Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Covid-19: Frigoríficos do Oeste de SC começam a se adequar à proteção de indígenas

Empresas estão atendendo recomendação conjunta do MPF e do MPT para afastamento remunerado de trabalhadores indígenas

Empresas frigoríficas da região Oeste de Santa Catarina estão procurando atender à recomendação conjunta do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Trabalho (MPT) e providenciar o afastamento remunerado dos indígenas que trabalham nessas unidades, para isolamento em função da pandemia do novo coronavírus, por integrarem grupo de risco.

A recomendação foi enviada para as unidades dos frigoríficos Ecofrigo (grupo Bugio), JBS, Seara, GTB Foods e JMS (frigorífico de suínos), instaladas nos municípios de Abelardo Luz, Chapecó, Ipuaçu, Seara e Xaxim.

Essa recomendação, expedida na semana passada, busca alcançar proteção semelhante a que foi estabelecida em recente Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo MPT, de abrangência nacional, com a Cooperativa Central Aurora Alimentos, que tem sede em Chapecó, onde tem 9 mil empregados.

A Seara Alimentos, de Chapecó, encaminhou nesta sexta-feira (29) resposta à recomendação, afirmando que desde quarta-feira (27) afastou todos os seus colaboradores indígenas, seguindo determinação contida no artigo 2º da portaria SES 312, de 12 de maio último, bem como as demais recomendações das autoridades de saúde que consideram os indígenas como integrantes do grupo de risco da covid-19. O ofício da Seara é assinado pelo seu representante legal, Adriano Bakchachian Chalegh Ferreira dos Santos.

A Ecofrigo, do grupo Bugio, relatou em reunião realizada com o MPF e o MPT na sexta-feira (29), que no total tem 144 indígenas trabalhando no frigorífico, nas funções de desossa, higienização e abate. De acordo com representantes da empresa, já foram afastados do trabalho 117 indígenas, enquanto os demais 27 aguardam substituição. A Ecofrigo informou que está concedendo férias antecipadas e na sequência pretende suspender os contratos de trabalho por mais 60 dias. Os representantes do frigorífico assumiram o compromisso de, até a próxima sexta-feira (5), afastar 99% dos indígenas.

Ficou acordado que uma nova reunião será realizada em 60 dias para discutir a forma mais adequada para a continuidade do afastamento dos indígenas, caso a pandemia se prolongue por mais tempo.

O MPF e o MPT ainda estão aguardando a manifestação das empresas GTB – Empreendimentos e do Frigorífico JMS, ambos localizados no município de Ipauçu.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em SC
Atendimento ao público: (48) 2107-6100 e 2107-2410

Posts Relacionados

De Vw Voyage a imóveis no litoral: veja os bens dos candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú.

Diário da Cidade

Estado cede prédio para abrigar a nova sede da 1ª Delegacia de Polícia em Blumenau

Traficante procurado pela Interpol é preso em Balneário Camboriú

Edson Piriquito anuncia Ademar Schneider como vice-candidato em Balneário Camboriú

Diário da Cidade

Acidente fatal causa lentidão na BR-101 em Balneário Camboriú

Propagandas políticas deverão conter audiodescrição e interpretação de Libras

Setembro Amarelo: a importância de falar sobre a prevenção do suicídio

Novos prefeitos precisarão acelerar o saneamento

Balneário Camboriú registrou 17 novos casos de Covid-19

Câmara de Balneário Camboriú retoma atendimento ao público externo

Edson Piriquito é definido como Pré-Candidato a Prefeito em Balneário Camboriú

MDB Balneário Camboriú realizará convenção no próximo dia 12/09 e lançará Edson Piriquito

Saúde da Mulher: câncer no colo do útero

Transferência de Messi pode ser mais cara do que as quatro maiores da história somadas

Diário da Cidade

IFC busca voluntários para acolhimento de futuros cães-guia

INSS notifica beneficiários por cartas físicas e digitais enviadas pelos Correios

Interditado o cultivo de moluscos de Laranjeiras e Barra em Balneário Camboriú

Udesc segue entre melhores universidades no ranking global da Times Higher Education

Mesmo com empréstimo de 30 milhões “requalificação” não passou no Nova Esperança

59 vagas de emprego abertas em Balneário Camboriú e região

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: