Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Noticia SC

Ex-vereador Zé Ferreira volta a ser preso pelo Gaeco em Itajaí

O ex-vereador José Alvercino Ferreira (PP) voltou a ser preso preventivamente na manhã desta terça-feira pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O pedido de prisão foi feito pela 8ª Promotoria de Justiça, que investiga os crimes relacionados à Operação Parada Obrigatória. Além de Zé, também foram presos o filho dele, Jefferson Ferreira, e Anderson Estevão Vaz, funcionário da revenda de veículos que pertence ao ex-vereador.

Os três são suspeitos de cometerem crime de falsidade ideológica. De acordo com o promotor de Justiça Ary Capella, apesar de ter sido descoberto durante a operação que a loja de carros estava em nome de laranjas,e isso ter sido relatado na denúncia aceita pela Justiça, o quadro societário da empresa não foi modificado.

Muitos dos veículos que estavam na loja quando foi deflagrada a operação, em julho do ano passado, foram sequestrados pela Justiça e continuam indisponíveis. Para reavê-los, a empresa tem apresentado pedidos judiciais_ só que essas requisições estão no nome de Anderson, que aparece como procurador da loja nos documentos mas, de acordo com o promotor, é um laranja. A empresa, inclusive, continua constando como propriedade de outras duas mulheres, que admitiram apenas terem emprestado o nome.

_ Eles já haviam cometido falsidade ideológica, o que inclusive está narrado na denúncia. Reconhecem que esses documentos são falsos, e agora vêm pedir a liberação de veículo se valendo dessas procurações _ afirma o promotor.

Com a nova prisão, em meio à tramitação do processo, é possível que os três tenham que aguardar o julgamento detidos. Jefferson e Zé já haviam sido presos quando deflagrada a operação. O filho foi solto logo em seguida,mas o pai permaneceu detido por quatro meses e perdeu o mandato na Câmara de Vereadores.

_ A situação agrava porque praticaram novo crime _ reconheceo promotor.

Posts Relacionados

Atletas de Florianópolis estão confirmados no Panamericano de Taekwondo, que volta à capital catarinense em setembro

Aplicativo criado por startup de Florianópolis democratiza o acesso à saúde

Diretoria da ACATE é reeleita para gestão 2022-2024

OBMEP promove encontro matemático em Florianópolis (SC) para alunos de todo Brasil

Programa ajuda micro e pequenos empresários na gestão de seus negócios

Balanço positivo: Instituto Guga Kuerten atende mais de 100 mil pessoas em 21 anos

Senar/SC oferece mais de 380 cursos gratuitos para o meio rural em junho

UniSul está entre as universidades brasileiras que mais contribui com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Programa Qualifica SC capacitará 5 mil trabalhadores para o mercado formal

Primeiro round do Arena CELTA dá a largada para formação de novas startups catarinenses