Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Itajai Navegantes

Sem ganho real e sem ouvir os servidores, reposição é aprovada em Navegantes e prefeito terá o poder de fixar por decreto

Foi a aprovado na noite de ontem na Câmara de Vereadores de Navegantes o projeto de Lei Ordinária 70/2021, do Poder Executivo, que dá poder ao prefeito municipal de conceder a reposição da inflação no vencimento dos servidores e também o reajuste do auxílio alimentação pelo índice da inflação do período de janeiro a dezembro de 2021, que deverá ser de, aproximadamente, 10%. Ou seja, o valor do auxílio alimentação que atualmente é de R$106,00, deverá ter um acréscimo de, no máximo, R$10,60.

Na última semana o Sindifoz já havia se manifestado contrário ao projeto no que diz respeito ao auxílio alimentação, tendo em vista que incluí-lo junto com a revisão geral anual do salário dos servidores visa evitar a negociação com a categoria, já que o auxílio alimentação faz parte da pauta de reivindicações dos servidores.

“Este projeto de lei vem em um momento no qual a categoria aprovou uma pauta de reivindicações e aguarda desde o dia 3 de dezembro uma reunião com o governo municipal. Porém, o chefe do Executivo sequer quis ouvir as reivindicações dos servidores e a intenção deste projeto de lei é não conceder nenhum aumento real ou ganho salarial aos servidores de Navegantes”, destaca o presidente do Sindifoz, Francisco Johannsen.

O valor de auxílio alimentação oferecido em Navegantes está muito abaixo da média de outros municípios da região e fora da realidade dos preços relacionados à alimentação no Brasil. Aos vereadores que votaram a favor e ao prefeito Liba Fronza, fica o questionamento: o que o servidor público conseguirá comprar com R$ 10 a mais no auxílio alimentação?

Sete vereadores votaram a favor do projeto do Executivo e estão ao lado do prefeito: Andrew Filintto Laurentino (PSD), Antonio Carlos Uller (Patriota), Gabriel dos Anjos (PSC), Jassanan Ramos (MDB), Lorival Kempner (PP), Luciane Chagas Bittencourt Pereira (PL) e Sorilei Aparecida Thiele Dapper (DEM). A presidente da Câmara, Adriana Rodrigues Luz Macarini (PL), embora não vote por conta do regimento da Casa, manifestou-se a favor do projeto durante a sessão.

Apenas dois vereadores votaram contra o projeto: Paulo Rodrigo Melzi (MDB) e Jonas de Souza (PL).

Contato
Francisco Johannsen – Presidente do Sindifoz
Telefone: 47 98468-4161

Posts Relacionados

Empossada nova diretoria da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) para gestão 2022/2023

Navegantes: “Estamos nos preparando para um crescimento ainda maior da construção civil”, diz João J. B. de Souza

Campanha da Águas de Penha promete diminuir o uso de plásticos na empresa

Diário da Cidade

Oito novas operações e expansões evidenciam crescimento do Itajaí Shopping em 2022

Senar/SC promove 75 cursos gratuitos no vale do Itajaí em agosto

Pacote de investimentos da SBJ Construtora para Navegantes prevê R$ 150 milhões nos próximos cinco anos

Gomes da Costa participa de programa de voluntariado “Nosso Planeta Nossa Casa”

Moradia por assinatura chega a Itajaí, em Santa Catarina

Shopmasp amplia espaço e mix de produtos no segmento esportivo no Itajaí Shopping

Penha terá investimento de R$ 111 milhões na implantação dos sistemas de esgotamento sanitário