Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Passaporte da vacina é constitucional, diz advogado

Direito à liberdade não pode sobrepor-se ao direito à vida.
Quem não se vacinar pode causar danos a terceiros, transmitindo-lhes a Covid-19

O advogado Renato Spolidoro, sócio do escritório Zürcher Advogados, afirma ser absolutamente constitucional o passaporte da vacina, lembrando que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu sobre a questão em duas oportunidades, em processos que transitaram em julgado. “Foram duas ações diretas de inconstitucionalidade apreciadas na Suprema Corte”, acentua.

Spolidoro salienta serem comuns os conflitos de opiniões inerentes a direitos constitucionais, explicando. “Os que são contra o passaporte da vacina acreditam que a medida fere a liberdade prevista na Carta. Entretanto, o argumento esbarra em uma questão filosófica, que vem sendo abordada há muito tempo, que é o fato de que a liberdade de um acaba quando começa a do outro. Ou seja, quem não se vacinar pode causar danos a terceiros, transmitindo-lhes a Covid-19”.

O advogado argumenta que, caso se permita que a liberdade seja exercida sem limites impostos pelos direitos de todos os cidadãos e da sociedade, haveria o caos. “Aliás, acho que é exatamente isso que certas pessoas querem”, enfatiza, reiterando: “No Estado Democrático de Direito, em um regime político liberal, a liberdade precisa ter limites”.
Spolidoro exemplifica: “Eu poderia entrar em um banco com uma granada no bolso e achar que isso é liberdade. Eu poderia escravizar um trabalhador e achar que isso é liberdade. Mas, nesses casos, eu estaria extrapolando meu exercício da liberdade. Eu não posso ter a liberdade de, escolhendo não me vacinar, porque eu posso fazer isso, querer dividir um ambiente com pessoas que decidiram vacinar-se, estando a humanidade no meio de uma pandemia provocada por uma doença transmitida pelas vias respiratórias”.

O advogado lembra que diversos outros países já adotaram medidas parecidas como o passaporte da vacina, que têm apresentado bons resultados. “Aqui, muito além desse conflito de direitos constitucionais e da limitação da liberdade no atingimento a da do outro, acredito que uma questão a ser pontuada juridicamente é que o bem coletivo e o interesse público sempre se sobrepõem ao particular. E é de interesse público que a pandemia acabe e não se dissemine mais”, pondera, concluindo: “Ademais, o direito à liberdade não pode sobrepor-se ao direito à vida. Então, ninguém tem a liberdade de expor um terceiro a risco de morte. Seria um exacerbamento do direito à liberdade”.

Posts Relacionados

Conheça três aplicativos de transporte criados por motoristas insatisfeitos

Diário da Cidade

Estado norte-americano, Michigan, bate novo recorde de apostas esportivas no mês de setembro

Mais de três mil cidades brasileiras têm situação fiscal difícil ou crítica, revela Índice Firjan de Gestão Fiscal

Importunação sexual tem de ser denunciada sempre

Biocombustível: entenda sua importância para a sustentabilidade

Com avanço da vacinação no Brasil, 62% das empresas planejam voltar ao trabalho presencial

Catho revela o ranking de média salarial para professores em cada estado do País

Distribuída no SUS, dose contra HPV combate câncer de colo de útero e outros tipos da doença

Caem restrições de viagens para os Estados Unidos

Morre Adelino Colombo, fundador da Lojas Colombo

Com foco na omnicanalidade, Sleephouse passa por rebranding

Diário da Cidade

Leilão do 5G deve movimentar R$ 169 bilhões em investimentos

Diário da Cidade

Dia dos Professores: educadores destacam a importância dos pets no desenvolvimento escolar durante a pandemia no Brasil

Diário da Cidade

Grupo Boticário oferece 400 vagas para cursos de formação gratuita em tecnologia para pessoas em situação de vulnerabilidade

Professora é homenageada em vídeo emocionante nas redes sociais

Pesquisa mostra que 77% dos brasileiros adultos estão jogando regularmente pelo celular

Pesquisa revela que muitos motociclistas conduzem sem habilitação

Guaraná Antarctica lança sabores especiais escolhidos por brasileiros para celebrar 100 anos da marca

Professor cria projeto utilizando o tema gratidão e alunos enviam mais de 300 cartas aos profissionais do Instituto Butantan

Alimentação saudável ajuda a evitar a perda auditiva