Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Presidente do UFC define data de retorno da Charles Do Bronx ao octógono

O brasileiro Charles “Do Bronx” Oliveira é um dos lutadores mais empolgantes do UFC (Ultimate Fighting Championship) na atualidade, e após uma atuação impressionante em maio, os fãs de MMA estavam ansiosos para saber quando veriam o Rei dos Leves em ação novamente.

Em maio, Do Bronx perdeu o cinturão de campeão dos leves (até 70,3 kg) por não bater o peso da categoria. Ainda assim, ele apresentou um verdadeiro show aos fãs, finalizando o americano Justin Gaethje ainda no primeiro round – com isso, ele voltará a disputar o cinturão vago. E, de acordo com o chefão do UFC, Dana White, o brasileiro já tem data marcada para retornar ao octógono.

O presidente da organização não revelou nem data ou local, mas afirmou que Do Bronx voltará a atuar em outubro. Apesar dos poucos detalhes, boa parte da imprensa especializada aponta que o brasileiro enfrentará o pupilo e amigo de Khabib Nurmagomedov, Islam Makhachev, em um duelo em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.

Caso essa luta realmente ocorra, será um verdadeiro presente para os fãs, já que o duelo entre Charles Oliveira e Islam Makhachev é um dos confrontos mais pedidos pelo público que acompanha MMA. Isso porque há algum tempo o questionamento sobre quem é o maior peso leve de todos os tempos tem ganhado cada vez  mais força, e como Khabib se aposentou, o confronto lógico a ser realizado é entre Do Bronx e Makhachev.

Oliveira vem de uma sequência incrível de 11 vitórias, batendo nomes como Tony Ferguson, Michael Chandler, Dustin Poirier e Justin Gaethje. Já o russo é o quarto colocado do ranking dos leves, e apesar de não ter batido nenhum top 10 da categoria, acumula 10 triunfos seguidos em sua carreira.

Com esses dois lutadores frente a frente, a expectativa é de que um evento numerado com os “rivais” como luta principal deve ser um dos mais assistidos do ano, movimentando também as casas de apostas novas, que conhecendo a predileção dos brasileiros pelo mundo do MMA e competições esportivas em geral, oferece algumas promoções exclusivas para usuários. Com isso, os apostadores interessados em realizar seus pitacos conseguem maximizar seu saldo e em alguns casos até realizar apostas gratuitas e desenvolver suas habilidades no nicho.

Ex-campeã se aposenta

Uma das lutadoras mais proeminentes do peso-palha (até 52kg) feminino, Joanna Jedrzejczyk, anunciou sua aposentadoria no último sábado (11). A polonesa é a recordista de defesas de título bem-sucedidas da categoria, cinco no total, e acabou se aposentando após ser derrotada por Zhang Weili, no UFC 275, realizado em Cingapura.

A ex-campeã do peso-palha retornou aos octógonos no último sábado após um hiato de dois anos em que parecia ser uma nova corrida para a disputa do cinturão. As duas haviam protagonizado a “Luta do Ano” em 2020, e a polonesa buscava vingar a derrota sofrida para a chinesa, contudo, Joanna sofreu um nocaute brutal ainda no segundo round, após receber um soco rodado.

Com o duelo encerrado pela via rápida, Joanna anunciou sua aposentadoria ainda no octógono enquanto era entrevistada por Daniel Cormier, e em um ato comum aos lutadores que tomam essa decisão, deixou as luvas dentro do cage. Em uma coletiva de imprensa após o término do evento, a lutadora explicou os motivos que a levaram a pendurar as luvas. De acordo com Joanna, ela dedicou duas décadas de sua vida ao esporte e agora pretende aproveitar um pouco mais da vida e até mesmo ser mãe. “É hora de aproveitar completamente minha vida. Eu encaro tanta coisa e, honestamente, eu não tive tempo para pensar sobre quão grande meu legado é. Eu trabalho duro e sempre me dediquei. Eu dou o máximo que posso e recebo o máximo que posso da mesma forma, mas agora é hora de desfrutar plenamente”, disse a lutadora.

Com 34 anos, Joanna Jedrzejczyk, encerra sua caminhada no MMA profissional com um cartel de 16 triunfos e cinco derrotas, sendo que dos seus tropeços, somente a última luta contra Zhang Weili no último dia 11 não foi uma disputa por cinturão. A lutadora, além de fazer um sucesso estrondoso no MMA, também teve uma carreira muito bem consolidada no circuito europeu de Kickboxing e Muay Thai.

Posts Relacionados

Brasil vai na contramão com o contínuo aumento no valor dos combustíveis

Dores de Inverno: Professora de fisioterapia da UniSul explica como tratar os desconfortos musculares típicos da estação

Pesquisa revela que mais de 50% das modelos de OnlyFans trabalham sem a família e amigos saberem

Cardiopatia congênita afeta 30 mil crianças por ano no Brasil

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026

Barcelona FC e ACNUR iniciam parceria com a nova camisa de futebol em apoio às crianças refugiadas

Maioria da população do Sul sente que inflação subiu muito, afetando principalmente consumo de alimentos, revela RADAR FEBRABAN

Dupla sertaneja Maiara e Maraisa é proibida de usar a marca “As Patroas”

Diário da Cidade

Mulheres caem em golpes financeiros mascarados de romance

Amazônia: Livro retrata terra sem lei na floresta e expõe a influência do garimpo ilegal em terras indígenas