Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

#Todos ligados nos símbolos do raquitismo: campanha alerta sobre doença rara

• No Brasil, ainda não há um estudo epidemiológico que indique o número exato de indivíduos afetados pelo raquitismo hipofosfatêmico ligado ao cromossomo X (XLH)

• Mundialmente, a condição apresenta uma prevalência aproximada de 1 a 9 casos a cada 1 milhão de pessoas [1]

Por meio da campanha #Todos ligados nos símbolos do raquitismo, associações de pacientes com foco em doenças raras de todo o Brasil chamam atenção para o raquitismo hipofosfatêmico ligado ao cromossomo X, uma doença crônica causada pela deficiência de fósforo no organismo e que afeta crianças e adultos.

A iniciativa, voltada para toda a sociedade, acontece no mês que marca, mundialmente, o dia do XLH, 23 de junho. Entre as ações da campanha está a divulgação em páginas de redes sociais (Facebook Instagram ) e distribuição de folder informativo para a população. “Temos um compromisso com toda a comunidade de XLH. Nós, como companhia, entendemos que é preciso ampliar a conscientização da população sobre essa doença, que ainda é subdiagnosticada, bem como para seus sinais e sintomas – para, assim, conseguirmos mais celeridade no diagnóstico e melhores práticas de cuidados”, explica Edson Paixão, diretor executivo e gerente geral da Ultragenyx Brasil – farmacêutica que está apoiando a campanha.

Para a vice-presidente do Instituto Vidas Raras, Regina Próspero, o desconhecimento sobre o XLH ainda é grande. “Precisamos difundir, cada vez mais, o conhecimento sobre essa enfermidade. Assim como em toda doença rara, fechar o diagnóstico para raquitismo não é uma tarefa fácil. Muitas vezes, o paciente passa por uma longa jornada até saber o que realmente tem”, pontua.

Os principais sintomas do raquitismo hipofosfatêmico ligado ao cromossomo X são deficiência do crescimento, alargamento dos punhos, joelhos e tornozelos, dor nos membros inferiores, fraqueza muscular e pernas arqueadas. “O diagnóstico precoce aliado ao tratamento multidisciplinar adequado pode melhorar significativamente a qualidade de vida dos pacientes e familiares, e isso pode mudar vidas. Por ter uma ampla variedade de sinais e sintomas, o XLH pode ser confundido com outras doenças ósseas. Por isso, diante de qualquer suspeita, procure um especialista para a investigação adequada. A classe médica, por sua vez, precisa estar cada vez mais consciente sobre o XLH. Se quando o paciente começar a engatinhar ou a andar ele tiver dor e desenvolver deformidades nos braços e pernas, é importante se lembrar do XLH e investigar. Já temos tratamento preciso para essa condição”, pondera o especialista em endocrinologia pediátrica, Luiz Cláudio Castro .

Assim como acontece com 80% das doenças raras [2], o XLH tem origem genética, sendo geralmente herdado. Neste caso, devido à sua relação com o cromossomo X, o pai afetado pela XLH transmitirá a condição a todas as suas filhas, mas nenhum de seus filhos será acometido. Já a mãe afetada pela XLH tem 50% de chance de ter um filho ou uma filha com a doença. A condição exige uma abordagem com médicos especializados – pediatras, endocrinologistas, ortopedistas, nefrologistas e geneticistas -, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, educadores físicos e dentistas. Esse trabalho multidisciplinar é essencial para a saúde e a qualidade de vida destes pacientes e de suas famílias .

Para outras informações sobre a doença, acesse: http://www.xlhlink.com

Posts Relacionados

De Vw Voyage a imóveis no litoral: veja os bens dos candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú.

Diário da Cidade

Estado cede prédio para abrigar a nova sede da 1ª Delegacia de Polícia em Blumenau

Traficante procurado pela Interpol é preso em Balneário Camboriú

Edson Piriquito anuncia Ademar Schneider como vice-candidato em Balneário Camboriú

Diário da Cidade

Acidente fatal causa lentidão na BR-101 em Balneário Camboriú

Propagandas políticas deverão conter audiodescrição e interpretação de Libras

Setembro Amarelo: a importância de falar sobre a prevenção do suicídio

Novos prefeitos precisarão acelerar o saneamento

Balneário Camboriú registrou 17 novos casos de Covid-19

Câmara de Balneário Camboriú retoma atendimento ao público externo

Edson Piriquito é definido como Pré-Candidato a Prefeito em Balneário Camboriú

MDB Balneário Camboriú realizará convenção no próximo dia 12/09 e lançará Edson Piriquito

Saúde da Mulher: câncer no colo do útero

Transferência de Messi pode ser mais cara do que as quatro maiores da história somadas

Diário da Cidade

IFC busca voluntários para acolhimento de futuros cães-guia

INSS notifica beneficiários por cartas físicas e digitais enviadas pelos Correios

Interditado o cultivo de moluscos de Laranjeiras e Barra em Balneário Camboriú

Udesc segue entre melhores universidades no ranking global da Times Higher Education

Mesmo com empréstimo de 30 milhões “requalificação” não passou no Nova Esperança

59 vagas de emprego abertas em Balneário Camboriú e região

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: