Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
ENTRETENIMENTO

Fun Museu lança experiência em realidade aumentada

Visitante terá a chance de interagir com elementos virtuais nos cenários reais do espaço

Sempre em busca de aliar criatividade para as produções de conteúdo que podem ser feitas nos mais de 25 cenários já tão criativos e interativos, o Fun Museu lança agora um projeto de realidade aumentada. Com isso, passa a ter elementos virtuais durante a experiência real a que se propõe. Qualquer visitante que baixar o aplicativo gratuito Teth poderá fazer fotos e vídeos para suas redes sociais com estes novos recursos. Na prática, lembram os atuais filtros das redes sociais.

É importante ressaltar: a realidade aumentada é diferente da realidade virtual. A aumentada mantém o usuário atento ao mundo real, enquanto expande suas possibilidades. No Fun Museu, por exemplo, a tecnologia amplia as possibilidades. Além do cenário real, com todas suas cores e interatividade físicas, passam a ter mais um elemento que só aparece na tela do celular, mas que pode ser fotografado ou filmado. “Está no nosso DNA buscar a novidade, as possibilidades criativas e contribuir na diversão e interação do público que nos visita”, comenta o gerente do Fun Museu, Lucian Ambrós.

A produção da tecnologia é da StarTeth, empresa de Florianópolis que surgiu para cobrir uma demanda crescente de mercado que cada vez mais exige interatividade para chamar a atenção do público-alvo. Para o Fun Museu, a StarTeth desenvolveu diferentes itens. No cenário “parede e tapete coração”, o visitante verá um coração saltando da tela. No céu à noite, uma enorme lua cheia, além da já existente, torna a experiência ainda mais espetacular.

No cenário skyline, que mescla a Balneário Camboriú real com elementos de ilustração, o recurso de realidade aumentada reproduzirá um vídeo com imagens da cidade feitas pela empresa Vídeos 360 BC e trilha sonora do próprio Fun Museu que é a música-tema composta e interpretada pela cantora Tamires Caroline Pereira.

A empresa StarTeth já atua no mercado cobrindo variadas atividades econômicas, atendendo o comércio em geral com a disponibilização de catálogos, rótulos, informativos e cartões de visitas em realidade aumentada; o setor da educação com materiais didáticos interativos e objetos tridimensionais; bem como os setores da construção civil e arquitetura.  “Desenvolvemos projetos arquitetônicos para poder apresentar os prédios e ambientes antes mesmo de estarem concluídos. A realidade aumentada leva o cliente para dentro do local. Ele tem toda a percepção de espaço do que será o apartamento daqui a um tempo”, exemplifica o Diretor Comercial, Odilon Machuca.

Além disso, a empresa também desenvolveu aplicativos que serão utilizados nas campanhas políticas no próximo pleito municipal. É o santinho eleitoral em realidade aumentada, com diferentes novidades utilizando-se desta nova forma de comunicação que aproxima os eleitores às propostas dos candidatos. Recursos importantes para esses tempos de pandemia, em que comícios e aglomerações estão proibidas. Mais informações, no site www.starteth.com.br

 

Como acessar a realidade aumentada do Fun Museu

Este é um recurso que necessita a presença física no Fun Museu. Pelos cenários estão espalhadas tags que são lidas pelo aplicativo. Ao fazer o reconhecimento destes ponto-chaves, o programa faz rodar o elemento surpresa, que pode ser uma imagem ou um vídeo, por exemplo. Para visualizar todos, fazendo praticamente uma “caça ao tesouro” virtual, o visitante do Fun Museu terá de baixar o aplicativo gratuito disponível em IOS e Android, apontar a câmera para a logo do Fun Museu na entrada e pronto. Um vídeo inicial traz as explicações e o visitante pode aproveitar os elementos virtuais que passam a fazer dos cenários reais.

A viagem em realidade aumentada no Fun Museu

1) Baixar o aplicativo Teth

2) Apontar a câmera para a logo do Fun Museu na entrada

3) Seguir as orientações do vídeo inicial

4) Aproveitar os cenários do Fun Museu e os elementos em realidade aumentada

Ingressos

Ingressos para o público em geral: R$ 30.

Gratuito para crianças de até 6 anos acompanhada de um adulto pagante.

Meia-entrada para pessoas de 7 a 17 anos sem necessidade de apresentação de carteirinha de estudante apenas documento de identidade.

Meia-entrada para estudantes e idosos com documento de comprovação.

Conheça também os pacotes especiais para fotógrafos, eventos e corporativos.

*Crédito da foto: Letícia Cabral

Posts Relacionados

Livro mostra perspectivas diferentes do isolamento social

Diário da Cidade

Livros de fantasia para ler em 2021

Diário da Cidade

Como tornar o cartão de crédito um aliado das finanças pessoais

Livro ensina como empreender utilizando a lei da atração

Timóteo e as Árvores: livro ensina crianças a preservarem o meio ambiente

Farm chega ao Balneário Shopping com nova coleção de inverno

Leandro Chagas lançará livro de estreia pelo Grupo Editorial Coerência

Elementos da natureza são inspirações para Dante Acosta que apresenta exposição em Florianópolis

Juliana Paes canta em campanha da Lança Perfume

Diário da Cidade

Maly: Livro de estreia de Léa Michaan é marcado por histórias paralelas que se encontram

Diário da Cidade

Havanna inicia nova operação no Aeroporto Internacional de Navegantes

Diário da Cidade

Escritora com livro premiado compartilha dicas de escrita para autores iniciantes

Diário da Cidade

Coletivo Tapera lança vídeo de Andantino Caiçara, primeira composição conjunta feita para o projeto

Diário da Cidade

Como usar o Planejamento Previdenciário para economizar?

Diário da Cidade

Joana Castanheira lança EP visual com canções sobre o amor romântico

Ex-Musa ministra cursos para famosas e empodera mulheres

Diário da Cidade

Planeta das Gêmeas lança peças e acessórios com combinações divertidas

O reino da Rosa negra: onde a obsessão pelo poder e a ganância se cruzam

Primeira mulher a comandar a OMC: empreendedoras comentam

73% dos usuários de Eveeda ouvem mais música no sexo com amante do que com companheiro(a)

%d blogueiros gostam disto: