Sistema de envidraçamento valoriza espaço em barco de passeio

285

A tendência da arquitetura em criar espaços com design inteligente tem valorizado o papel do sistema de envidraçamento Reiki em ambientes considerados inusitados. O material, quando bem utilizado, pode promover o equilíbrio perfeito entre estética e qualidade de vida em alto mar, por exemplo. No projeto de reforma da lancha da família, o funcionário público Giovani Nascimento apostou no uso do Reiki nas portas da embarcação como elemento de integração e de interação entre ambientes interno e externo.

 

A inspiração para o uso do sistema com o objetivo de ampliar o espaço no barco veio das janelas do próprio apartamento, em Balneário Camboriú. Quando fazia uma reforma na embarcação, Giovani procurou identificar o tipo de material que permitiria aumentar as áreas livres da lancha. O primeiro passo foi saber se a alteração não comprometeria a estrutura do barco. Com a garantia de que não haveria danos, ele identificou no Reiki uma oportunidade de ampliar o espaço e aproveitar melhor a embarcação.

 

Giovani não chegou a contratar um arquiteto, mas contou com a assistência do fornecedor para implantar o sistema da forma como imaginava. O Reiki permite deslizar as lâminas de vidro por todo o comprimento de um ambiente, independentemente dos ângulos da estrutura. Neste projeto, o uso do vidro ainda ajudou a valorizar tanto a decoração clean e funcional aplicada pelo proprietário do barco quanto a vista da paisagem lá fora pra quem está em seu interior durante a navegação.

 

O resultado foi excelente e o sistema se mostrou altamente favorável mesmo em condições adversas em alto-mar. De acordo com o marinheiro do barco, Gilson Francisco dos Santos, em 21 anos de mar, esta é a primeira vez que viu a utilização do sistema de envidraçamento em uma embarcação. O novo componente facilitou todos os serviços a bordo, além de possibilitar navegar com as portas abertas ou fechadas, dependendo das condições do mar com total segurança. Para a aplicação ser realizada de maneira segura e correta, é necessário obedecer as normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).