Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia BR

Biogen Brasil lança campanha “Se o simples complicar, investigue”

• Voltada ao público amplo, iniciativa é dedicada aos jovens e adultos com atrofia muscular espinhal (AME): 35%[1] das pessoas com a doença;

• Cartunistas criam tirinhas de personagens com AME para ilustrar situações do dia a dia com leveza e bom humor;
A Biogen Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda. (Biogen), empresa de biotecnologia focada em neurociência, acaba de lançar a campanha “Se o simples complicar, investigue” . Voltada ao público amplo, a campanha amplifica o debate sobre a AME – mas agora, com foco específico em jovens e adultos. O objetivo é, além da conscientização sobre sinais e sintomas, assegurar que pautas como autonomia, qualidade de vida e individualidades estejam mais presentes[2]. “A AME pode se manifestar de maneira muito distinta em jovens e adultos, com níveis e impactos diversos. Nenhuma história de vida é igual a outra. A Biogen acredita que a informação tem o poder de ampliar as discussões e transformar o futuro das pessoas com AME. Precisamos amplificar esse diálogo e reforçar, ainda mais, a urgência do cuidado apropriado, que pode garantir um futuro de escolhas pautadas no empoderamento e qualidade de vida”, ressalta Tatiana Rivas Marante, gerente geral da Biogen Brasil.

A AME é uma doença rara e genética, que pode comprometer funções como respirar, comer e se movimentar[2]. “Por conta da característica progressiva da AME, é comum que jovens e adultos não consigam executar tarefas do dia a dia de forma independente como, por exemplo, escovar os dentes ou subir escadas. E com a capacidade motora afetada, a autonomia do indivíduo e a qualidade de vida podem sofrer impacto em um momento de vida extremamente produtivo”, explica Deborah Azzi-Nogueira, gerente médica da Biogen. A especialista também alerta que os sintomas da AME podem ser confundidos com outras doenças. “Por isso, diante de qualquer sinal ou suspeita, é necessário investigar”.

De maneira geral, as pessoas com AME podem apresentar sintomas como fraqueza muscular, fadiga, quedas constantes e dificuldade para subir escadas[3][4]. A doença exige cuidados adequados que incluem uma abordagem multidisciplinar e tratamento farmacológico, que geram impacto positivo e significativo em diversos aspectos da vida pessoal e profissional. Quanto antes os cuidados forem iniciados, melhores são os resultados, daí a importância do diagnóstico e tratamento precoce. “Quem tem a doença precisa de uma abordagem multidisciplinar, com cuidados específicos que envolvem diversos especialistas, como neurologista, ortopedista, nutricionista, fisioterapeuta, entre outros”, finaliza Deborah.

Para dar visibilidade à campanha, a Biogen convidou seis cartunistas Helo D’Angelo, Caco Galhardo, Lila Cruz, Paulo Bruno, Fabiane Langona e Ricardo Ferraz para criarem uma série de tirinhas e dar vida a Félix, Clarissa, Aurora, Gael, Liliam e Samir, personagens que têm AME e protagonizam histórias criadas a partir de situações do dia a dia. Cada personagem ganhou o traço de um cartunista diferente.

Félix tem 21 anos. É engenheiro de computação e desenvolvedor de aplicativos. O diagnóstico veio aos três anos de idade. Clarissa tem 39 anos. É bióloga. Desde criança sempre se dedicou mais a atividades mentais do que físicas. Foi diagnosticada aos 25 anos. Aurora é médica e apaixonada por culinária. Tem 50 anos. Recebeu o diagnóstico aos 35. Gael tem 15 anos, é estudante e digital influencer. Foi diagnosticado com AME aos dois anos de idade. Liliam tem 43 anos, é uma mãe carinhosa e recebeu o diagnóstico de AME aos 21 anos. Já o Samir tem 18 anos. É estudante de letras e sonha em ser poeta. Recebeu o diagnóstico de AME aos seis meses de idade.

As tirinhas estão disponíveis na página “Se o simples complicar, investigue” assim como diversos conteúdos informativos da campanha. Para saber mais acesse: www.seosimplescomplicar.com.br
Saiba mais sobre a atrofia muscular espinhal: é uma das mais de 8 mil doenças raras conhecidas no mundo e afeta, aproximadamente, entre 7 a 10 bebês em cada 100 mil nascidos vivos[5], sendo a maior causa genética de morte em crianças de até dois anos de idade[6]. No Brasil, ainda não há um estudo epidemiológico que indique o número exato de indivíduos afetados pela doença.

Tipos de AME: com manifestações clínicas variáveis, a AME é dividida em cinco tipos (que vão do tipo 0 ao 4) que são caracterizados pela idade em que os sintomas aparecem e as habilidades motoras atingidas. Diferentemente da AME tipo 1, que surge antes dos primeiros seis meses de vida e que afeta de maneira considerável os marcos motores de desenvolvimento, a AME tipos 2 e 3 pode se manifestar em pessoas que apresentaram um desenvolvimento motor adequado quando crianças e alcançaram algumas habilidades, como sentar-se e ficar de pé[7], porém que perderam essas habilidades com o tempo. Há também o tipo 4, a forma mais amena da doença e uma das mais raras, sendo menos de 5% dos casos e cujos sintomas costumam aparecer a partir da segunda ou terceira década de vida, mas sem envolver dificuldades respiratórias ou de alimentação[5][6].

Sobre a Biogen

Na Biogen, nossa missão é clara: somos pioneiros em neurociência. A Biogen descobre, desenvolve e oferece terapias inovadoras em todo mundo para pessoas que vivem com doenças neurológicas e neurodegenerativas graves, assim como terapias sintomáticas relacionadas a essas doenças. Uma das primeiras empresas globais de biotecnologia do mundo, a Biogen foi fundada em 1978 por Charles Weissmann, Heinz Schaller, Kenneth Murray e pelos ganhadores do Prêmio Nobel Walter Gilbert e Phillip Sharp, e hoje possui o principal portfólio de medicamentos para tratar a esclerose múltipla, introduziu o primeiro tratamento aprovado para atrofia muscular espinhal, e está focada no desenvolvimento de programas de pesquisa em neurociência para esclerose múltipla e neuroimunologia, distúrbios neuromusculares, distúrbios do movimento, doença de Alzheimer e demência, oftalmologia, imunologia, distúrbios neurocognitivos, neurologia aguda e dor.

Posts Relacionados

SEDA Dream dobra o número de bolsas de intercâmbio para brasileiros

Compostagem 3-3-3 é mais rápida, usa menos água e tem menor custo operacional

Governo Federal garante R$ 6,1 bilhões de investimentos e arrecada R$ 3,3 bilhões em outorgas

8 em cada 10 brasileiros já comprou algum tipo de serviço ou produto por WhatsApp, diz Pesquisa

Fundação Dorina Nowill para Cegos faz campanha em prol de pessoas com deficiência visual e em situação de vulnerabilidade

Maioridade do carro flex e responsabilidade ambiental

Viagens e investimento em imóveis são desejos de entrevistados do SUL para quando a pandemia acabar

Sicoob cresce 34,4% com foco em crédito sustentável à população brasileira

A sensação de impotência na pandemia

Avaliação: tudo sobre o Chevrolet Onix Plus

Diário da Cidade

Uber começa expansão de checagem de documentos de usuários no Brasil

Startup brasileira reúne três das maiores operadoras de transporte viário do Sul

Brasileiros aumentam procura por Diploma Americano; Veja dicas de como obter título via internet

Projeto INSPIRAR mobiliza doações para viabilizar a produção de Ventiladores Pulmonares e ajudar hospitais e instituições brasileiras no combate à Covid-19

Cirurgia endoscópica da coluna lombar e prótese discal da cervical passam a ter cobertura obrigatória de planos de saúde em 01 de abril

Banco Central libera oficialmente transferências bancárias pelo WhatsApp

Microcamp faz parceria com Microsoft para capacitar estudantes e profissionais na área de TI gratuitamente

Pandemia avança e negócios voltam a ser impactados

Descarbonização acelerada: Deutsche Post DHL Group anuncia metas baseadas em ciência e investe EUR 7 bilhões em logística neutra até 2030

Avon participa de debate no Potências Negras Summit sobre desigualdade racial nas empresas