Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES Noticia BR

Governo recorre ao STF para não entregar vídeo de reunião com Bolsonaro citada por Moro

Governo recorre ao STF para não entregar vídeo de reunião com Bolsonaro citada por Moro

O órgão que faz a defesa judicial do Executivo alega que o encontro pode ter tratado “assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado”

A AGU (Advocacia-Geral da União) recorreu da decisão do ministro Celso de Mello do STF (Supremo Tribunal Federal) de obrigar o governo a entregar a gravação da reunião em que o presidente Jair Bolsonaro teria ameaçado demitir o então ministro da Justiça, Sergio Moro, caso não trocasse o diretor-geral da Polícia Federal.

O órgão que faz a defesa judicial do Executivo alega que o encontro pode ter tratado “assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de Relações Exteriores, entre outros”.

Moro citou a reunião no depoimento à Polícia Federal, no último sábado (2), como prova de que o chefe do Executivo queria interferir no trabalho da corporação.

O ex-juiz da Lava Jato disse aos investigadores que, no encontro, Bolsonaro também teria manifestado o desejo de trocar o superintendente da PF no Rio de Janeiro, o que se concretizou após a saída de Maurício Valeixo da chefia da Polícia Federal.

O ex-ministro acusou, ainda, o presidente de querer acesso a informações de investigações em curso e a relatórios de inteligência, o que não é permitido pela legislação.

Na última terça-feira (5), o ministro Celso de Mello, do STF, relator do inquérito que investiga as acusações de Moro, deu 72 horas para o Palácio do Planalto entregar uma cópia dos “registros audiovisuais” da reunião ocorrida em 22 de abril.

O ministro mandou oficiar com urgência o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, o chefe da Secretaria especial de Comunicação, Fabio Wajngarten, e o chefe da Assessoria Especial do presidente, Célio Júnior.

“As autoridades destinatárias de tais ofícios deverão preservar a integridade do conteúdo de referida gravação ambiental (com sinais de áudio e de vídeo), em ordem a impedir que os elementos nela contidos possam ser alterados, modificados ou, até mesmo, suprimidos, eis que mencionada gravação constitui material probatório destinado a instruir, a pedido do Senhor Procurador-Geral da República, procedimento de natureza criminal”, determinou o magistrado.

No recurso de uma página, a AGU pede que Celso de Mello reconsidere a decisão com o único argumento de que a reunião pode ter sido “tratados assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de Relações Exteriores, entre outros”.

A determinação do magistrado gerou uma guerra de versão entre auxiliares de Bolsonaro.

Aliados do presidente divergem sobre quem esteve com o cartão de memórias da gravação e afirmam que o vídeo não teria captado o encontro por inteiro e que deverá ser entregue uma versão curta da reunião ao Supremo.

A intenção é confirmar a afirmação do ex-ministro de que Bolsonaro teria cobrado, nesse encontro, a substituição do diretor-geral da PF e do superintendente da corporação no Rio de Janeiro, além de relatórios de inteligência e informação da Polícia Federal.

Posts Relacionados

Hospital Marieta inicia vacinação de profissionais da linha de frente nas UTIs Covid

Mercado Livre lança programa para formar jovens do entorno de sua operação em Gov. Celso Ramos (SC)

Busca por emprego ganhou força no segundo semestre de 2020

Hospital Marieta recebe novo equipamento angiógrafo

Brasil tem 16 mil novos casos de câncer de colo do útero por ano

67% da população vê vacina como principal estímulo para voltar a frequentar eventos, diz pesquisa

É hora de pagar o IPVA: 6 dicas que podem te ajudar a entender como pagar o imposto e economizar

Primeiro a tomar a vacina em SC pede que população se imunize “em nome do amor”

Funcionário que recusar vacina após oferta da empresa poderá ser demitido por justa causa, avalia advogado

Em 2020 quase 400 mil cestas de alimentos são distribuídas aos povos e comunidades tradicionais

INSS: o que muda para quem quer se aposentar em 2021

Casal chapecoense atinge teto de faturamento do MEI em nove meses

Brasileiros quebram recorde mundial de saltos de Bungee Jump realizados em um dia

Motorista embriagado causa acidente na Estrada da Rainha

Diário da Cidade

Academia Municipal do Pontal Norte estabelece novas regras de funcionamento

Coollabore Art Park une criatividade, inovação e arte de rua em projeto inédito em Itajaí

Stone leva Camboriú à Times Square

Demissões em bares e restaurantes atingiram em média 37% das equipes; 39% das empresas estão com os impostos em atraso

Procedimento inédito para tratamento de câncer é realizado no estado

Diário da Cidade

Tinta, tela e pincel: conheça André Baía e a técnica que ajuda cegos a enxergarem através da arte.

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: