Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga dá dicas de como lidar com a reprovação no vestibular

E quando chega o momento do resultado do vestibular e o aluno não encontra seu nome na tão aguardada lista de aprovados? Essa é a realidade de muitos alunos nessa época do ano. Afinal, todos querem entrar em uma universidade, mas nem todos os alunos são aprovados. Vale ressaltar que, apesar de uma prova de grande importância, o vestibular é somente um processo de aprovação para que o aluno ingresse em uma faculdade.

Segundo a psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga as causas da reprovação dos alunos são individuais e pontuais, entre elas estão a desatenção, o nervosismo e a pressão psicológica do candidato. Alguns alunos têm dificuldade na hora da interpretação de texto e leitura das questões. A ansiedade também é um impedimento comum que pode causar o desequilíbrio do candidato deixando-o nervoso e inseguro na hora da resolução da prova.

Qual o próximo passo?

Depois da divulgação do resultado é importante que o aluno tenha um tempo de descanso para aliviar um pouco a tensão e recomeçar os estudos com força e foco total. E após a reprovação, a dica da psicopedagoga Ana Regina é que o estudante utilize esse momento o para se auto refazer enquanto aluno. “É ideal que o aluno verifique as questões mais difíceis, aquelas que não respondeu ou não acertou”.

Para os alunos que estão vivendo esse momento, a dica da psicopedagoga é: “Organize-se melhor. Faça mapas conceituais das disciplinas, acesse as provas dos anos anteriores e estude com mais calma. Prepare-se também emocionalmente e faça uma auto avaliação do processo que participou e não foi aprovado. A frustração é parte do processo, mas o auto fazer-se é necessário.”

Além disso, é importante que o aluno compreenda que tem capacidade e potencial para ser aprovado no vestibular.

Ana Regina também reforça que o aluno deve estar ciente da concorrência do curso escolhido e destaca a importância de estar emocionalmente preparado para lidar com a competitividade, afinal isso faz parte do processo. “A motivação deve ser firmada e sustentada na questão da competitividade, que são poucas vagas e no próximo processo a vaga será dele.”

Caso o aluno tenha dificuldades para se organizar com os estudos, é importante que ele procure um profissional que possa auxiliá-lo.

Como lidar com a pressão?

A pressão é parte natural do processo, algo presente em todas as etapas da vida, no entanto a psicopedagoga Ana Regina destaca que é importante que o aluno saiba lidar com suas emoções para compreender de maneira consciente seus objetivos no momento do vestibular, que é a aprovação e início da formação profissional.

O vestibular tem uma representação densa para os candidatos e a cobrança é enorme por parte dos responsáveis, da sociedade e do próprio candidato. Portanto, vários fatores estão envolvidos e podem ser favorecer ou comprometer o processo de aprovação.

Outro fator importante é que o aluno filtre aquilo que ouve. “Ouça apenas os conselhos ou palavras que possam atender suas expectativas e não se deixe levar pelas experiências negativas dos outros.”

Related posts

Apresentador da Globo diz que foi ridículo por comentário ao vivo

REVELAÇÂO: Profetisa que anteviu 11 de setembro também fez nova revelação para 2016; SAIBA

diario da cidade

XI Congresso Brasileiro de Regulação começa com grande público

diariodacidade

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: