Morro de Bombas permanecerá parcialmente interrompido por 30 dias

284
transito de bombinhas

O Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) realizou vistoria no acesso ao município de Bombinhas pelo morro de Bombas. O engenheiro contratado pelo órgão solicitou medidas emergenciais a serem realizada pelas prefeituras de Porto Belo e Bombinhas.

As ações nos pontos onde ocorreram deslizamentos serão realizadas em regime de urgência, mas não garantem a liberação do tráfego de veículos. Para que o fluxo normal seja retomado, será necessário uma obra mais complexa. O projeto e levantamento de custos deve ficar pronto em 30 dias. Nesse período, o trânsito seguirá em meia pista.

A força da água fez a pista ruir e praticamente uma pista pode ceder caso o fluxo de água não seja desviado. A Prefeitura de Porto Belo já contratou uma terceirizada para executar as intervenções necessárias para amenizar o problema.

Em um intervalo de 20 dias, a Costa Esmeralda registrou volumes de chuva acima da média. Em Porto Belo, foram registrados 280 milímetros. Desde a madrugada da última quarta-feira, 13, as equipes da Secretaria de Obras atuam na limpeza das ruas, desobstrução do rio Perequezinho, limpeza das praias e também na recuperação das encostas com deslizamento.