Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
DESTAQUES Noticia SC

Santa Catarina registra aumento de 35,5% de mortes por coronavírus em uma semana

Santa Catarina registra aumento de 35,5% de mortes por coronavírus em uma semana

 

sta é 17ª semana desde a chegada da Covid-19 no Brasil e ontem (23), ocorreram 407 óbitos registrados no Brasil. Em Santa Catarina, houve um incremento de 21,7% de casos e de 35,5% de óbitos em uma semana. Estas análises são resultado da avaliação diária realizada pelo Laboratório de Conservação e Gestão Costeira da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), a partir dos dados oficiais do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde e da Defesa Civil de Santa Catarina, do dia 23 de abril.

De acordo com o estudo, a letalidade no Brasil está em 6,7% e Santa Catarina ocupa o 11º lugar de casos registrados, entre os 27 estados brasileiros com 3,5% dos casos (1.170 casos), sendo o Estado da região Sul com maior número de casos. O estado está em 8º lugar em número de óbitos (42) junto com o Estado do Espírito Santo. A região brasileira com maior número de casos é a sudeste com 51,7% dos casos, sendo a região sul a penúltima no número de casos (6,4%).

A análise sinaliza que todas as regiões de Santa Catarina já possuem casos da doença. Atualmente, 103 municípios possuem casos confirmados de Covid-19 (34,9% dos municípios catarinenses). A região de Florianópolis é a que apresenta o maior número de casos (350) e a região da Foz do Rio Itajaí está em 2º lugar como a de maior número de casos (222). A menor é o Meio Oeste e Serra Catarinense com um caso no município de Tangará. Sobre o perfil dos acometidos, 54,8% dos casos são de mulheres e 45,2% são de homens. A faixa de idade com maior acometimento está entre 30 e 39 anos com 23,4% dos casos.

Região da Amfri

A Foz do Rio Itajaí registrou, no dia 23, 221 casos de Covid-19, com um incremento de 22,8% em apenas uma semana. Os municípios com o maior número de casos são: Balneário Camboriú (67), Camboriú (58) e Itajaí com 52 casos. Balneário Camboriú e Itajaí apresentam o maior número de óbitos (3).

Coeficiente de incidência e de mortalidade

O coeficiente de incidência de casos do novo coronavírus por 1 milhão de habitantes, considerando a projeção do IBGE para 2019 para a Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) é de 309/1.000.000. O dado é considerado como de atenção em relação ao Brasil (238/1.000.000) e Santa Catarina (156/1.000.000). Porto Belo, Itajaí, Balneário Piçarras e Navegantes estão em estado de atenção (número de casos entre 50% e a incidência nacional). Entretanto, os maiores coeficientes na região estão nos municípios de Camboriú (699/1.000.000) e Balneário Camboriú (471/1.000.000), colocando-os em estado de emergência (50% acima da incidência nacional), segundo a referência do Ministério da Saúde. O maior incremento de casos em uma semana na região ocorreu nos municípios de Penha (300%), Balneário Piçarras (150%) e Navegantes (88,8%).

No que se refere ao coeficiente de mortalidade por 1 milhão de habitantes, o Brasil apresentou um coeficiente de mortalidade de 16/1.000.000; Santa Catarina 5/1.000.000; e a região da Amfri 15/1.000.000 (em estado de alerta, ou seja, abaixo da incidência nacional).  Os municípios da Amfri com os maiores coeficientes de mortalidade foram Porto Belo (47/1.000.000), Camboriú (36/1.000.000) e Penha (31/1.000.000). Estes em estado de emergência (50% acima da incidência nacional).

Equipe de pesquisadores atua na avaliação

O professor Marcus Polette, docente da Escola do Mar, Ciência e Tecnologia e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, conduz o mapeamento junto com o acadêmico de Engenharia Ambiental e Sanitária, Paulo Pitarello, bolsista do Artigo 171, e dos mestrandos Matheus Rocha e Darua Valente, do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental. Duas professoras da Escola de Ciências da Saúde uniram-se ao grupo nas análises e eles trabalham em parceria com um grupo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Posts Relacionados

Vereador pede que Estado antecipe vacinação dos profissionais da Educação

Círculo S/A comemora 83 anos de fundação

Hospital Marieta inicia vacinação de profissionais da linha de frente nas UTIs Covid

Mercado Livre lança programa para formar jovens do entorno de sua operação em Gov. Celso Ramos (SC)

Hospital Marieta recebe novo equipamento angiógrafo

Costa Esmeralda recebeu de forma positiva a campanha “Você está de férias, mas o coronavírus não!”

MPF, Polícia Federal, Receita Federal e MP de Contas/SC deflagram 2ª fase da Operação Alcatraz

MPF pede avaliação laboratorial dos glicosímetros vendidos no Brasil

Primeiro a tomar a vacina em SC pede que população se imunize “em nome do amor”

Perda auditiva prejudica o cérebro e pode causar demência

Aurora desembolsa mais de R$ 100 mi para proteger trabalhadores do coronavírus

Verão gera alerta para combate à dengue e pragas, como ratos, baratas e cupins

INSS: o que muda para quem quer se aposentar em 2021

Casal chapecoense atinge teto de faturamento do MEI em nove meses

Anjo Tintas investe R$ 50 milhões em obras de expansão em Santa Catarina

Ano letivo de 2021 traz desafios para professores e alunos

Projeto social de Santa Catarina recebe apoio da Fundação Cargill

Motorista embriagado causa acidente na Estrada da Rainha

Diário da Cidade

Academia Municipal do Pontal Norte estabelece novas regras de funcionamento

Coollabore Art Park une criatividade, inovação e arte de rua em projeto inédito em Itajaí

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: