Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Instituições brasileiras se unem para oferecer consultas gratuitas de telemedicina a pessoas em situação de vulnerabilidade social

Instituto Sabin e Instituto Horas da Vida firmam parceria e, por meio do programa Saúde+, beneficiários de mais de 40 organizações sociais de 12 estados brasileiros e do Distrito Federal vão receber tratamento completo e gratuito em atenção primária

“Esta é mais uma importante iniciativa em favor da saúde e qualidade de vida das pessoas assistidas nas mais de 40 organizações sociais atendidas pelo projeto Saúde +, do Instituto Sabin. A parceria com o Instituto Horas da Vida, sem dúvida, vai proporcionar uma série de benefícios ao projeto e às comunidades”. Foi assim que o gerente do Instituto Sabin, Gabriel Cardoso, anunciou a mais nova parceria da instituição, desta vez somando forças com o Instituto Horas da Vida.

Juntas, as instituições vão oferecer uma jornada completa de atenção primária à saúde da população, por meio da plataforma de telemedicina, oferecida pela Filóo Saúde. Os médicos vão atender os beneficiários de organizações sociais nos estados do Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Em cada uma das organizações terá um responsável por realizar o agendamento das teleconsultas para os beneficiários.

O programa oferece exames realizados nos laboratórios do Grupo Sabin de Medicina Diagnóstica e além disso, atua também na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), oferece diagnósticos e tratamento de outras patologias a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Prevista para acontecer de julho a dezembro deste ano, a ação vai oferecer também atendimento gratuito nas especialidades Clínico Geral, Dermatologia, Ginecologia e Pediatria. Além disso, os beneficiários e as organizações receberão um calendário de Educação e Saúde contendo artigos, webinars, lives nas redes sociais do Horas da Vida e vídeos informativos sobre saúde.

A sinergia dos propósitos, valores e missões das entidades foi o que inspirou a parceria. Tanto o Instituto Sabin quanto o Instituto Horas da Vida estão engajados em iniciativas que fomentam práticas de responsabilidade e inclusão social, e o acesso gratuito à saúde para pessoas em situação de vulnerabilidade social é um dos pilares de atuação das instituições, além de expandir significativamente o programa que já beneficiou diretamente mais de 100 entidades sociais. “Para o Instituto Sabin este é mais um passo no aprimoramento do impacto social sistêmico do programa Saúde+. Para as OSC’s do programa, nós oferecermos apoio gerencial; treinamento e formação para os empreendedores sociais; e oportunidades de jornadas de inovação social para seus projetos. Já para os atendidos dessas mesmas OSC’s, atuamos com doações pontuais e/ou emergenciais; exames laboratoriais e, agora, em parceria com o Horas da Vida, ofereceremos um ciclo de cuidado completo a essas pessoas”, explica Gabriel.

“Com esta ação e juntamente com a plataforma de telemedicina oferecida pela Filóo Saúde, nós ampliaremos a nossa atuação para doze estados brasileiros e Distrito Federal. Este é um projeto piloto, mas a ideia é que se torne perene para que possamos chegar a todos os estados, beneficiando, assim, milhares de pessoas”, diz Elisangela Tolosa, Diretora de Desenvolvimento Institucional do Horas da Vida.

Sobre o Instituto Sabin

O Instituto Sabin é uma entidade sem fins lucrativos cuja missão é contribuir para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde o Grupo Sabin atua, fomentando a Inovação Social. Criado em 2005 com a missão de coordenar as ações de responsabilidade social, hoje o instituto também é responsável pelo investimento social do Grupo Sabin, desenvolvendo projetos, programas e parcerias que gerem impacto social positivo em todas as localidades onde o Grupo Sabin está presente. A partir de um portfólio de programas, projetos, ações e campanhas, o Instituto Sabin atua estabelecendo sólidos relacionamentos com comunidades, organizações da sociedade civil, governos, empresas, institutos e fundações, sempre buscando criar sinergias entre iniciativas que visem a promoção da qualidade de vida e a inovação social. Com números mensurados ao final de 2020, o instituto já: Impactou positivamente a vida de mais de 1,1 milhões de pessoas; Atendeu mais de 290 organizações da sociedade civil; Ofereceu mais de 705.000 exames gratuitos à pessoas em situação de vulnerabilidade; Investiu mais de 47 milhões de reais diretamente na sociedade.

Sobre o Instituto Horas da Vida

O Instituto Horas da Vida é uma instituição sem fins lucrativos, que atua, desde 2013, por meio de uma rede de voluntários de profissionais da saúde, promovendo a inclusão social e o acesso gratuito à saúde para pessoas em situação de vulnerabilidade social. A organização atua com foco na atenção primária em 30 especialidades e possui ações como: consultas, exames, mutirões, palestras sobre saúde e doação de óculos. Possui, entre outras certificações, o Selo Doar, que atesta a transparência nas ONGs brasileiras. Desde o início da pandemia do Covid-19, tem desenvolvido projetos especiais e parcerias em benefício de grupos diretamente atingidos, como idosos, Hospitais filantrópicos e os próprios profissionais de saúde.

Sobre o programa Saúde+

Criado em 1999 a partir da solicitação de entidades sociais para realização de exames laboratoriais gratuitos, o programa era focado em atender instituições cujo público-alvo eram crianças e adolescentes, a grande maioria em situação de vulnerabilidade, com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos assistidos e suas famílias. Em 2018 o programa, que até então contemplava apenas a doação de exames de análises clínicas, iniciou sua segunda fase de atividades. Em parceria com a Phomenta, cocriamos uma capacitação de desenvolvimento em gestão para as instituições sociais selecionadas, com objetivo gerar impacto social somado à sustentabilidade econômica, capacitando gestores e colaboradores para a implementação de ferramentas de inovação. Até o momento, o Projeto já beneficiou mais de 100 entidades sociais, proporcionando promoção à saúde e inovação social.

Para mais informações, acesse o site: https://www.horasdavida.org.br/projetosaudemais

Posts Relacionados

Na ONU, Itaipu anuncia compromissos para avanço da energia limpa e acessível no Brasil e no Paraguai

Diário da Cidade

Psicóloga gaúcha explica novas normas de segurança e saúde no trabalho

Processo contra a alemã TÜV SÜD sobre o desastre de Brumadinho tem primeira audiência em Munique

Apenas 1 em cada 4 jovens brasileiros da geração Z poupa pensando na aposentadoria

Astronauta faz primeira aposta esportiva diretamente do espaço sideral

Diário da Cidade

Aumento do desemprego, queda do poder de compra e a recuperação do orçamento familiar preocupam na região Sul

Maior evento de geotecnologia acontece esse mês e mostra quem está na liderança da transformação no país

Vida de 35 milhões de brasileiros está em risco por falta de saneamento básico

Setembro Amarelo: ansiedade e estresse deixam trânsito brasileiro mais violento

Diário da Cidade

‘Golpe da novinha’, a nova modalidade de cibercrime no Brasil

Familiares e infectados pela Covid-19 têm direito a benefícios do INSS

Pela primeira vez, aplicativo de comida brasileiro atenderá uruguaios na fronteira

Mandar prints de conversas do WhatsApp pode gerar indenização

Agosto encerra com a média da gasolina próxima dos R$ 6 na Região Sul, aponta Ticket Log

Venda de passagens rodoviárias dobra no feriado de 7 de setembro

“Passaporte da vacina está em conformidade com a Constituição Federal e não há impedimento à sua aplicação”

Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (FENAERT) repudia o ataque feito à imprensa nesta quarta-feira (08/09)

Mitos e verdades sobre a mamografia

Estes são os top 10 países mais felizes do mundo

Dia mundial de Duchenne: PTC apoia campanha “Esse menino sou eu” para conscientização sobre doença rara