Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Distribuída no SUS, dose contra HPV combate câncer de colo de útero e outros tipos da doença

Distribuída no SUS, dose contra HPV combate câncer de colo de útero e outros tipos da doença.

A ciência ainda não descobriu a cura para o Câncer, mas já se sabe como prevenir alguns tipos da doença. O Câncer de Mama é o que mais mata no Brasil, mas não é o único que preocupa. Neste mês, a Campanha do Outubro Rosa chama atenção para os cuidados necessários, diagnóstico precoce e direitos das pacientes. Mas é possível ir além, e alertar sobre a existência de outros tipos de câncer que são tão perigosos quanto, e tem prevenção por meio de uma vacina.

Estamos falando do câncer do colo do útero, da vulva e vagina, e do ânus. São mais raros, porém existem e podem agravar se não forem tratados. Cerca de 16 mil casos de câncer de colo de útero são diagnosticados todos os anos no Brasil, praticamente 100% são causados pelo HPV. A infecção pelo papiloma vírus humano, o HPV, atinge homens e mulheres, são mais de 150 tipos. Atenção para um detalhe, o HPV não produz sintomas ou sinais visíveis, por isso qualquer um pode se infectar ou transmitir o vírus sem saber.

Mas com a Vacina é possível combater o papiloma vírus humano, para prevenir as doenças causadas por ele, inclusive o Câncer. Ela é distribuída na rede pública pelo SUS, e na rede particular em clínicas de imunização.

A vacina oferecida pelo SUS é a quadrivalente, que protege contra os 4 tipos de vírus HPV mais comuns no Brasil. Está disponível gratuitamente nos postos de saúde, aplicada em 2 doses, para Meninos e meninas dos 9 aos 15 anos incompletos, como uma medida de prevenção. Para pessoas acima de 15 anos, a vacina está disponível na rede privada.

Na Primme Vacinas, que tem salas de imunização em Florianópolis, São José, Palhoça e Balneário Camboriú, a aplicação é realizada para meninos e meninas entre 9 e 26 anos de idade, com a vacina nonavalente. Para meninas e mulheres entre 9 e 45 anos de idade, se for a vacina quadrivalente. Para meninos e homens entre 9 e 26 anos de idade, com a vacina quadrivalente. A enfermeira Amanda Fernandes reforça a importância dessa vacinação.

“Ainda pouco conhecida, a Vacina do HPV ajuda o corpo a produzir os anticorpos necessários para combater o vírus e assim, caso a pessoa seja infectada, ela não desenvolve a doença, pois está protegida”, explica Amanda.

Melhor do que tratar a doença, é prevenir. Sempre é tempo de cuidar da saúde, converse com um médico, peça orientações, e se proteja. A doença não escolhe classe social, e a saúde não pode esperar.

Posts Relacionados

Leilão 5G garante internet de alta velocidade para toda a região Sul

Dezembro Laranja combina cuidados com a COVID-19 e prevenção contra o câncer de pele

Cristo Redentor é iluminado de azul e amarelo para celebrar a declaração de Barbados como uma república

Krav Magá é uma excelente opção para quem deseja exercício dinâmico

Diário da Cidade

Economista aponta impactos para o Brasil trazidos pela crise hídrica

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje; veja quem tem direito

Olimpíadas Especiais Brasil participarão de Corrida Virtual para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Basquete abre portas para jovens brasileiros em universidades dos Estados Unidos

Diário da Cidade

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Uber inicia nova campanha educativa de combate ao assédio na Região Sul

1 em cada 4 pessoas negras já evitou usar transporte por medo de racismo

Foz do Iguaçu recebe o Festival Tambaqui da Amazônia

Consciência Negra: Mars acelera trabalho de equidade racial com nova área de inclusão e diversidade

Casos de zumbido aumentam entre jovens e adolescentes

Diário da Cidade

59% dos brasileiros consideram cancelar os serviços de streaming caso os preços aumentem, aponta relatório

Pix completa um ano com novas medidas de segurança

Donos de terras invadidas devem denunciar crimes ambientais

Startup chilena lança “Aprendo Livre”, plataforma gratuita que ajuda estudantes brasileiros na reta final do Enem

Checklist do gênio chega ao Brasil pela SENAI-SP Editora em parceria com MIT – Massachusetts Institute of Technology

Diário da Cidade

Depressão é um tabu para muitos homens brasileiros