Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Balneário Camboriú e Camboriú

Trânsito será modificado no Centro de Camboriú para Festa do Divino

A festa do Divino Espirito Santo é a mais antiga da cidade e uma das mais tradicionais de Camboriú, sendo considerada um patrimônio cultural e histórico imaterial. Neste sábado, dia 20, às 18h, será a abertura dos festejos com o Cortejo Imperial, e às 19h30min a Missa Solene com a benção e entrega dos pães do Divino. Para a festa, o trânsito no Centro de Camboriú, será modificado. A Rua Lauro Muller vai ser interditada para veículos nesta sexta-feira, dia 19 e sábado, 20, das 18:00h às 23:00h e no domingo das 8h às 12h e das 18h às 23 horas.

Para a realização da 154ª Festa do Divino Espirito Santo a Prefeitura, com a aprovação da Câmara de Vereadores, vai investir mais de R$100 mil. Os investimentos são para a estrutura do pavilhão montado em frente à Paróquia, tendas, contratação do som, banheiros químicos, divulgação, telão de led, cadeiras e decoração. O evento conta com festejos populares, almoço e barraquinhas.

Saiba mais sobre a Festa

De acordo com o padre Marcio Vignoli, responsável pela organização do evento, trata-se de uma festa religiosa no âmbito do catolicismo, que reúne ritos religiosos e populares. Aqui em Camboriú se constitui num patrimônio cultural e histórico imaterial que já acontece há 154 anos. A festa teve seu início na localidade da Barra, onde foi a primeira colonização da região, com os açorianos. Tempos depois com o estabelecimento da Vila dos Garcia, a festa passou a ser celebrado no Centro, de Camboriú. É uma tradição portuguesa – trazida para o Brasil pelos açorianos – colonizadores da nossa região. Iniciou-se no século XIV, e começou com a Rainha Isabel, que mais tarde se tornaria Santa Isabel de Portugal – rainha santa da paz e da caridade, como é conhecida. A festa tem seus tradicionais símbolos como a pomba Branca que simboliza o Espírito Santo, as bandeiras e a corte ao casal imperial que simboliza a rainha Isabel e o seu esposo – o rei. Quando o Rei e rainha não podiam estar presentes, um casal se vestia de casal imperial e se fazia o cortejo. A festa é realizada tradicionalmente no Dia de Pentecostes, esse ano foi realizada em outra data por causa da pandemia da Covid-19.

Posts Relacionados

Volta às aulas: Retomada do ensino 100% presencial movimenta a compra de material escolar

Balneário Camboriú registrou 3 óbitos por Covid neste domingo

Aluno de Balneário Camboriú conquista medalha de ouro na Olimpíada de Matemática

Instituto Rogério Rosa destinará R$ 200 mil para projetos sociais de Balneário Camboriú e Camboriú

Nova diretoria da CDL de Balneário Camboriú será empossada dia 15 de fevereiro

Diário da Cidade

Homem em liberdade provisória é morto a tiros no Bairro da Barra

Balneário Camboriú confirma 128 positivos e 2 óbitos por Covid nesta quinta

Praias do Estaleiro e Estaleirinho têm aula de yoga e atividades de educação ambiental nesta semana

Aprovado Projeto de Lei que assegura acessibilidade nas praias de Balneário Camboriú o ano todo

Garota de 18 anos morre de Covid-19 em Balneário Camboriú

Inscrições para a LIC 2022 estão abertas até 11 de fevereiro

Cerca de 300 moradores de rua foram abordados nas primeiras semanas de 2022

Servidora recebe homenagem pelos 10 anos na Câmara de BC

iPhone 13 roubado em Itapema é encontrado em loja de conserto de celulares no Bairro da Barra

Mãe é agredida pelo próprio filho no Bairro Nova Esperança

Foragido da Canhanduba é capturado pela Guarda Municipal no Centro de BC

Balneário Camboriú registrou 121 novos casos de Covid-19 nesta segunda

Secretaria de Saúde de BC alerta sobre cuidado com a pele durante o verão

SIME de Balneário Camboriú divulga 391 vagas de emprego cadastradas

Camboriú confirma 343 novos casos e 1 óbito por Covid nesta quinta-feira