadoria: quais os benefícios e como fazer

Cães braquicefálicos: conheça os cuidados básicos com as raças que possuem focinho achatado

Pizza no food service: 3 curiosidades sobre a refeição mais adorada do mundo

Vai viajar de carro nestas férias de meio de ano? thyssenkrupp destaca a importância da revisão do automóvel

Empresa deve ter atenção ao adotar participação nos lucros e resultados

Cinco orientações essenciais para a limpeza de casas atingidas por enchentes

Lipedema: entenda o que é, quais são os sintomas e como tratar a doença

Rede de produtos de R$20,00 planeja alcançar R$ 300 milhões de faturamento em 2024

30% dos brasileiros pretendem utilizar restituição do Imposto de Renda para quitar dívidas