Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Fisioterapeuta do Hospital Marieta dá dicas básicas para recuperação de pacientes pós-internação por Covid-19

Após passar um período internado devido à Covid-19, o paciente precisa continuar sua recuperação em casa.

Para isso, algumas medidas precisam ser tomadas para auxiliar no processo. O fisioterapeuta Yuri Góss, do Hospital Marieta, separou algumas dicas que podem fazer a diferença no dia a dia de quem está se recuperando das sequelas que o vírus deixou.

Durma bem

Algo muito importante é a qualidade do sono. É preciso que o paciente que recebeu alta da internação preze por uma boa noite de sono e tente manter horários fixos e para dormir e número de horas de sono usuais. Afinal, enquanto dorme o corpo se recupera, renovando a energia que a pessoa tanto precisa durante o dia.

Boa alimentação

Ter uma boa alimentação, na verdade, é imprescindível para todas as pessoas, mas principalmente para alguém que está se recuperando da Covid-19. É preciso optar por uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, legumes, etc. Uma boa alimentação dará força para a pessoa e compensará o esforço aumentado que o corpo está fazendo para se recuperar por completo. A orientação de um nutricionista é muito valiosa.

Se ainda fuma, precisa parar

Se o paciente é tabagista, ele precisará largar de vez o cigarro. Um dos órgãos mais prejudicados com a Covid-19 é justamente o pulmão, por isso, voltar a fumar nem deve ser cogitado, pois os pulmões já estão prejudicados e fumar piora a função pulmonar. Caso tenha dificuldade, procure ajuda médica e psicológica.

Técnicas de conservação de energia

Essas técnicas são muito bem-vindas para pacientes que, enquanto estavam internados, necessitaram do uso de ventilação mecânica, e consequente a qualidade de vida fica extremamente afetada por, em média, seis meses. Elas servem para pessoas que sentem dificuldade em fazer atividades do dia a dia, como por exemplo: levantar os braços ou se agachar elevam o gasto energético, então o recomendado é que a pessoa coloque as roupas que mais usa na altura do quadril e dos ombros. O mesmo se aplica no chuveiro, como deixar os itens de banho na mesma altura. A pessoa também pode instalar barras de apoio para dar mais segurança, ou se preferir, usar uma cadeira de banho, assim gastará menos energia e estará mais seguro.

 

            Outras dicas de exercícios de respiração e alongamento podem ser conferidos na página do Facebook ou no Instagram do Hospital Marieta.

Posts Relacionados

Balneário Camboriú e Camboriú terão nova edição do Selo Social

Idoso de 80 anos vai se recuperar da Covid-19 com atendimento domiciliar

Representante do Ministério das Comunicações apresenta como as Prefeituras catarinenses devem se preparar para a chegada do 5G

Problemas de audição podem causar atraso na fala das crianças

Corrida de rua une adeptos em preparação para maratona e meia maratona

Escola Irlandesa oferece 100 bolsas de intercâmbio no exterior exclusiva para brasileiros

Aprovado projeto que garante acessibilidade em banheiros a ostomizados

Dois aeroportos de Santa Catarina serão concedidos à iniciativa privada

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

Imposto de Renda 2021: quem deve declarar, como e quando

10 atitudes urgentes para adequar o orçamento em tempos de pandemia

Myra 2021 amplia sessões de leitura on-line para alunos da rede pública

Estudo norte-americano aponta que vacina da gripe pode reduzir gravidade da COVID-19 e até ajudar a evitar contaminação

Saúde, bem-estar e autocuidado são temas do projeto MULTI+Saúde

Movimento Transforma Brasil amplia campanha de acolhimento psicológico pela internet

Brasileiro vê economia do País e a própria melhorarem só em 2022

Pagamento do novo auxílio emergencial começa na próxima terça-feira

SENAC oferece cursos gratuitos para jovens de Balneário Camboriú

Loterias desta sexta-feira (26) sorteiam R$14,1 milhões

Presidente da SOBED esclarece pontos centrais da campanha nacional de prevenção ao câncer colorretal