Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES

Primeiro a tomar a vacina em SC pede que população se imunize “em nome do amor”

O enfermeiro Júlio César Vasconcellos de Azevedo dedicou 28 dos 55 anos de vida à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis. Nos últimos meses, presenciou a batalha de inúmeros catarinenses que tiveram de enfrentar o agravamento da Covid-19. O profissional da saúde foi o primeiro a tomar a vacina em Santa Catarina e fez apelo à população para buscar a imunização.

“Vocês não sabem como é difícil ver as pessoas internadas, com falta de ar, viradas de barriga para baixo para poder respirar melhor, intubadas. Pensem nos seus pais, nos seus avós, e tomem a vacina em nome do amor”, declarou.

Ele recebeu do governador Carlos Moisés o certificado de que tomou a primeira dose. Júlio foi o primeiro dos cerca de 68 mil cidadãos que devem ser imunizados com o primeiro lote da vacina CoronaVac, que chegou a Santa Catarina na manhã desta segunda-feira, 18. O ato inicial da vacinação, realizado no Instituto de Cardiologia, em São José, também contou com a aplicação da primeira dose na indígena Kerexu Yxapyry (Eunice Antunes) e no idoso João de Jesus Cardoso, 81 anos.

Gestora ambiental e líder da terra indígena Morro dos Cavalos, em Palhoça, Kerexu agradeceu “às divindades, a sabedoria da ciência e a luta de todos os povos” para que o início da vacinação fosse possível em Santa Catarina. “Minha sensação é de liberdade, porque passamos praticamente um ano presos por motivos de proteção, naquela incerteza de como conseguiríamos chegar aonde chegamos. A gente precisa lutar muito para que toda a população catarinense receba a vacinação. Todos precisamos querer tomar a vacina e estar imunizados”, afirmou.

O primeiro lote das vacinas também contempla as pessoas de ao menos 60 anos institucionalizadas no estado. Residente de uma instituição de longa permanência em São José, o idoso João de Jesus Cardoso fez questão de ser um dos primeiros. “Eu fiquei contente. Tem que tomar. Todo mundo tem que tomar a vacina”, resumiu.

Posts Relacionados

Não há mais vagas de UTI para Covid em Balneário Camboriú

Diário da Cidade

Círculo S/A promove campanha que exalta a beleza natural das mulheres

Corpo de pescador desaparecido no RJ é encontrado em praia de SC

Balneário Camboriú registra ocorrências devido às chuvas

Governo de SC não acata recomendação para lockdown de 14 dias

Balneário Camboriú vacinou 1041 idosos com mais de 80 anos neste final de semana

Startup lança aplicativo para melhorar a qualidade do sono

Diário da Cidade

Iniciativas colocam mulheres em cargos e atividades até então desempenhadas somente por homens

Diário da Cidade

Vereador pede aumento do número de sessões na Câmara de Tijucas

Diário da Cidade

MPF é favorável a pedidos do Procon-SC em ação contra reajuste da tarifa de energia elétrica

Maior canal infantojuvenil do YouTube no país doará renda para apoiar crianças e adolescentes com câncer

DadoBier apresenta The Legends Vida Marinha 2021 desembarca em Itajaí(SC)

Clientes da Celesc podem parcelar faturas em atraso no cartão de crédito

Diário da Cidade

Fevereiro laranja: Você sabia que o hemograma pode auxiliar na investigação da leucemia?

Diário da Cidade

Câmara de Tijucas aprova indicação para criação de um Centro de Reabilitação Pós-Covid19 na cidade

Diário da Cidade

Fundação Lemann lança campanha “Toda Mulher é uma potência” para dar visibilidade às mulheres na pandemia

Balneário Camboriú confirma 50 positivos e 1 óbito por covid em 24 horas

Balneário Camboriú será sede de maior evento de FootVolley do Brasil

Guarda Municipal de Balneário Camboriú resgata cão que estava sendo espancado

Vakinha para ajudar a Ísis Soares Botelhos de 1 ano e 4 meses

%d blogueiros gostam disto: