Combate ao Aedes: Trabalho de Itajaí serve de modelo

222

O intenso trabalho desenvolvido em Itajaí desde o primeiro semestre de 2015 para diminuir os focos do mosquito Aedes aegypti, e consequentemente, o número de casos suspeitos e confirmados de dengue na cidade – que reduziu em 95% os registros positivos no primeiro bimestre deste ano em relação ao ano passado , é destaque nesta quarta-feira (20). Todas as informações sobre a estrutura montada – inicialmente pelo gabinete de crise e depois pela Sala de Situação, as atividades integradas, envolvendo as demais secretarias municipais, lojistas e a comunidade serão apresentadas pelo Secretário de Saúde, Osvaldo Gern, que faz uma webconferência, direto de Florianópolis, como convidado do Sistema Catarinense de Telemedicina e Telessaúde.

A iniciativa do Telessaúde tem como base o cenário apresentado de dengue no estado de Santa Catarina, bem como do risco de introdução e disseminação de febre de chikungunya e zika vírus, e suas complicações dentre elas a microcefalia em Recém Nascidos, o que torna imprescindível a intensificação das ações de controle vetorial nos 28 municípios considerados infestados pelo Aedes aegypti em SC.

A webpalestra “Experiencia de combate do Aedes aegypti e controle da Dengue no município de Itajaí” inicia às 15h, na Universidade Federal de Santa Catarina, transmitida ao vivo, de um estúdio da UFSC, para os profissionais das equipes de Saúde da Família de todo o estado. A web é gravada, editada e disponibilizada no acervo de videoaulas do Telessaúde. Quem quiser conferir como são as webs pode acessar a aba “Webconferência” no portal (http://telessaude.sc.gov.br) e assistir um dos vídeos.

O Sistema Catarinense de Telemedicina e Telessaúde (STT) foi criado em 2010 e unifica os programas de Telemedicina e Telessaúde de Santa Catarina, totalmente voltados para o SUS.

________________________
Informações adicionais:

Secretaria de Saúde

(47) 3249-5500

www.saude.itajai.sc.gov.br