Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Itajai Navegantes

Sem ganho real e sem ouvir os servidores, reposição é aprovada em Navegantes e prefeito terá o poder de fixar por decreto

Foi a aprovado na noite de ontem na Câmara de Vereadores de Navegantes o projeto de Lei Ordinária 70/2021, do Poder Executivo, que dá poder ao prefeito municipal de conceder a reposição da inflação no vencimento dos servidores e também o reajuste do auxílio alimentação pelo índice da inflação do período de janeiro a dezembro de 2021, que deverá ser de, aproximadamente, 10%. Ou seja, o valor do auxílio alimentação que atualmente é de R$106,00, deverá ter um acréscimo de, no máximo, R$10,60.

Na última semana o Sindifoz já havia se manifestado contrário ao projeto no que diz respeito ao auxílio alimentação, tendo em vista que incluí-lo junto com a revisão geral anual do salário dos servidores visa evitar a negociação com a categoria, já que o auxílio alimentação faz parte da pauta de reivindicações dos servidores.

“Este projeto de lei vem em um momento no qual a categoria aprovou uma pauta de reivindicações e aguarda desde o dia 3 de dezembro uma reunião com o governo municipal. Porém, o chefe do Executivo sequer quis ouvir as reivindicações dos servidores e a intenção deste projeto de lei é não conceder nenhum aumento real ou ganho salarial aos servidores de Navegantes”, destaca o presidente do Sindifoz, Francisco Johannsen.

O valor de auxílio alimentação oferecido em Navegantes está muito abaixo da média de outros municípios da região e fora da realidade dos preços relacionados à alimentação no Brasil. Aos vereadores que votaram a favor e ao prefeito Liba Fronza, fica o questionamento: o que o servidor público conseguirá comprar com R$ 10 a mais no auxílio alimentação?

Sete vereadores votaram a favor do projeto do Executivo e estão ao lado do prefeito: Andrew Filintto Laurentino (PSD), Antonio Carlos Uller (Patriota), Gabriel dos Anjos (PSC), Jassanan Ramos (MDB), Lorival Kempner (PP), Luciane Chagas Bittencourt Pereira (PL) e Sorilei Aparecida Thiele Dapper (DEM). A presidente da Câmara, Adriana Rodrigues Luz Macarini (PL), embora não vote por conta do regimento da Casa, manifestou-se a favor do projeto durante a sessão.

Apenas dois vereadores votaram contra o projeto: Paulo Rodrigo Melzi (MDB) e Jonas de Souza (PL).

Contato
Francisco Johannsen – Presidente do Sindifoz
Telefone: 47 98468-4161

Posts Relacionados

Quase 900 toneladas de lixo já foram recolhidas das praias de Itajaí

Escolas de Penha mobilizam a cidade e recebem prêmio por participação em concurso cultural promovido por Águas de Penha

Águas de Penha vai instalar reservatório móvel inédito para atender bairros São Cristóvão e São Nicolau no verão

Concurso cultural “Nossa Água, Nossa Vida” premia escolas de Penha

SENAR/SC promove 20 cursos gratuitos no vale do Itajaí em dezembro

Diário da Cidade

FAE Business School em Itajaí (SC) vai realizar curso na área de negócios em novembro e dezembro

Audiência pública vai discutir proposta de adequação do Código Urbanístico

Técnico de handebol Drean Farencena Dutra é homenageado na Câmara de Itajaí

Agência do Sebrae Itajaí passa a atender em novo endereço

Especialista em macrófita do ISI Biomassa-MS visita captações de água na cidade de Penha

Procuradoria da Mulher de Navegantes participa do 1º Encontro Estadual na Alesc

Caixinhas de som podem ser proibidas nas praias de Itajaí

Em audiência pública no Senado Federal, representantes locais defendem a manutenção da autoridade portuária no Porto de Itajaí

Alínea Reserva Itajaí é o novo condomínio na cidade que mais cresce em Santa Catarina

Águas de Penha apresenta programa de incentivo à igualdade racial à comunidade

Porto de Itajaí é contemplado com o Prêmio Via Viva 2021

Edital de Convocação de Assembleia Geral Ordinária para Eleições

Sessão extraordinária desta sexta (22) terá em pauta doação de terreno para construção da sede da AMA

Mastologista do Hospital Marieta reforça estudo recente que aponta queda no número de mortes por câncer de mama com a realização anual da mamografia

Voluntários da Câmara participaram do Pedágio da Rede Feminina de Combate ao Câncer