Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Pró-Rim atinge a marca de 1.800 transplantes renais

Em meio a um ano extremamente desafiador para a Saúde no Brasil e no mundo, que exigiu medidas rigorosas no combate a pandemia da COVID-19, a Fundação Pró-Rim atingiu mais um marco significativo: 1.800 transplantes renais.

 

No ano de 2020, a Pró-Rim realizou em parceria com o Hospital Municipal São José, de Joinville (SC), 54 transplantes renais, um número muito abaixo dos anos anteriores devido às circunstâncias vividas ao longo do ano. “Apesar do resultado não chegar próximo da nossa expectativa, ficamos felizes que muitas vidas foram transformadas através dos transplantes renais. Temos que lembrar que não são apenas números, mas pessoas e famílias impactadas por uma melhor qualidade de vida e de saúde”, comenta o presidente da Fundação Pró-Rim, Dr. Marcos Alexandre Vieira.

 

Os desafios impostos pela pandemia

 

Prevenção foi a palavra de ouro e de ordem para este ano. Os pacientes renais crônicos que aguardam a doação de um rim tiveram que redobrar os cuidados com sua saúde, já debilitada por conta da doença, e ter mais paciência na liberação e execução dos procedimentos de transplante.

 

“Os pacientes renais em geral fazem parte do grupo de risco por conta da baixa imunidade, e muitos deles apresentam outras doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Por isso, nós ampliamos e intensificamos os processos de prevenção ao contágio do vírus para garantir a segurança tanto dos pacientes quanto dos profissionais envolvidos nos procedimentos e atendimentos”, enfatiza o diretor clínico Dr. Franco Kruger.

 

Outros fatores que impactaram no baixo número de transplantes foi a queda no número de doações de órgãos e a limitação dos hospitais em disponibilizar leitos para os transplantes. “As instituições de saúde solicitaram a suspensão das cirurgias por alguns períodos e isso, impactou muito no número de transplantes realizados ao longo do ano. Na medida em que conseguirmos controlar a pandemia, principalmente com a vacina, os números de casos deverão diminuir e com isso, os hospitais poderão voltar a atender os demais procedimentos de forma rotineira, incluindo os transplantes”, explica a médica nefrologista e coordenadora dos Transplantes da Pró-Rim, Dra. Luciane Deboni.

 

Celebração aos 30 anos de transplante

 

Entre os primeiros pacientes que fizeram o transplante está o senhor Osmar Muller, de Joinville (SC). Em 2020, ele completou 30 anos de transplante. O órgão foi doado por um de seus irmãos. No ano em que o paciente Osmar fez o procedimento, em 1990, apenas 15 transplantes foram realizados no mesmo ano. A média anual de transplantes renais, realizados pela Pró-Rim, é de 100 procedimentos nos últimos 10 anos.

 

“Foi tudo muito rápido, eu era um dos pacientes mais jovens na hemodiálise, tinha 28 anos e muita vida pela frente”, relembra. Para melhorar a qualidade de vida, foi sugerido ao paciente o transplante com a doação do rim de um dos seus familiares. “Tive a sorte de ter alguém compatível na minha família, eu nasci novamente pela generosidade do meu irmão”, enfatiza.

 

Vidas transformadas, esperanças renovadas

 

O transplante pode significar vida nova e esperança para muitas pessoas. Assim foi com o Bruno Moraes Agostinho, de 15 anos, que aguardou a doação de um rim para voltar a rotina de vida normal dos jovens da sua idade.

 

Hoje, ele comemora o primeiro ano do transplante renal e enfatiza a importância da doação de órgãos para as pessoas que aguardam pelo transplante. “Gostaria muito de conhecer a família que fez essa doação e agradecer. Sei que eles perderam um filho, isso é muito triste, mas também deram a chance para outra vida”, comenta Bruno.

 

Outra paciente que está super feliz com o transplante renal é a Edinalva Dias de Oliveira, que veio de Marabá (PA) para Joinville em busca de uma chance de vida. Depois de três meses de tratamento na Fundação Pró-Rim, ela recebeu a tão esperada ligação junho de 2018: “Eu estava dormindo, parecia que era um sonho! Foi a melhor ligação da minha vida”.

 

Sobre a Pró-Rim:

A Fundação Pró-Rim foi fundada em 1987, em Joinville (SC), pelos médicos nefrologistas Dr. José Aluísio Vieira e Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho com o propósito de oferecer um tratamento mais digno e diferenciado aos pacientes renais. É reconhecida como referência nacional na área de nefrologia. É pioneira em transplantes renais no Estado e sua equipe está entre as que mais realizam transplante no país. Já ultrapassou a marca de 1.800 transplantes renais, é a primeira instituição de nefrologia do mundo a receber a certificação internacional Qmentum. Possui unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende pacientes renais crônicos de todo o Brasil (www.prorim.org.br).

Fotos: Divulgação – Fundação Pró-Rim

Posts Relacionados

Câmara de Tijucas aprova indicação para criação de um Centro de Reabilitação Pós-Covid19 na cidade

Diário da Cidade

Fundação Lemann lança campanha “Toda Mulher é uma potência” para dar visibilidade às mulheres na pandemia

Balneário Camboriú confirma 50 positivos e 1 óbito por covid em 24 horas

Balneário Camboriú será sede de maior evento de FootVolley do Brasil

Guarda Municipal de Balneário Camboriú resgata cão que estava sendo espancado

Vakinha para ajudar a Ísis Soares Botelhos de 1 ano e 4 meses

IBGE abre mais de 7,5 mil vagas temporárias para o Censo 2021 em SC

Camboriú abre edital para inscrições de estágios remunerados nas mais diversas áreas

Programa Telessaúde: Balneário Camboriú adere a método para reduzir filas de espera

Uso de tecnologias pelo Semasa será apresentado em congresso global sobre saneamento

Alcoolismo pode ser uma resposta à sensação de perigo

“Professores estão sendo levados a exaustão na pandemia”, diz especialista

Hacker, mais uma vez, zomba da falta de segurança de site do Governo

SIME de Balneário Camboriú tem 49 vagas de emprego disponíveis

Ex-prefeito de Irati (SC) e outras três pessoas são condenadas a quatro anos de reclusão

Procrastinação com Qualidade

Diário da Cidade

Marcos Piangers fará palestra gratuita sobre as tendências do empreendedorismo em evento do Sebrae/SC

Mais amor, por favor

SESI abre inscrições para o Circuito Corridas do Bem

Homem é preso com 50 Kg de maconha no porta-malas de veículo em Balneário Camboriú

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: