Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Funcionária de hospital erra e aplica insulina em vez de vacina contra gripe

Cerca de 50 servidores do Hospital Municipal de Maringá, no norte do Paraná, foram vacinados com insulina após a enfermeira confudir as ampolas, nesta quinta-feira (28), segundo a prefeitura. A vacina correta era contra o vírus H1N1.

Várias pessoas vacinadas foram internadas com reações, ainda segundo a administração municipal. A insulina é um hormônio usado para o tratamento de diabetes. A Secretaria Municipal de Saúde informou que aplicado irregularmente, o hormônio pode provocar sonolência, fraqueza, taquicardia e tremores.

Ainda de acordo com a prefeitura, a falha foi identificada pela própria servidora logo após a aplicação. A enfermeira está grávida e também aplicou insulina nela própria por engano.

Os 50 funcionários estão sendo atendidos por médicos do próprio hospital e devem permanecer em observação até as 21h. Esse é o prazo para a manifestação das reações adversas. A prefeitura classificou o fato como um acidente de trabalho e, por isso, a Diretoria de Saúde Ocupacional está acompanhando o caso.

A administração municipal diz que a servidora afirmou que se confundiu com as embalagens, que são parecidas. Um processo administrativo será aberto para investigar as responsabilidades.

Posts Relacionados

Para 42% dos jovens, redes sociais podem influenciar eleições e 96% acreditam na relevância das fake news

Disparada no preço dos alimentos que compõem a cesta básica faz pedidos de ajuda em ONG’s explodirem

Edital vai doar R$ 3,7 milhões para ONGs de saúde brasileiras

Brasil registra mais de 13 mil novos casos de câncer de tireoide, segundo INCA

Pastor Michael Aboud Pastor Everaldo

Diário da Cidade

Arena do Grêmio reduz emissão de mais de 630 toneladas de dióxido de carbono

Sua marca está preparada para a geração Z? Veja 3 maneiras de conquistar o novo perfil de consumidor

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Silencioso, câncer de ovário requer atenção e monitoramento

Lançado nesta quinta (19), curso Mais Mulheres na Política está com inscrições abertas