Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
zEntretenimentos Brasil / Mundo

Ring girl do UFC entrega assédio de famosos: “Tem umas que não resisto”

Primeira brasileira a integrar o time de ring girls do UFC, Camila Oliveira acaba de passar uma temporada de dois meses em Las Vegas, nos EUA, para aperfeiçoar o domínio da língua inglesa e conhecer mais a fundo a cultura do país.

Durante sua passagem pela capital mundial da luta, a paulistana aceitou o convite do Combate.com para fazer um ensaio temático na cidade fantasma de Nelson, em Nevada, e abriu o jogo sobre alguns temas, incluindo sua vida pessoal.

Em um dos assuntos, a morena revelou que é bastante assediada, inclusive por celebridades:

– Não tem como… Eu conheço muita gente por causa do meu trabalho e rola bastante assédio (risos). Às vezes, eu percebo pelo fato de receber muitas curtidas no Instagram ou quando a pessoa fica tirando print do meu Snapchat. Alguns são mais diretos, já recebi muita mensagem direta nas redes sociais. Tem umas que eu não resisto (risos). Estou solteira, vai que encontro uma pessoa legal.

Camila também falou sobre relacionamentos, os cuidados com o corpo e a sua maratona de treinos e dieta antes de um evento do UFC no país.

Confira abaixo, por tópicos:

Assédio

“Os amantes do MMA são mais diretos, mas eu sei lidar bem com isso, dou uma risada, faço uma graça ou falo algo para deixá-los sem graça. As pessoas me perguntam sobre o assédio do público quando estou trabalhando, mas geralmente os fãs são tranquilos. O pior mesmo é quando estou na balada”

Camila Oliveira; ring girl; UFC (Foto: Evelyn Rodrigues)
Ring girl já namorou lutador e não sabe se conseguiria se envolver com alguém do meio novamente (Foto: Evelyn Rodrigues)

Celebridades

“Não tem como…eu conheço muita gente por causa do meu trabalho e rola bastante assédio (risos). Às vezes, eu percebo pelo fato de receber muitas curtidas no Instagram ou quando a pessoa fica tirando print do meu Snapchat. Alguns são mais diretos, já recebi muita mensagem direta nas redes sociais. Tem umas que eu não resisto (risos). Estou solteira, vai que encontro uma pessoa legal”

Relacionamentos

“Já namorei lutador e é difícil ver a pessoa que você ama levando porrada. Muitas vezes eu trabalhei no mesmo card que ele lutava e não podia deixar isso afetar o meu trabalho. Deixava para sofrer atrás das cortinas. Não sei se eu conseguiria me envolver novamente com alguém do meio por conta disso”

Ring girls

“Eu faço parte de um time de ring girls. No Brasil somos em três, as mais famosas, no entanto, ficam nos EUA. Uma vez por ano, nós todas trabalhamos no mesmo evento e aí não tem jeito… Rola uma competiçãozinha aqui e outra ali, mas no geral as meninas são bem profissionais. Infelizmente não rola uma amizade verdadeira nesse meio. Até pelo fato de morarmos longe umas das outras”

Camila Oliveira; ring girl; UFC (Foto: Evelyn Rodrigues)Camila fará maratona de treinos para se preparar para o UFC 198 (Foto: Evelyn Rodrigues)

Fãs

“O carinho que recebo dos fãs é incrível. Tenho pessoas que me acompanham de lugares que eu jamais imaginei, como Guatemala, Equador, Rússia e até Japão. Alguns fãs viraram meus amigos, de tantas mensagens e de tanto que a gente se aproximou. Tem um fã russo que me deixa desesperada, porque não consigo entender o que ele escreve e ele não fala nem inglês, mas a gente não deixa de se comunicar. Já respondi recados de senhorinhas super fofas. É muito gratificante”

Cuidados com o corpo

“Eu tomo muita água e faço uma dieta regrada, principalmente nas semanas próximas ao evento. Malho duas vezes por dia, seis dias da semana e prefiro as aulas de muay thai aos exercícios aeróbicos intensos, como corrida ou spinning. O tempo nos EUA, no entanto, me deixou um pouco mais cheinha, porque eu adoro um chocolate. Ganhei três quilos, mesmo indo para a academia e tomando cuidado com a dieta (meus treinadores vão me matar!). Assim que chegar no Brasil vou entrar em uma maratona para estar 100% para o  UFC 198”.

Micos

“O último faz pouco tempo… Eu estava num show da Banda Eva, em São Paulo, e eu era a única que estava em cima da cadeira para assistir ao show, porque tinha muita gente na minha frente. Eu estava vestindo um shorts super fofo, da cor pink, e o zíper, que era na lateral, estourou. Eu estava de body, mas não tinha como ficar só de body. Então pedi para o garçom me arrumar um grampeador, porque eu ía dar um jeito de curtir o show até o final. Ele não encontrou, então acabei pegando um paletó emprestado de um amigo, amarrei na cintura e essa foi a minha salvação”

Posts Relacionados

Fernanda Lacerda vai até o chão em novo vídeo clipe de MC Fabinho

Em julho o projeto Cia Mútua 25 anos oferece duas oficinas

Kiev Ballet apresenta “Dom Quixote” e “Paquita” em Curitiba

Bota do Mundo 2018

VEM AÍ A QUARTA EDIÇÃO DO BEATNESS

Na’amat Pioneiras de Porto Alegre realiza bazar anual beneficente

Paulo Miklos faz pocket show gratuito em Curitiba

Rafa Brites realiza workshop em prol da ONG Projeto Camaleão: Autoestima Contra o Câncer na capital gaúcha

Atriz internacional de cinema Cris Lopes visita São Miguel Arcanjo no Brasil

Inverno exige cuidados extras com as doenças respiratórias nos pets

Naomi Abe volta à CASACOR SP

RAPPER CABES APRESENTA NOVIDADES

Gretchen participa de show com Denorex 80 na Live Curitiba

Circadélica 2018, festival de música que acontece nos dias 28 e 29 de julho

Xadrez com estilo: estampa para unir festa junina e rotina fashion

Daniel apresenta em Porto Alegre show com releituras de toda a carreira

Emmerson Nogueira apresenta novo show na capital gaúcha

ViniBraExpo 2018 O Grande Festival do Vinho Brasileiro

Atriz Cris Lopes “a la francesa” em jantar com diretores de cine na Argentina

LAILA GARIN E A RODA

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: