Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Mês do Orgulho LGBTQIA+ é marcado por debate nas empresas sobre diversidade e inclusão

Webinar trouxe relatos de profissionais sobre suas experiências e expectativas para o futuro do mercado

Encerrando o Mês do Orgulho, profissionais se reuniram na noite de ontem no webinar “LGBTQIA+ Experience: diversidade e inclusão no ambiente de trabalho” para contar suas experiências, desafios, superações e expectativas para o futuro, dentro e fora do ambiente de trabalho. A importância do diálogo aberto entre funcionários e gestores, e a empresa como defensora da diversidade foram alguns dos principais pontos em comum abordados pelos participantes.

A mediadora Silvana Vidal, coordenadora de Recursos Humanos (RH) na Pontomais, contextualizou a importância do dia 28 de junho para a comunidade e falou sobre como o mês ficou marcado por luta e resistência, a partir da revolta de Stonewall. “Infelizmente, 51 anos depois, ainda é necessário que tenhamos esse tipo de debate”.

Apesar de a sociedade ter evoluído muito nas últimas duas décadas, como pontuou Rodolfo Fiorderize, Head de People Experience na Doctoralia, estamos longe do ideal. “Comecei minha carreira há 15 anos e as coisas eram muito diferentes, principalmente nas grandes corporações. Hoje, atuando em uma startup, é possível colocar em prática o que acredito e participar ativamente de mudanças em prol da pluralidade”, comenta. “Mas sei que o “mundo ideal” ainda está longe. Sonho com um ambiente diverso em todas os níveis hierárquicos, em que as pessoas sejam avaliadas por seu desempenho e competências, e não por seguirem um padrão”.

Não se esconder ou seguir um padrão foi justamente o que fez com que Fabiane Pellegrino, Head de Produto na Send4, servisse de exemplo para outros funcionários ao longo da carreira. “Percebi que se você não tem um estereótipo óbvio, a aceitação é mais fácil, mas também aprendi que não precisamos de aceitação e sim de equidade. Um ecossistema rico é aquele que tem equidade entre as espécies. Quando alguém domina, o equilíbrio se perde”.

Criticado pelo “excesso de alegria e simpatia” (características comumente associadas ao comportamento de homens gays), Halison Chaves, Head de Pessoas na Segfy, aprendeu a usar isso a seu favor, e afirma que hoje, na empresa em que atua, proporcionar um ambiente livre de preconceitos e com equidade é uma busca geral. “Diziam que eu precisava me conter para não ofuscar o brilho das outras pessoas, mas aquilo era o meu diferencial e quando eu era fiel a minha identidade, tudo fluía melhor”, conta. “Para os jovens LGBTs que estão começando a carreira, a minha dica é: apareçam. Sejam vocês mesmos e se posicionem. Não deixem que ninguém diga o que vocês podem ou não fazer”, afirmou.

Para essa nova geração, Ronaldo de Moura, HR Business Partner na Rentcars, enxerga um cenário otimista. “Há cinco anos eu não imaginava que teríamos tantos debates sobre diversidade, em tantos canais diferentes. Daqui cinco anos imagino que proporcionar esse tipo de espaço vai se tornar, praticamente, algo natural para as empresas, e aquelas que não estiverem dispostas a mudança, terão problemas não só em relação a retenção de funcionários, como enfrentarão o enfraquecimento de suas marcas”.

A diversidade sempre existiu, não é coisa de agora e nem das últimas décadas. O que mudou foi a segurança e a liberdade que as pessoas adquiriram para serem elas mesmas perante a família, amigos, colegas de trabalho, gestores, e todos os componentes de uma sociedade. Aqueles que, por algum motivo, não concordam, provavelmente estarão obsoletos em poucos anos, seja como cidadão ou como empresa.

Posts Relacionados

O oligopólio dos ônibus e sua guerra de fake news

A Cultura do Cancelamento: autor alerta para o perigo dos rótulos na internet e o inconsciente coletivo

Especialistas apontam operadoras de celular com melhor custo-benefício no Sul

Franquia de casa de repouso é investimento aquecido pela pandemia e aumento da população de idosos

Diário da Cidade

Rip Curl confirma ‘Grom Search apresentado por Praia da Grama’

Diário da Cidade

54% dos brasileiros devem levar marmita para o trabalho, aponta pesquisa

Sustentabilidade da pecuária no Nordeste exige cercas eficientes e duráveis

STARTUP CURITIBANA INOVA E REALIZA O SONHO DE BRASILEIROS QUE DESEJAM VIAJAR PARA O EXTERIOR

Preço da gasolina sobe pela quarta vez somente neste ano

Construindo Letras: Projeto de alfabetização beneficia colaboradores de canteiros de obras

COPPEAD lança em fevereiro/21 a edição do MBA Executivo online e ao vivo

Acordo integra Disque 100 a cadastro de crianças e adolescentes desaparecidos

Ônibus não é táxi. Buser não é Uber.

Poliedro oferece aulão on-line gratuito de redação para a Fuvest e aponta o que esperar da 2ª fase

Renovigi lança sistema de energia solar off-grid inovador

Diário da Cidade

Demanda no setor de serviços cresce 63% no Brasil em 2020, aponta pesquisa

Diário da Cidade

DHL assume gestão logística do aftermarket de peças da Volvo Cars no Brasil

Diário da Cidade

Manaus sedia primeira fase de pesquisa sobre uso de proxalutamida contra a Covid

Novozymes doa 100 computadores para crianças e adolescentes

Ministério quer aprimorar o acesso aos direitos humanos de imigrantes venezuelanos

Diário da Cidade

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: