Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Itajai Navenantes

Produção de aipim deve chegar a duas mil toneladas em Itajaí

Produção de aipim deve chegar a duas mil toneladas em Itajaí

Com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e Expansão Urbana de Itajaí, a safra do aipim no município deve chegar a duas mil toneladas em 2019. A expectativa é não registrar perdas no segundo produto de maior importância para a agricultura itajaiense, atrás apenas do arroz. A raiz está pronta para ser colhida na próxima semana.

Os produtores de aipim iniciaram a safra 2018/19 na metade do ano passado e a colheita segue até o início de março.

Em Itajaí, cerca de 100 hectares de terra são utilizados para a produção da raiz. Essa medida equivale a 140 campos de futebol. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), são produzidas 17 toneladas de aipim por hectare.

A rotina do seu Ronaldo Henrique dos Santos, mais conhecido como Piava, 77 anos, inicia antes do sol nascer. Na época da safra, que dura cerca de seis meses, o líder rural do bairro São Roque está na lavoura desde as 5h30. Seu Piava e mais 11 colaboradores cultivam, no total, sete hectares de aipim. Se não houver prejuízo, a safra deste ano renderá cerca de 150 toneladas.

As 31 famílias agricultoras itajaienses contam com a disponibilidade dos serviços da patrulha mecanizada do Município de Itajaí para roçar, limpar as valas, arar e gradear o solo. Segundo o secretário de Agricultura e Expansão Urbana, Cesar Reinhardt, as atividades realizadas são importantes para evitar prejuízo na produção.

“Como o solo é baixo e plano, o risco de alagar toda a plantação é grande. Por isso, o solo precisa ser bem drenado para garantir o total aproveitamento da safra. No ano passado, a taxa foi de 100% e esperamos que neste ano seja igual”, complementa César.

Também morador do bairro São Roque, seu Artino Stedile produz em terras itajaienses há quase 50 anos. Para aproveitar a safra, o agricultor faz uso da patrulha mecanizada da Secretaria Municipal de Agricultura e Expansão Urbana pelo menos um dia por safra para a manutenção das lavouras.

“Quando eu comecei era tudo na enxada, as coisas eram mais difíceis. Os tempos mudaram para melhor. Com a patrulha mecanizada tudo se torna mais rápido e prático”, enfatiza Altino.

Assim como ele, o seu Valdinho Reichert, conhecido como Alemão, 62 anos, faz uso da patrulha para o cultivo de cinco hectares de aipim. Seu Valdinho produziu, aproximadamente, 3,1 mil caixas de aipim na safra passada. Cada caixa leva ao menos 27 quilos de raiz. Portando, mais de 83 toneladas de aipim da lavoura do seu Alemão chegaram ao comércio do Vale do Itajaí.

Related posts

Balneário Piçarras regulamenta atendimento comercial na praia durante temporada de verão

Novo cartão alimentação dos servidores chegará às secretarias até fim de maio

Barra Velha recebe emendas parlamentares da deputada federal Geovania de Sá

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: