Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

8 em cada 10 brasileiros já comprou algum tipo de serviço ou produto por WhatsApp, diz Pesquisa

90% da população utiliza o WhatsApp como aplicativo de comunicação. Brasileiro fica 24% do seu dia online no aplicativo
Estamos vivendo uma das fases mais complexas da pandemia e a restrição do comércio para combater a propagação do covid-19 é uma das questões centrais na imprensa e nas redes sociais. Fica claro que comerciantes em geral precisam cada vez mais do apoio da tecnologia e de novas ferramentas para se manterem no mercado. A Hibou – empresa de pesquisa e monitoramento de mercado e consumo -, acaba de publicar mais uma pesquisa de mercado sobre a utilização do WhatsApp pelos brasileiros.

Os aplicativos de comunicação têm contribuído e muito como facilitadores nas negociações virtuais, e 79% dos brasileiros já comprou algum serviço ou produto pelo WhatsApp, business ou pessoal, com pagamento por meio de links de pagamento, transferência bancária ou na entrega do produto. Desse total, 57% continuam fazendo compras pelo canal atualmente, o que mostra uma relação segura e de confiança entre os comerciantes e clientes, através do bate-papo do WhatsApp.
“Não é novidade para ninguém que o WhastApp é um dos aplicativos de conversa mais utilizados no Brasil, e no mundo. Nossa pesquisa revelou que 98% da população já criou uma conta no app, 93% utiliza no seu dia a dia, seja para ter contato com a família na pandemia ou até de forma comercial e 56% prefere esse app entre os tantos outros disponíveis. O brasileiro passa impressionantes 24% do seu dia online no WhatsApp”, relata Ligia Mello, Sócia da Hibou.

O Banco Central anunciou nos últimos dias que concedeu ao WhatsApp a autorização para que, com a devida regulação do órgão, a empresa se torne também uma ferramenta de pagamentos, o que pode ser mais uma vantagem para o comércio em tempos de isolamento social. A pesquisa mostrou que quem já comprou pelo aplicativo enxerga como vantagens: ter um canal direto com a marca ou vendedor (81%), ter o histórico da conversa ou compra (69%), receber promoções em primeira mão (53%) e facilidade para conseguir realizar alterações no pedido (30%).

Há também o lado dos que preferem não utilizar o WhatsApp para negociações comerciais. Para esses, 88% criticam o canal aberto pós transação, pois a marca ou vendedor continua enviando propagandas, mesmo que não tenham coerência com a compra realizada anteriormente. Uma outra fatia, 74% reclama por não conseguir um contato humano se desejar, geralmente quando a ferramenta é utilizada no formato chatbot por grandes empresas. Para 55%, o pior é ser ignorado ou ter uma resposta tardia em uma nova solicitação realizada.

Metodologia

Um total de 2.318 brasileiros responderam de forma digital de todo o Brasil, em março de 2021. A pesquisa engloba os níveis de renda ABCD e faixa etária acima de 18 anos.

Sobre a Hibou:

A Hibou é uma empresa especializada em pesquisa e monitoramento de mercado e consumo, existente há mais de 11 anos. A Hibou trabalha o tempo todo com informação e olhares inquietos sempre do ponto de vista do consumidor. A empresa produz conteúdo qualificado utilizando ferramentas proprietárias para aplicação de pesquisas e análises de profissionais com mais de 20 anos de experiência. A Hibou oferece pesquisas qualitativas, quantitativas; exploratórias; profundidade; de campo; duble de cliente; deskresearch; monitoramento de comportamento; presença de marca; expansão de região; expansão de mercado para produtos e serviços; teste de produto e hábitos de consumo. http://www.lehibou.com.br

Posts Relacionados

Warren celebra o amor em campanha especial de Dia dos Namorados

Mobilidade urbana: tecnologia traz soluções para o futuro das cidades

Imposto em presentes trocados entre casais pode chegar a 72% do valor pago

Empresas abrem vagas de emprego para contratação imediata

Medo de contrair Covid-19 e de morrer atinge pico entre jovens desde o início da pandemia, aponta pesquisa

Idosos com perda auditiva são vítimas de violência psicológica

Itaú Unibanco realiza leilão de imóveis comerciais e prédios administrativos

Curitiba, a cidade que marcou a criação da Lombada Eletrônica, recebe nova tecnologia de ponta para a gestão do trânsito

Empresas brasileiras investem pouco em cibersegurança

Com 9 marcas próprias, InBetta fala como a gestão da segurança impactou todo o negócio

Na Semana Mundial dos Oceanos, Corona é a primeira marca de bebidas a se tornar neutra em resíduos plásticos em escala global

Vagas em logística crescem 37% neste ano

Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, participa do webinar gratuito “Democracia e liberdade de expressão: aspectos constitucionais”

Josapar anuncia apoio à luta contra o câncer infantojuvenil e realiza doação de 10 toneladas de Arroz Tio João ao Instituto Ronald McDonald

Dia Mundial dos Oceanos – Startup e artesã fazem duas toneladas de redes de pesca virarem produtos ecológicos

Surfe fecha a lista de classificados para a estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio

E-book que debate cultura do estupro ganha segunda edição

Desafio Fundação Casas Bahia abre inscrições para jovens interessados em abrir startups

Claro oferece a melhor experiência e download mais rápido do Brasil de acordo com relatório da Tutela Technologies

Como estudar online? Especialista dá dicas para melhorar rendimento escolar via internet