Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

Perda auditiva prejudica o cérebro e pode causar demência

A perda de audição dificulta a vida das pessoas. Além da baixa capacidade de prestar atenção no que outros estão dizendo, a falta de estímulo no cérebro pode ocasionar outros problemas, como ansiedade, depressão e até mesmo provocar demência, é o que alerta a fonoaudióloga e Audiologista Cintia Fadini.

 

A especialista explica que a dificuldade de ouvir bem gera diversos problemas físicos, como, por exemplo, acidentes de trânsito e quedas frequentes. “Isso acontece por não conseguir perceber o som das buzinas dos automóveis e até os alertas das pessoas na rua”.

 

Além disso, a perda auditiva pode provocar danos psicológicos. Ela diz que muitos ficam frustrados e com vontade de se isolar por não conseguir se comunicar com os outros. “Esse receio de sair de casa faz com que a pessoa se afaste de amigos e parentes, o que gera um quadro de ansiedade e depressão”.

 

Dra. Cintia comenta também que, além dessas sequelas, a falta de estímulos em áreas específicas do cérebro pode levar a chance de adquirir algo mais grave: a demência: “É a lei da natureza: se eu não uso, eu acabo perdendo. Esse risco é maior ainda após os 30 anos de vida”.

 

– Um dia sem ouvir já é suficiente para acabar desencadeando dificuldades em atenção e memória, por exemplo – adverte.

 

Fadini ressalta que o cérebro precisa ser estimulado frequentemente para que ele não perca funções cognitivas. Segundo ela, a via auditiva tem a capacidade de mantê-lo ativo constantemente.

 

– Oferecemos ao cérebro estímulos auditivos quando conversamos e interagimos com alguém. É como se estivéssemos exercitando-o, assim como um músculo, quando falamos e ouvimos – reforça.

 

Sintomas

Segundo a fonoaudióloga, geralmente, os sintomas começam com leves dificuldades de entender quando uma conversa acontece em um nível mais baixo ou quando a pessoa se incomoda com ruídos e ouve zumbidos leves. A níveis moderados, o som da televisão começa a incomodar e o pedido por repetições de fala são frequentes.  “O problema se torna mais severo e profundo quando se faz necessário gritar para entender uma fala e o zumbido se torna insuportável”.

 

– É importante acompanhar a saúde auditiva com exames de rotina e consultas ao fonoaudiólogo, além de oferecer ao cérebro estímulos auditivos, conversas e interações para manter o cérebro ativo. Caso se constate a perda auditiva, o indicado é iniciar imediatamente o processo de reabilitação – conclui.

Posts Relacionados

Doença degenerativa do quadril pode afetar jovens

Diário da Cidade

Açougue em Penha inova com ajuda do Programa Agentes Locais de Inovação do Sebrae/SC

Startup de gestão de projetos sociais de SC inicia seu processo de internacionalização

Diário da Cidade

Família de Joinville é destaque em série com Dráuzio Varella

Diário da Cidade

Livro “Beijo de Borboleta” é finalista no Prêmio Ecos da Literatura como Melhor Thriller e Policial

Diário da Cidade

Especialista dá cinco dicas para se organizar financeiramente e passar 2021 no azul

Cielo e Drogaria Iguatemi lançam experiência de pagamento por reconhecimento facial em conjunto com startup catarinense

Treinamento conectado é tema de aulão gratuito no Sul da Ilha de SC

Ferramenta inteligente calcula o valor final de peças artesanais

MPF e Organização Círculos de Hospitalidade promovem debate “Refúgio e Reunião Familiar”

Fundação mantida pela Aurora Alimentos comemora 13 anos

Mais de 800 mil pessoas participaram de algum curso do Progrid em 2020

Sucessão empresarial: sucesso do processo requer acompanhamento especializado

BusUp recebe investimento de Є5 milhões para expansão de negócios

Empresa catarinense cresce cinco vezes mais que a média nacional

Cuidador de Idosos possibilita ganho de até 3 mil reais mensais (Veja se tem vagas na sua cidade)

Faculdade CNA premia estudantes com um ano de mensalidades grátis

Diário da Cidade

Anjo Tintas é a nova e principal patrocinadora do Criciúma Esporte Clube

Diário da Cidade

Volta às aulas em tempo de covid-19: aprendizado x saúde ocular

Assembleias da Viacredi começam esta semana e seguem até o dia 22 de abril

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: