Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Região da Foz do Itajaí contratou mais de 3 mil trabalhadores durante o mês de junho

Somando os meses de janeiro a junho, as micro e pequenas empresas lideram a geração de empregos no ano com 84.567 empregos gerados em toda Santa Catarina.

O Observatório de Negócios do Sebrae/SC realizou um levantamento, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério da Economia, e constatou que a região da Foz do Itajaí contratou 3.040 novos trabalhadores durante o mês de junho, 21,5% do resultado mensal do estado. A cidade de Itajaí foi a responsável pela maior geração de empregos no mês, ou seja, 1.083 novos postos de trabalho, seguida de Joinville com 1.053 e São José com 957. As duas primeiras posições, Itajaí e Joinville, se repetem no cenário de novas contratações nas micro e pequenas empresas, com 1.050 e 818 empregos gerados, respectivamente.

Considerando todos os portes entre as cidades, em que entram as médias e grandes empresas, o município de Itajaí se encontra em 4º lugar no ranking com 6.412 novos postos de trabalho gerados de janeiro até junho de 2021. A cidade ficou atrás apenas de Joinville e Blumenau, que somam 20.601 postos de trabalho e São José com 6.658. O estudo também observou as cidades que perderam mais empregos desde o início do ano. No acumulado, e considerando todos os portes, a cidade que mais perdeu empregos foi Bombinhas, com -964 postos de trabalho. O mesmo cenário se observa quando se trata das micro e pequenas empresas, no qual Bombinhas continua sendo o município mais impactado, com -746 empregos.

“O número de novos postos de trabalho na região da foz é o resultado de um ambiente de negócios favorável, que vem se reerguendo e se reinventando depois da forte crise no início da pandemia. A retomada da economia está sendo gradual, mas temos certeza que até o fim do ano conseguiremos abrir muito mais postos de trabalhos gerando renda para a nossa região”, destaca o Gerente Regional do Sebrae da Foz, Alcides Sgrott Filho.

No Estado

O levantamento demonstra que dos 14.966 novos empregos gerados em Santa Catarina no mês de junho, os pequenos negócios são responsáveis por 77,38% destas oportunidades, ou seja, contribuíram com 11.580 empregos do total, em regime CLT. Somando os meses de janeiro a junho, considerando os 126.111 empregos já gerados em 2021 em todos os portes no estado, as micro e pequenas empresas (MPE) lideram a geração de empregos no ano, correspondendo a 84.567 empregos, ou seja, 67,1% do saldo anual.

Em junho, as Micro e Pequenas Empresas lideram a geração de empregos nos setores de serviços (4.151), indústria (3.042) e comércio (3.062). Ao analisar os demais portes, dois setores econômicos apresentam saldo acumulado negativo no mês, sendo eles construção civil (-44) e serviços (-26). No acumulado do ano, os setores de indústria (55.962) e serviços (44.735) representam 79,8% dos novos postos de trabalho em 2021.

“Os pequenos negócios ainda enfrentam desafios, mas o empreendedor catarinense é resiliente, continua se reinventando e inovando para conseguir manter o seu negócio em funcionamento. Mesmo com os impactos sofridos, é importante considerarmos os avanços já alcançados. O Sebrae/SC atua incansavelmente em busca de auxiliar as micro e pequenas empresas do Estado, promovendo iniciativas que visam minimizar os impactos sofridos pela pandemia, para que possamos continuar gerando empregos e contribuindo para a retomada da economia no país”, afirma Carlos Henrique Ramos Fonseca, Diretor Superintendente do Sebrae/SC.

Segmento

Confirmando a tendência que se apresenta desde janeiro de 2021, a confecção de artigos do vestuário e acessórios permanece como a atividade econômica que mais gerou empregos neste ano, com 10.640 novos postos de trabalho, seguido da administração do estado e da política econômica e social, com 6.208 novos empregos.

Considerando somente o mês de junho, a atividade de confecção de artigos do vestuário e acessórios também ocupa a 1ª posição no ranking, com 966 novos empregos, seguida pelo comércio varejista com 844 novas vagas e transporte rodoviário de cargas, com 577 empregos.

Atividades que mais perderam empregos

A atividade de locação de mão de obra temporária é o setor que apresenta maiores dificuldades no ano, com -3.874 postos de trabalho, seguido por hotéis e similares (-1.602) e comércio varejista não especializado (-1.385).

No mês de junho, a locação de mão de obra temporária também ocupa a 1ª posição no ranking de atividade econômica mais impactada, com uma redução de 2.035 postos de trabalho, seguida de atividades de teleatendimento (-157) e processamento industrial do fumo (-147).

Posts Relacionados

No Dia Mundial da Limpeza, neste sábado (18), Fort Atacadista patrocina mutirão de limpeza em Balneário Camboriú

Fort Atacadista sorteia 22 carros 0km neste sábado (18)

Ri Happy oferece vagas de empregos temporárias em Balneário Camboriú

Camboriú fará parte do roteiro de observação de aves da Costa Verde e Mar

BC amplia para 83+ o reforço da vacina contra Covid-19 nesta sexta-feira

BC amplia para 15+ a vacinação contra Covid-19 em adolescentes nesta quinta-feira

Professoras da Rede Municipal lançam livro sobre experiências na alfabetização

Atletismo de Balneário Camboriú recebe homenagem por desempenho internacional

Diminuição de casos graves de Covid-19 permite redução de leitos de UTI

Educação de Balneário Camboriú divulga 31° Chamada do Fila Única

Censo Populacional dos Animais termina dia 27 de setembro

Handebol de Balneário Camboriú vence Etapa Sul da Liga Nacional Cadete

Estão proibidos novos empreendimentos que façam sombra na Praia Brava, em Itajaí (SC)

Campanha da FEMAMA convoca população a aumentar possibilidades de tratamento de câncer de mama no SUS

Ansiedade atinge 9,3% da população brasileira e traz prejuízos também para crianças e adolescentes

Próteses auditivas discretas e tecnológicas ajudam a derrubar o preconceito contra a surdez

Médico Perito explica detalhes sobre a aposentadoria por invalidez

Conscientização e fiscalização: palavras-chave para diminuir a mortalidade de animais marinhos

Loja da Águas de Camboriú tem novo horário de atendimento ao público

Prefeitura de Camboriú abre inscrições para contratação temporária de operário braçal