Atleta de Itajaí é Campeã do Sul-Brasileiro de Fisiculturismo

47

Atleta de Itajaí é Campeã do Sul-Brasileiro de Fisiculturismo

Scarla-ti Schneider conquistou o título na categoria Figure, no campeonato realizado em Curitiba (PR).
 
  Mãe de Ruan, 16, e, Marco, 11, a atleta de Itajaí Scarla-ti Schneider ganhou um super presente no Dia das Mães: subiu ao lugar mais alto do pódio do Campeonato Sul-Brasileiro de Fisiculturismo realizado em Curitiba (PR), sagrando-se campeã. Scarla-ti desfila na categoria Figure – que tem como critério a apresentação de boa simetria e definição do corpo – pela Nabba (National Association Bodybuilding Amador) e WFF (World Fitness Federation). 
Dona de um corpo escultural, Scarla-ti não esconde a felicidade pela conquista. “É aquele momento mágico, muito emocionante, que a gente gostaria que durasse para semre. É meu segundo título, estou feliz demais com os resultados, feliz demais por estar no caminho certo”, comemorou. 
Antes sedentária e doente, Scarla-ti iniciou tardiamente a carreira de atleta fisiculturista – aos 34 anos -, e a decisão em transformar seu corpo veio após  recomendação médica, 04 anos antes. “Sempre doente, com problemas crônicos de respiração, sentia muita falta de ar, tinha crises e ia constantemente ao médico, até que recebi a recomendação médica para me exercitar na academia. Iniciei no aeróbico, depois migrei para musculação. Percebi os resultados de uma vida saudável e o corpo bonito em poucos meses, e isso me motivou. Vi que a mudança, tanto de saúde quanto de estética só dependia de mim e com disciplina iniciei a minha história com a academia“, contou.
Scarla-ti se autodenomina ativista do empoderamento da saúde. “Está na moda falar de empoderamento. Eu acho que as pessoas deveriam se empoderar pela saúde própria. Cuidar do corpo deixa a gente bonito por dentro e por fora”, filosofou. 
Para o Bacharel em Educação Física e amigo Marcelo Lemos, o troféu de campeã premia o trabalho realizado pela atleta e a equipe técnica. “Sem dúvida que a disciplina dela, aliada aos treinos certos foi o passaporte para o prêmio, que é um reconhecimento. O importante é ser acompanhada nos treinos por alguém da área para evitar incidentes“, opinou profissional. 
Natural de Tubarão, Scarla-ti reside em Itajaí desde 2001. A morena de 37 anos tem se juntado a outras atletas da categoria que estão quebrando paradigmas na modalidade e mostrando que é possível a mulher se dedicar à prática fisiculturista e ainda manter a feminilidade.  
É um esporte?
 
Sim, o fisiculturismo é um esporte. A modalidade, inclusive, foi aceita para estar na próxima edição dos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru, valendo medalhas – a inclusão foi definida durante reunião da ODEPA (Organização Desportiva Pan-Americana) em Doha, no Catar. Também conhecido como culturismo, ele premia o atleta que melhor molda seu corpo. Juízes avaliam volume, simetria, proporção e definição dos músculos.
 
Texto: Patrick Schneider.
Fotos: Bonsai Produções
Contato: ​Patrick Schneider – @patrickschneide – 47 ​9​9117.7197 (Whatsapp e ligações). ​​